O gaúcho de Porto Alegre teve uma trajetória de sucesso no futebol. Foto: Reprodução

O gaúcho de Porto Alegre teve uma trajetória de sucesso no futebol. Foto: Reprodução

Há exatamente um ano, no Rio de Janeiro, morria o treinador Valdir Espinosaaos 72 anos, em decorrência de complicações após uma cirurgia no abdômen a qual foi submetido no último dez dias antes. Espinosa era casado há 50 anos com Maria da Graça, com quem teve dois filhos: Rivellino e Allan.

Seu corpo foi sepultado no Cemitério Memorial do Rio, no Cordovil, bairro da zona norte carioca.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE VALDIR ESPINOSA NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Espinosa teve como seu último trabalho o cargo de gerente técnico do Botafogo-RJ, após uma vitoriosa carreira como jogador e treinador, incluindo a Libertadores e o Mundial de Clubes pelo Grêmio, ambos em 1983.

Gaúcho de Porto Alegre, onde nasceu no dia 7 de outubro de 1947, Espinosa começou sua carreira como lateral-direito pelo Grêmio em 1970, permanecendo no Tricolor Gaúcho até 1973. Ainda passou por CRB (Alagoas), Esportivo de Bento Gonçalves (RS) e encerrou sua trajetória nos gramados pelo Vitória (BA), em 1978.

Além das importantes conquistas como treinador do Grêmio, Valdir Espinosa comandou a campanha vitoriosa do Botafogo-RJ em 1989, levando o clube da estrela solitária ao título carioca daquele ano, quebrando um jejum que durava 21 anos. Na final, contra o Flamengo, o ponta-direita Mauricio marcou o único tento da partida.

O site oficial do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense divulgou uma nota de pesar sobre a respeito de Valdir Espinosa, logo após o clube tomar conhecimento de seu óbito

"O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense informa, com imenso pesar, o falecimento de Valdir Espinosa, um dos maiores técnicos de sua história. Sob o comando de Espinosa o Grêmio abriu as portas do continente e do mundo ao Rio Grande do Sul, conquistando a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes em 1983.

Valdir Espinosa retornou ao Grêmio em 2016, como Coordenador Técnico e participou da conquista do pentacampeonato da Copa do Brasil. Atualmente exercia o cargo de Gerente Técnico do Botafogo.
 
O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense se solidariza com toda a família Espinosa, amigos e torcida nesse momento de dor." 

Elenco do Corinthians de 1996: primeira fileira de cima, da esquerda para a direita: Villamayor, Sylvinho, Célio Silva, Gino, Fabinho, André Santos, Gilmar Fubá, Willian e Tupãnzinho. Na fileira intermediária, da esquerda para a direita: Caco Espinosa,André, Pirulito, Alexandre Lopes, Wilson Macarrão, Maurício, Ronaldo, Nei, Bernardo, Cris e Aguinaldo Moreira. Na fileira de baixo, da esquerda para a direita, Vinícius, Marcelinho Carioca, Anderson, Souza, Mário Travaglini, Valdir Espinosa, Dr.Renato Lotuffo, Tinga, Henrique e Alcindo. Todos jogadores reconhecidos com a atenção e a benevolência de Ronaldo Giovanelli com a reportagem do Portal Terceiro Tempo. Crédito da foto: enviada por Roberto Diogo.


Valdir Espinosa campeão em 96 do Trofeu Ramon de Carranza, na Espanha, com o Corinthians, clube que conquistou poucas taças internacionais. À direita, está o ex-ponta Alcindo, revelado no Flamengo, que no Parque São Jorge atuou ao lado do sul-africano Frank Willians e Alex Rossi. Era o ataque do medo...


No fim da carreira, Espinosa defendeu o CRB-AL


Crias do Grêmio. Campeões de 89 no Rio com o Glorioso


No vestiário do Marcaanã, ao lado do zagueiro Mauro Galvão, em 1989, depois da conquista do Campeonato Carioca sobre o Flamengo


Em pé: Espinosa, Raupe, Jair, Beto, Adílson e Zeca. Agachados: Júlio Cézar, Salazar, Romualdo, Julinho e Ademir Ribeiro


Técnico do Verdy. Foto do blog do treinador


Em pé: Arlindo, Everaldo, Ari Ercílio, Valdir Espinosa, Jadir e Cléo. Agachados: Davi (cunhado de Pelé), Julio Amaral (pai de Leandro Amaral), Alcindo, Sergio Lopes e Volmir.


 


Atualmente, Espinosa trabalha no Sportv e mantém um blog pessoal


Em 1983, graças a uma generosa cortesia de um gremista, comandante da Varig, a comissão técnica do Grêmio, liderada por Valdir Espinosa, recebeu uma fita de vídeo, à época, recurso tecnológico raro, de uma partida do clube alemão, Hamburgo, adversário do Tricolor Gaúcho na final do Mundial Interclubes daquele mesmo ano. Reparem na foto a "moderna" antena em cima da TV. O time do Olímpico se preparava para o jogo de Tóquio, na cidade de Gramado-RS, veja como os jogadores estão com os olhos grudados na TV, para observar o futuro adversário. Da esquerda para à direita: Mazaropi, Osvaldo, De León, Tarciso,o jornalista da TV Gaúcha, João Bosco Vaz, Baidek, Paulo César, Renato, Paulo Cézar Caju e Casemiro. Ithon Fritzen, Valdir Espinosa, o jornalista da rádio Guaíba, Joabel Pereira, Mário Sérgio, Caio, China, Zeca, Banha, Paulo Roberto e Dr. Colla.Foto Crédito: Blog Oficial de Valdir Espinosa


Veja o Grêmio que disputou o "Robertão" de 1970. A foto é da Revista Manchete. Em pé, da esquerda para a direita, aparecem: Arlindo, Valdir Espinosa, Jadir, Ari Ercílio, Beto Bacamarte e Everaldo. Agachados: Flecha, Caio, Paraguaio, Gaspar e Volmir.


O Grêmio em foto de 1970 com Arlindo, Espinosa, Di, Jadir, Beto e Everaldo em pé e Joãozinho, Caio, Paraguaio, Gaspar e Loivo agachados


O quarto, da esquerda para a direita, com paletó de "oncinha", é Valdir Espinosa. Os quatro últimos são: Zeca, ex-lateral que jogou também no Palmeiras, Everaldo, campeão do mundo pela seleção brasileira em 1970, o goleiro Jair e Oscar Amaro.


Grêmio campeão mundial de 1983 após vitória sobre o Hamburgo por 2 a 1. Em pé vemos Paulo Roberto, Mazaropi, Baidek, China, Paulo César e De León; agachados estão Renato, Osvaldo, Tarciso, Paulo Cesar Caju e Mário Sérgio


Veja a foto da apresentação de Valdir Espinosa, na Portuguesa de Desportos, no dia 21 de julho de 2008. A passagem foi meteórica. Foto: José Cunha/Portuguesa


Espinosa do dia 10 de agosto de 2008, na Band. Crédito Foto: Ednilson Valia/ Site Terceiro Tempo


Valdir Espinosa, então técnico da Portuguesa, participou do programa Terceiro Tempo, da Rede Bandeirantes de Televisão no dia 10 de agosto de 2008. Na foto da esquerda para à direita, o comentarista Oscar Roberto Godoi, Valdir Espinosa e Mauro Beting. Crédito Foto: Ednilson Valia/ Site Terceiro Tempo


Grêmio em 1971 com Jair, Espinosa, Torino, Ari Ercilio, Beto Bacamarte e Everaldo em pé; agachados estão Flecha, Caio, Scotta, Gaspar e Loivo. Foto enviada ao site pelo internauta Walter Peres


Depois da demissão de Renato, em 13 de abril de 2007, Valdir Espinosa continuou no clube para assessorar outro gaúcho, Celso Roth, que durou apenas cinco meses no cargo. Em outubro do mesmo ano, Espinosa assumiu o posto de treinador, e o deixou em dezembro. Foto: Fábio Borges/VIPCOMM


Heróis gremistas, Valdir Espinosa e Renato Gaúcho se reencontraram no Vasco. O técnico do Tricolor na conquista do Mundial de 83 se transformou em São Januário numa espécie de conselheiro do ponta-direita endiabrado que dirigiu muitos anos antes no estádio Olímpico. Renato trabalhou na Colina entre 2005 e 2007. Foto: Edvaldo Reis/VIPCOMM


Da esquerda para a direita, no SuperTécnico da Band: a careca de Valdir Espinosa, meio corpo do Velho Lobo Zagallo, Abel Braga, Carlinhos, Milton Neves e Luize Altenhofen.


Milton Neves e Luize Altenhofen, no SuperTécnico da TV Bandeirantes. Lá atrás, à esquerda, o técnico Valdir Espinosa.


Naquele domingo de 2000, Milton Neves recebeu os técnicos Jair Pereira (o primeiro da esquerda para a direita), Valdir Espinosa (o segundo) e Abel Braga (o quarto). O terceiro, de costas, é o saudoso Waldyr Bonnas (diretor de TV). Luize Altenhofen, de calça pink, está atrás do apresentador do programa.


O jornalista Roberto Avallone apelidou Valdir Espinosa de Marlon Brando dos técnicos brasileiros. Veja omo são parecidos o ex-ator americano e o gaúcho Espinosa


Em 1970, no Grêmio. Foto: blog oficial de Espinosa


Em pé: Jair, Valdir Espinosa, Torino, Beto Bacamarte, Ancheta e Everaldo. Agachados: Flecha, Oberti, Mazinho, Gaspar e Loivo.


Em pé: Arlindo, Valdir Espinosa, Ari Ercílio, Jadir, Beto Bacamarte e Everaldo. Agachados: Caio, Joãozinho Severiano, Paraguaio, Gaspar e Volmir.


Em pé: Everaldo, Valdir Espinosa, Jadir, Áureo, Ari Ercílio e Alberto. Agachados: Hélio Pires, João Severiano, Alcindo, Sérgio Lopes e Volmir. O mascote é Roberto Augusto Tomé, hoje jornalista esportivo de TV.


Valdir Espinosa com a camisa do Grêmio. Ele é o primeiro jogador em pé, da esquerda para a direita. Adilson, que era um grande amigo dele, é o segundo atleta agachado


O ex-quarto-zagueiro Fernando e Valdir Espinosa na Gávea, em 1989. Foto: arquivo pessoal de Fernando


Valdir e um amigo. Foto: reprodução


Valdir Espinosa, Pelé e Ari Ercílio em um jogo entre Grêmio e Santos . Foto: reprodução


Valdir e sua filha. Foto: reprodução


Valdir Espinosa, em Las Vegas, em 2016. Foto: reprodução


Valdir Espinosa e sua esposa em Las Vegas, em 2015. Foto: reprodução


Homenagem a Valdir Espinosa, ídolo do Grêmio como atleta e treinador


Na Fox Sports, em 2015. Da esquerda para a direita, Valdir Espinosa é o segundo e Eduardo Elias é o terceiro


Em 1970 e em 2014


Em julho de 2014, comemorando 46 anos de casado com sua esposa Maria Da Graça Espinosa. Foto: arquivo pessoal de Valdir Espinosa


Em agosto de 2014, em Porto Alegre. Ao fundo, o Guaíba. Foto: arquivo pessoal de Valdir Espinosa


Equipe do CSA-AL em 1974. Em pé, da esquerda para a direita: Zé Preta, Valdir Espinosa, Zé Galego, Maurício, Valmir Louruz e Jaiminho. Agachados: Castanha (massagista), Milton, Jorge Nunes, Misso, Djair e Ricardo


No dia 28 de março de 2015. Amigo cumprimenta o ex-técnico Valdir Espinosa, no Grêmio.


Sorridente, em 2014


Em 17 de julho de 2012, Valdri Espinosa e Sorato, dia da inauguração da Academia de Futebol Espinosa. Foto: arquivo pessoal de Sorato


Grêmio, de 1968. Da esquerda para a direita, em pé: Everaldo, Valdir Espinosa, Jadir, Áureo, Ari Ercílio e Alberto. Agachados: Hélio Pires, João Severiano, Alcindo, Sérgio Lopes e Volmir. Foto enviada por José Eustáquio


Valdir Espinosa no Esportivo de Bento Gonçalves em 1979, e hoje, como "manager". Fotos: Acervo Esportivo Bento Gonçalves e Arquivo Pessoal, reitadas da edição de dezembro de 2014 da revista Placar.


O gaúcho Valdir Espinosa adora um chimarrão. Foto: Reprodução/Instagram


Em maio de 1972, no jornal Zero Hora.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa