Executivo de futebol disse entender a decisão do novo dono cruzeirense. Foto: Cesar Greco

Executivo de futebol disse entender a decisão do novo dono cruzeirense. Foto: Cesar Greco

Por decisão de seu acionista majoritário, o Cruzeiro não terá mais Alexandre Mattos como executivo de futebol na próxima temporada. O dirigente ainda não tinha contrato, mas já trabalhava informalmente no planejamento para 2022.

Com Mattos, o favorito para assumir a função de homem forte do futebol cruzeirense é o zagueiro Paulo André, que já exerce essa função no Valladolid, da Espanha, clube que também pertence a Ronaldo.

Em entrevista ao GE, Alexandre Mattos informou que ficou sabendo da desistência do Cruzeiro em contratá-lo através da imprensa.

“Em outubro, o presidente do Cruzeiro me procurou e começou muito essa mobilização. Eu cheguei a fazer um acordo com o presidente do Cruzeiro, até o fim de 2023. Ainda não fui comunicado por ele sobre essa saída, mas vi pela imprensa”, disse Mattos, que disse aceitar a decisão de Ronaldo.

“Respeito bastante a decisão, principalmente uma decisão que vem do Ronaldo. O Ronaldo é um cara que sou fã incondicional dele, que eu respeito muito. Tenho uma relação legal com ele, nas vezes que tive um tratamento muito (...) E ele tem o total direito de colocar as pessoas de confiança, e a vida é assim, no futebol não é diferente”, afirmou.

Segundo o GE, a ideia inicial da cúpula cruzeirense, inclusive de Ronaldo, era manter a estrutura do futebol na Raposa, com a possível entrada de Paulo André. Desse modo, o técnico Vanderlei Luxemburgo deve ser mantido. Como não tinha contrato assinado, e apenas um acordo informal, Mattos acabou sendo vetado.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa