Corinthians fechou 2019 com um déficit de R$ 195,4 milhões. Foto: Facebook/Reprodução

Corinthians fechou 2019 com um déficit de R$ 195,4 milhões. Foto: Facebook/Reprodução

Presidente do Conselho Deliberativo do Corinthians, Antônio Goulart dos Reis, suspendeu a reunião que votaria as contas do clube em 2019. O argumento do presidente é de que a reunião não poderá acontecer por falta de segurança.

A decisão foi tomada após a divulgação de informações que revelavam como conselheiros votaram nas reuniões dos anos anteriores sobre as contas. O vazamento das informações foi feito pelo grupo Frente Liberdade Corintiana em suas redes sociais.

O comunicado oficial que adia a reunião afirma que a "divulgação não autorizada da rede social Facebook" gerou um clima de "extrema insegurança e temor" entre conselheiros.

Em momento financeiro complicado, o Corinthians fechou 2019 com um déficit de R$ 195,4 milhões. Comissão Fiscal e Conselho de Orientação emitiram reprovaram o balanço financeiro do clube. A reunião do conselho deveria ter acontecido em abril, mas foi adiado por conta da pandemia do coronavírus.

A votação tem grande importância nos bastidores do clube, já que pode ter influência nas eleições presidências do clube, que acontece em 28 de novembro. Tanto o presidente Andrés Sanchez, que apoio Duílio Monteiro Alves nas eleições, quanto Mário Gobbi, candidato de oposição, lamentaram o adiamento da reunião do conselho.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa