Diversos materiais podem ser utilizados nos cascos. Foto: Divulgação

Diversos materiais podem ser utilizados nos cascos. Foto: Divulgação

É comum vermos cavalos com ferraduras nos cascos. Essas peças são colocadas para protegê-los, melhorando assim, a qualidade de locomoção desses animais. Os cavalos pisam sobre a extremidade de um único dedo, protegido pelo casco, que nada mais é, do que uma unha muito grossa.

No passado, quando ainda não existia o hábito de colocar ferraduras nos cavalos, o casco acabava sofrendo um grande desgaste e o animal ficava inabilitado para o trabalho, esporte ou lazer. Foi por volta do Século X que surgiu o costume de colocar a proteção de ferro nos equinos.

Além da proteção, a ferradura aumenta a tração das patas, compensa os defeitos de formação do casco e reduz as irregularidades da marcha.

Hoje em dia, muitos cavalos passam a maior parte do tempo nas cocheiras. Seus cascos não se desgastam e por isso precisam ser aparados, para não evitar que se quebrem ou deformem. Quando os cascos crescem de forma desigual podem causar uma série de problemas.

As ferraduras são importantes porque ajudam a preservar o casco, poupando a sola dos cascos de grandes impactos. São colocadas por pessoas treinadas, conhecidas como ferradores ou ferreiros e são presas por uma série de cravos na parte morta do casco e por esse motivo, o animal não sente dor. Mas, mesmo assim, é preciso tomar cuidado para que sua fixação seja eficiente.

Uma boa análise da estrutura do casco, desempenha um grande papel na escolha da ferradura e do material apropriado para o seu cavalo. As ferraduras podem ser feitas de vários materiais:

Aço: A maioria das ferraduras usadas é feita de aço por ter mais resistência e durabilidade. Cavalos que têm um trabalho de alto impacto se beneficiam com ferraduras mais resistentes.

Alumínio: usadas para atividades terapêuticas e esportivas. As ferraduras de alumínio são 50% mais leves que as de aço. Elas têm um custo um pouco maior e são menos duráveis que as de aço. Os cavalos de corrida e os animais com cascos delicados, por exemplo, se beneficiam com ferraduras mais leves.

Plástico e poliuretano: São leves e muito usadas em potros e cavalos com doenças ou lesões nos cascos. Podem ser moldadas para cada casco. Não devem ser usadas em cavalos que desempenham funções atléticas. Não são fixadas com cravos – são coladas.

Alguns cavalos não têm problema em ficar sem ferradura, enquanto outros precisam delas para viver a vida confortavelmente e sem dores. Solicitar visitas periódicas de um profissional especializado na área para atender corretamente as necessidades do seu cavalo é fundamental.

Além de proteger os cascos dos cavalos, mulas, jumentos e afins, a ferradura é considerada, em várias culturas, um amuleto que traz proteção, sorte e felicidade. Um talismã poderoso, que atrai a prosperidade , afasta o azar e as energias negativas.

Há quem acredite que a ferradura, para servir como amuleto, deve ser encontrada em seu caminho, ser de ferro, material que atrai sorte, e deve ter 7 cravos. Para obter proteção, a ferradura deve ser colocada sobre a porta de entrada da casa, com as pontas viradas para cima. Para atrair boa sorte, deve ser posicionada com as pontas para baixo.

Eu acredito, e já encontrei a minha! Utilizo como peso de papel no meu escritório. Além de proteção e boa sorte, acredito que a ferradura simboliza a excelência, trabalho e prosperidade.

E você, já encontrou a sua?

Até a semana que vem, com mais cavalos em nossas vidas!!!

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR AS COLUNAS DE FLÁVIA RAUCCI NO PORTAL DO LUIZ ANDREOLI

CLIQUE AQUI E ACESSE O SITE DO HARAS TRÊS RIOS

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa