Um dos melhores goleiros do mundo, ele jogou por um único clube e defendeu a seleção da antiga URSS. Foto: Divulgação

Um dos melhores goleiros do mundo, ele jogou por um único clube e defendeu a seleção da antiga URSS. Foto: Divulgação

Considerado pela Fifa como o melhor goleiro de todos os tempos, o russo Lev Yashin (1929-1990) completaria 92 anos nesta sexta-feira (22).

Apelidado de "Aranha Negra", por sempre atuar completamente trajado de preto, o moscovita Yashin atuou apenas por um único clube durante sua carreira entre 1950 e 1970, o Dínamo Moscou.

Pela seleção soviética ele atuou entre 1954 e 1970, tendo disputado quatro Copas do Mundo consecutivas: 1958 (Suécia), 1962 (Chile), 1966 (Inglaterra) e 1970 (México).

Vale ressaltar que em 1970 Yashin foi reserva de Anzor Kavazashvilli, que fora seu reserva na Copa de 1966, aliás, melhor classificação sua em uma Copa do Mundo, quarto lugar.

Ainda por sua seleção, Yashin conseguiu dois feitos marcantes: a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1956 e o título da Eurocopa em 1960. 

Yashin nos deixou em 20 de março de 1990, em decorrência de um câncer no estomago.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE LEV YASHIN NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?".

Time da União Soviética no dia 13 de fevereiro de 1966, no Estádio Willie Davids, em Maringá. Na ocasião, a equipe do Grêmio Maringá disputou e venceu o amistoso contra a União Soviética por 3 a 2. Yashin, segundo em pé, da esquerda para a direita, era o goleiro soviético. Foto enviada por Ébano Tavares de Araújo


O histórico goleiro segura a taça da Eurocopa de 1960. Foto: In My Ear


Na imagem, o goleiro Lev Yashin sai para interceptar a bola, enquanto Vavá está caído. Pelé aparece atrás. Foto: In My Ear


Da esquerda para a direita, em pé: Ferenc Puskás, Djalma Santos, Svatopluk Pluskal, Lev Yashin, Ján Popluhár, Karl-Heinz Schnellinger, Milutin ?o?kic, Josef Masopust, Luis Eyzaguirre e Jim Baxter. Agachados: Raymond Kopa, Denis Law, Alfredo di Stéfano, Eusébio, Francisco Gento e Uwe Seeler. Foto: Reprodução/In My Ear


Da esquerda para a direita, Lev Yashin, Eusébio E Djalma Santos. Foto: Reprodução/In My Ear


Em pé, da esquerda para a direita, Djalma Santos é o primeiro e o goleiro Yashin é o terceiro. Agachados, da esquerda para a direita, Koda é o primeiro, Di Stéfano o terceiro, seguido por Eusébio e Gento. Foto: Reprodução


Yashin, o "Aranha Negra", em treino com os goleiros do Flamengo, na Gávea. Da esquerda para a direita: Yashin, Gustavo, Marcial, Marco Aurélio, Waldomiro e Franz. Foto: arquivo pessoal de Marco Aurélio


No lance, o goleiro russo Lev Yashin disputa a bola com o o atacante inglês Johnny Haynes. A partida terminou empatada em 2 a 2. A foto é do livro O Brasil na Copa do Mundo.


Yashin foi eleito pelos jornalistas russos o melhor jogador de futebol do país no século passado


 


O Rei do Futebol ao lado do lendário goleiro soviético, no Maracanã. Foto da Revista Manchete de Julho de 1971.


O russo Lev Yashin, o Aranha Negra, que disputou quatro Copas do Mundo (1958,1962,1966 e 1970) ao lado de Gylmar dos Santos Neves, bicampeão pela Seleção Brasileira, em 1958 e 1962, além de ter participado da Copa de 1966, na Inglaterra. Duas das maiores referências do futebol mundial, em todos os tempos. Foto do Jornal Última Hora, de 30 de junho de 1961


Manga e Yashin, o Aranha Negra. Eles se encontraram em 21 de novembro de 1965, no Maracanã, no empate, Brasil 2 x 2 U.R.S.S


Yashin foi eleito pelos jornalistas russos o melhor jogador de futebol do país no século passado. O Aranha Negra ajudou a União Soviética a conquistar um título da Eurocopa. Crédito foto: Federação Russa de Futebol


O Aranha Negra e sua amiga inseparável. Crédito foto: Federação Russa de Futebol


Na Copa de 1966, Yashin ajudou a então União Soviética a conquistar a quarta colocoção na competição. Crédito foto: Federação Russa de Futebol


Lev Yashin usava um uniforme totalmente preto, por este motivo recebeu o apelido de Aranha Negra


O Aranha Negra faz uma "ponte". Crédito foto: Federação Russa de Futebol


Dois momentos de Yashin


Yashin intercepta cruzamento na área soviética em 21 de novembro de 1965, amistoso disputado entre o Brasil e a União Soviética no Maracanã. Pelé está na disputa pela bola e Flávio Minuano, à esquerda, na sobra. Foi o jogo de despedida de Bellini da Seleção Brasileira, que terminou empatado em 2 a 2. Gérson e Pelé marcaram para o Brasil. Os tentos da URSS foram de Banishevski e Metreveli


Time de craques geniais que já nos deixou. Em pé, da esquerda para a direita: George Best, Eusébio, Paolo Rossi, Cruyff, Sócrates e o goleiro Lev Yashin. Agachados: Puskas, Diego, Gerd Müller, Giacinto Facchetti e Bobby Moore. Foto: Divulgação


Na década de 60 e no final dos anos 80


No final dos anos 80. Foto: Divulgação


O russo Lev Yashin está entre os melhores arqueiros de todos os tempos. (Foto: Reprodução @goal)


Toda a segurança de Lev Yashin


Lev Yashin no auge de sua forma, no início da década de 60. Foto: Reprodução


Formação da forte seleção soviética, com Yashin no gol


Seleção da FIFA de 1993. D esquerda para a direita, em pé: Ferenc Puskás, Djalma Santos, Svatopluk Pluskal, Lev Yashin, Ján Popluhár, Karl-Heinz Schnellinger, Milutin ?o?kic, Josef Masopust, Luis Eyzaguirre e Jim Baxter. Agachados: Raymond Kopa, Denis Law, Alfredo di Stéfano, Eusébio, Francisco Gento e Uwe Seeler. Foto: Reprodução/In My Ear


A melhor Rússia da história, em 1966. Da esquerda para a direita, Yashin é o terceiro em pé. Foto: Placar


Yashin, o Aranha Negra, fez uma bela defesa contra a Alemanha Ocidental na semifinal da Copa do Mundo de 1966. Foto: Reprodução/Twitter.com/AntiqueFootball

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa