julho 22nd, 2010

 
A TV Manchete foi a emissora mais audaciosa que existiu. A Rede Tupi havia falido e a concessão dividida em dois pedacinhos: um entregue a Silvio Santos, que fundou a TVS (o SBT de hoje), e o outro repassado ao já senhor Adolpho Bloch. Pois este cidadão desembolsou 50 milhões de dólares para oferecer excelência em todos os âmbitos, sobretudo o tecnológico. A maioria da grana foi destinada à compra de equipamentos.
 
Em 1983, nasceu a Manchete, que foi a escola de muita gente boa que está até hoje por aí. Os mais famosos talvez sejam Xuxa, Angélica, Milton Neves, Ana Paula Padrão, Giovanna Antonelli e Jayme Monjardim, porém é quase incontável o número de profissionais de bastidores que por lá começaram.
 
A Manchete foi o embrião de diversos formatos. Humilhava a concorrência nas transmissões do Carnaval da Marquês de Sapucaí, transformou os seriados de herois japones em febre nacional, não tinha receio de ousar na produção de suas telenovelas, apostou em um departamento de jornalismo forte, virou referência em programas infantis e em transmissões esportivas.
 
Mês passado, embarquei de volta aos tempos da emissora da letra M e cinco bolinhas que representavam cada uma das afiliadas. A viagem foi através de "Rede Manchete ? Aconteceu Virou História? (Editora Imprensa Oficial, 2008, 424 páginas), do Elmo Francfort, que é um pesquisador que frequentava a sede da Manchete na infância, quando acompanhava o tio e o irmão, funcionários da casa.
 
A obra traz à tona o coração da emissora e o quanto as pessoas aprendiam e ensinavam ao mesmo tempo em que faziam história. Bastidores são revelados, assim como os detalhes de cada sucesso. Não cito o nome de nenhuma atração aqui porque seriam muitas, mas você certamente deve lembrar e ter as favoritas. O triste fim, claro, também é narrado em detalhes. O Elmo refere-se à Manchete como detentora dos melhores atributos que uma estação pode ter:

(?) uma grife de televisão de qualidade, de credibilidade, profissionalismo, capricho, criatividade e ousadia. (Pág. 13)

Que falta faz a rede do senhor Bloch. As emissoras precisam colar na testa de seus funcionários estas cinco qualidades que encontramos na citação acima. Tal definição deveria ser o lema de todas. É essa grife que se deve buscar diariamente. Aliás, pergunto ao leitor: que emissora mais se assemelha à Manchete hoje?

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa