Boxes da Ferrari em Interlagos no GP Brasil de 2019. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Boxes da Ferrari em Interlagos no GP Brasil de 2019. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

De acordo com o site Meio & Mensagem, com informação confirmada pelo site Grande Prêmio, a Rede Globo não renovará contrato com o Liberty Media, grupo responsável pelos direitos comerciais da Fórmula 1, e não transmitirá a próxima temporada da categoria.

A Globo é um dos poucos canais abertos do mundo que transmite a F1, hoje praticamente restrita às emissoras por assinatura.

Entre as emissoras abertas, as chances de transmissão são reduzidas, embora o nome da Band tenha sido ventilado nas últimas semanas. A outra possibidade diz respeito ao Grupo Disney, que no Brasil é dona dos canais por assinatura ESPN e Fox Sports.

A Globo exibe a Fórmula 1 ininterruptamente desde 1981. Antes, também transmitiu entre 1972 e 1979. Em 1980 a Rede Bandeirantes foi a responsável transmissão da temporada, cujo campeão foi o australiano Alan Jones, então na Williams.

Mas como Nelson Piquet (Brabham) fez um grande campeonato, terminando em segundo lugar, a Globo voltou à carga para o ano seguinte, justamente aquele que culminou com o primeiro dos três títulos de Pquet na categoria.

A Globo sinalizava com mudanças há algum tempo, com as dispensas mais recentes de nomes de peso, casos de Reginaldo Leme e Lito Cavalcanti, ambos comentaristas de automobilismo da emissora carioca.

Atualização: em comunicado oficial, em 29 de agosto de 2020, a Rede Globo confirmou a infomação, anunciando que a não transmissão da F1 "faz parte da revisão de seu portfólio de direitos”.

 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa