Ele esteve na inauguração da Arena Itaquera em 2014. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Ele esteve na inauguração da Arena Itaquera em 2014. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Mineiro do município de Esmeraldas, Romeu Evangelista, o Romeu Cambalhota, completa 71 anos neste sábado (27). 

Hoje ele mora em Barueri, na Grande São Paulo. O apelido originou-se por conta de suas comemorações ao marcar gols, um bem executado salto mortal para a frente, malabarismo que chegou a ser proibido por Oswaldo Brandão, treinador do Corinthians, temeroso que o hábil ponta-esquerda pudesse se machucar.

Aliás, de acordo com o "Almanaque do Timão", de Celso Unzelte, Romeu marcou 34 gols pelo Corinthians, em 220 jogos disputados. 

Ponta-esquerda bom de dribles, com jogadas agudas de linha de fundo, Romeu também "fechava" para o meio campo, o que "embaralhava" um pouco a cabeça dos laterais que o marcavam.

Vindo do Atlético Mineiro, Romeu formou um lado esquerdo muito bom no Corinthians ao lado de Wladimir, lateral que além de ótimo marcador também apoiava com qualidade.  Pelo Timão, foi o titular no histórico título do Campeonato Paulista de 1977 contra a Ponte Preta, gol de Basílio, após um jejum que durava desde 1954. Emplacou um segundo Paulistão, novamente contra a Ponte Preta, em 1979, ano em que o Corinthians já contava com uma dupla que marcou época: Sócrates e Palhinha.

GOLAÇO DE BICICLETA

E foi justamente diante da Ponte Preta, clube contra o qual conquistou seus dois títulos pelo Alvinegro, que Romeu marcou seu gol mais bonito, de bicicleta, em 21 de abril de 1976, no Pacaembu, na vitória corintiana por 1 a 0.

Vaguinho cobrou falta da direita, junto à grande área da meta ponte-pretana. Russo tentou cabecear mas a bola passou por ele e encontrou Romeu entre a marca de pênalti e a linha da pequena área, pelo lado esquerdo. Ele matou no peito e chutou com o pé direito, de bicicleta, próximo ao ângulo esquerdo do goleiro Moacir, aos 44 minutos do primeiro tempo. Na comemoração, a clássica cambalhota, o mortal para a frente.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE ROMEU NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?" 

ABAIXO, EM 21 DE ABRIL DE 1976, O GOLAÇO DE BICICLETA DE ROMEU PELO CORINTHIANS. NO FINAL, MILTON NEVES, QUE FAZ A LOCUÇÃO PARA O PROGRAMA "GOL, O GRANDE MOMENTO", FALA QUE O JOGO FOI EM 1977, MAS A PARTIDA REALMENTE ACONTECEU EM 1976.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

Corinthians 1 x 0 Ponte Preta-SP     

Data: 21/04/1976                                                                             

Estádio: Pacaembu                                                                                                                             

Público: 50.642 

Árbitro: Romualdo Arppi Filho

Gol: Romeu aos 44 minutos do 1º tempo. 

Corinthians: Tobias, Zé Maria, Moisés, Ademir e Wladimir; Helinho, Russo e Veira (Adãozinho); Vaguinho, Adílson e Romeu. Técnico: Mílton Buzetto. 

Ponte Preta: Moacir, Jair, Oscar, Polozzi e Odirlei; Pedro Omar, Marco Aurélio e De Rosis; Lúcio, Parraga e Tuta. Técnco: José Duarte. 

Na equipe corintiana no histórico 13 de outubro de 1977, dia em que o Timão voltou a ser campeão, feito que não comemorava desde 1954. Vitória alvinegra sobre a Ponte Preta por 1 a 0, gol de Basílio.  Em pé, da esquerda para a direita: Zé Maria, Tobias, Moisés, Russo, Ademir Gonçalvez e Wladimir; Vaguinho, Basílio, Geraldão, Luciano e Romeu

 

 

Dunga, Rafael Cammarota, Romeu Cambalhota e Henrique Alves, ex-diretor de futebol do Corinthians, em 10 de maio de 2014, dia da inauguração da Arena Corinthians, em Itaquera. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa