Torcedores criticaram jogadores, treinador e direção corintiana (Foto: Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians)

Torcedores criticaram jogadores, treinador e direção corintiana (Foto: Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians)

Após derrota diante do CSA, na noite desta quarta-feira (30), em Alagoas, a torcida corintiana decidiu se manifestar. Os muros do Parque São Jorge, em São Paulo, amanheceram pichados e os alvos foram tanto jogadores e comissão técnica, quanto a direção do clube.

O revés por 2 a 1 em Maceió revoltou parte da torcida que se manifestou criticando o clube. Com pichações criticando a falta de alma da equipe, pedindo a saída do técnico Carille e críticas ao presidente Andrés Sanchez foram expostas em parte do muro da sede corintiana na zona leste da capital paulista.

Os protestos não ficaram apenas em São Paulo. Em Maceió, o elenco foi pressionado pela torcida. Cerca de 30 homens tentaram invadir o hotel em que o Corinthians está hospedado na capital alagoana após a partida. Os vândalos chegaram ao local dizendo que queriam conversar com os atletas e quebraram a porta de vidro do hotel. Ninguém se feriu na confusão.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa