O zagueiro comentou também o desejo de voltar a defender a seleção. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O zagueiro comentou também o desejo de voltar a defender a seleção. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo vive momento iluminado na temporada, com a liderança do Brasileiro e a classificação para a semifinal da Libertadores. Apontado por muitos como grande responsável por esta boa fase rubro-negra, o técnico Jorge Jesus continua recebendo elogios de todos os lados.

“Desde que chegou, a intensidade, a cobrança, a exigência são sempre no limite. Para mim, foi o treinador que mais me exigiu fisicamente e taticamente. E a gente vem colhendo os resultados. No começo, a gente teve um pouco de dificuldade, mas foi se adaptando na base da conversa”, comentou Rodrigo Caio, em entrevista ao SporTV.

O zagueiro comentou também o desejo de voltar a defender a seleção brasileira. “É o sonho de todo jogador, o meu não é diferente. Em alguns momentos, tive um pouquinho de azar. Logo que a gente saiu das Olimpíadas em 2016, na primeira convocação do Tite, eu estava, mas tive uma contratura no adutor da coxa e fui cortado. Na Copa do Mundo, que eu poderia brigar [pela vaga], tive a lesão no pé. Agora, que eu poderia ter outra oportunidade, tive outra lesão. Então, faz parte da nossa vida. A gente procura se dedicar ao máximo, mas nosso calendário é difícil não ter lesões”, completou Rodrigo Caio.

 

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa