Ao contrário do que muitos podem pensar, boxeador não se importa em ter o mesmo nome de uma das lendas do esporte

Ao contrário do que muitos podem pensar, boxeador não se importa em ter o mesmo nome de uma das lendas do esporte

O boxeador britânico Muhammad Ali conquistou uma vaga nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro nesta sexta-feira (15).

"Quando as pessoas costumavam falar o meu nome, meu primeiro pensamento era "lá vem essa história de novo", mas agora já estou me acostumando com isso", revelou o lutador, em entrevista ao Yorkshire Post.

O lutador nasceu em 1996, ano em que Muhammad Ali acendeu a Tocha Olímpica dos Jogos disputados em Atlanta, nos Estados Unidos. E, ao contrário do que muitos podem pensar, Ali não se importa em ter o mesmo nome de uma das lendas do esporte.

"Isso não me incomoda, eu apenas tenho que ir lá, ter uma performance boa e mostrar a eles que eu sou competente. Espero que eu possa ser pelo menos metade do quão bom foi o Ali verdadeiro um dia", projetou o lutador.

O "Ali genérico" é medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos Juvenis, na edição disputada em 2014, além de medalhista de prata na competição europeia de boxe, realizada em 2015, na categoria até 52 quilos. No torneio mundial, Ali acabou eliminado nas quartas de final. 

Foto: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    61
  • 2 Pal
    53
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    44
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa