O zagueiro concedeu entrevista. Foto: Divulgação/CAM

O zagueiro concedeu entrevista. Foto: Divulgação/CAM

Com os devidos cuidados impostos em razão da pandemia do novo coronavírus, o zagueiro Réver, do Atlético, conversou com a TV Galo na manhã da última quarta-feira (20), respondendo perguntas que foam encaminhadas por jornalistas ao departamento de comunicação do clube mineiro.

“É muito bom poder voltar depois de muito tempo parado. Mesmo que você faça as atividades em casa, não é a mesma coisa de estar no dia a dia com os companheiros. A gente se sente feliz, mesmo não sendo 100% de como temos o costume, a imprensa, o dia de visita do Galo na Veia no CT. É algo que nos chama atenção porque, às vezes, você sai de um treino cansado e tem que dar uma entrevista, isso está fazendo falta, a gente vem sentindo falta desse contato, do carinho que a gente acaba recebendo sempre do nosso torcedor. Isso acaba mexendo muito com a gente. Mas, se Deus quiser e permitir, isso logo estará acabando e teremos nossa rotina normal”, comentou Réver.

EXPERIÊNCIA COM TREINOS EM CASA
 
"Foi uma experiência interessante pelo fato de não ter tanto contato ao longo dos anos, devido aos jogos. Então, foi algo fantástico que eu não tinha passado ainda, de ficar todo esse tempo ao lado dos meus filhos, da minha esposa. Acabei aproveitando ao máximo e exigindo deles ao máximo para compensar todo esse tempo distante que tive deles. Agora, retornando às atividades, coisa que também amo fazer e que já estava sentindo falta”, ponderou o defensor.
 
SOBRE SAMPAOLI
 
"Com a chegada do Sampaoli, esse retorno acaba ajudando para que os jogadores conheçam o perfil do treinador, o que ele pede taticamente para os jogadores. Então, acredito que, mesmo sem data (para voltar a jogar), a gente tem um ganho importante, mesmo nesse período em que estamos treinando em grupos separados, setorizados. Isso vai acabar nos ajudando a nos condicionar fisicamente e fazendo com que a gente entenda, num todo, o que o treinador nos pede taticamente”, avaliou Réver.
 
SEGURANÇA PARA OS TREINOS
 
“Nesses 60 dias que se passaram, eu ainda não havia visto ou encontrado várias pessoas dessa maneira, de máscara. Então, foi até assustador chegar ao CT e passar por todos os procedimentos até poder chegar ao campo. E todo mundo usando máscara, toando os devidos cuidados, necessários. É algo assustador, mas é a nossa realidade de hoje e temos que enfrentá-la da melhor maneira possível, tomando todos os cuidados necessários para não correr esse risco. Estamos nos cuidando da melhor maneira possível. Espero que, em breve, a gente possa chegar ao CT e dar um abraço nos companheiros, cumprimentar as pessoas da maneira que elas merecem, que todos possam logo retirar essa máscara e voltar à vida normal”.
 
Com informações da Agência Galo  - Clube Atlético Mineiro

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa