Ex-zagueiro teve grandes momentos no Inter e Barcelona.  Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Ex-zagueiro teve grandes momentos no Inter e Barcelona. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Marinho Peres, ex-zagueiro, capitão da Seleção Brasileira na Copa de 1974, disputada na Alemanha, com passagens pela Portuguesa, Santos, Inter, Palmeiras e Barcelona, entre outros, completa 74 anos nesta sexta-feira (19).

Marinho Peres, que reside em Sorocaba, interior de São Paulo, se recupera de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), sofrido em 20 de junho de 2019. 

Natural de Sorocaba, Marinho começou profissionalmente no futebol em sua cidade natal, pelo São Bento, e depois chegou à capital paulista para defender a Portuguesa de Desportos, onde atuou entre 1967 e 1971.

O primeiro título foi pelo Santos, o Campeonato Paulista de 1973, aquele polêmico, que acabou dividido entre o time da Vila e a Portuguesa, seu ex0clube.

Jogou pelo Barcelona, cujo técnico era o lendário Rinus Michels, por uma temporada, e voltou ao Brasil para a fortíssima equipe do Internacional, em 1976, ano em que o time gaúcho conquistou o bicampeonato brasileiro consecutivo.

Aliás, sua vinda ao Inter foi uma novela. Não pelo clube do Beira-Rio, mas por conta de sua situação na Espanha. Como precisou se naturalizar espanhol, uma vez que o Barcelona já contava com dois estrangeiros (Cruijff e Neeskens), Marinho foi convocado pela Marinha espanhola para servir por três anos, ao que o clube catalão fez de tudo para livrá-lo, mas chegou um momento em que não conseguiu mais e ajudou o zagueiro a voltar ao Brasil.

Ainda jogou por Galícia (Bahia), Palmeiras e encerrou sua carreira nos gramados pelo América-RJ.

TREINADOR

Iniciou sua carreira como treinador pelo América-RJ, mesmo clube em que havia encerrado sua jornada como jogador, em 1981.

Embora tenha comandado várias equipes brasileiras, entre elas o Santos, Juventude e Botafogo-RJ, foi no futebol português onde trabalhou mais, à frente de Vitória de Guimarães, Belenenses e Sporting, entre outros.

A última equipe que comandou foi o Belenenses, em 2011.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE MARINHO PERES NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?".

Veja Marinho Peres, em 2013, beque tão habilidoso que jogou nos grandes esquadrões do futebol paulista. Crédito da foto: Arquivo Pessoal, Via Portal UOL.


Marinho Peres, ex-zagueiro da seleção na Copa de 74 e do Barcelona, posando no Nou Camp, na capital da Catalunha. Em 2013, técnico sem clube. rédito da foto: Arquivo Pessoal, via Portal UOL.


Em dois momentos


Nos anos 70 e em 20 de setembro de 2013


Com sua esposa na festa que o Palmeiras promoveu para seus ex-jogadores em 20 de setembro de 2013, no Espaço Armazém, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Mario Travaglini, Marinho Peres e Aldo Rebelo na festa que o Palmeiras promoveu para seus ex-jogadores em 20 de setembro de 2013, no Espaço Armazém, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Na festa que o Palmeiras promoveu para seus ex-jogadores em 20 de setembro de 2013, no Espaço Armazém, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Alfredo Mostarda e Marinho Peres na festa que o Palmeiras promoveu para seus ex-jogadores em 20 de setembro de 2013, no Espaço Armazém, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Eurico e Marinho Peres na festa que o Palmeiras promoveu para seus ex-jogadores em 20 de setembro de 2013, no Espaço Armazém, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


- Aplaudido por Marcos e Manuel Maria e abraçado por Marinho Peres, Pepe, é o querido de todos. Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Nos últimos 60 anos, foi a única vez, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes craques do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


- Da esqueda para a direita, Marçal, Turcão, Adilson, de camisa azul, encoberto, Marcos, Manuel Maria, e Marinho Peres. Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Nos últimos 60 anos, foi a única vez, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes craques do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


- - Em pé, Bianqui, Nenê Belarmino, Clodoaldo, Marçal e Manuel Maria. Agachados: Turcão, Marinho Peres, Adilson, Marcos e Pepe. Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Nos últimos 60 anos, foi a única vez, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes craques do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


- Da esquerda para a direita, Marcos, Manuel Maria, Pepe e Marinho Peres. Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Foi a única vez, em 60 anos, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes jogadores do Peixe e da Portuguesa . Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


Marinho Peres olha para a câmera, Pepe, recebe de loira escultural placae por Eduardo Silva, da TV Tribuna, de camisa longa azul observa. Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Nos últimos 60 anos, foi a única vez, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes craques do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


- - Em pé, da esquerda para direita: Basílio, Bianqui, Nenê Belarmino, Clodoaldo, Marçal, Manuel Maria, Cardoso, Marcos, Dicá e Pepe. Agachados: Wilsinho, Marinho Peres, Badeco, Turcão, de óculos, com as mãos apoiadas em Xaxá, com a camisa da Lusa e Adilson. Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Nos últimos 60 anos, foi a única vez, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes craques do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Nos últimos 60 anos, foi a única vez, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes craques do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Nos últimos 60 anos, foi a única vez, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes craques do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


Basílio, em pé, do lado direito da mesa, na sequência Pepe, Marinho Peres, fã, Marcos, Clodoaldo e o último é o ex-atacante Adilson. Também em pé, aplaudindo, o comentarista e ex-jogador do Palmeiras e Portuguesa Santista, de camisa Azul, De Rosis. Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Nos últimos 60 anos, foi a única vez, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes craques do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


O zagueiro atuou até no Barcelona. Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Foi a única vez, em 60 anos, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes jogadores do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


Marinho foi craque em todas as equipes que jogou. Em agosto de 2013, a TV Tribuna reuniu os jogadores finalistas do Campeonato Paulista de 1973, na churrascaria Tertúlia, na Ponta da Praia, em Santos. Foi a única vez, em 60 anos, que o Paulistão teve dois campeões. Estavam presentes jogadores do Peixe e da Portuguesa. Foto Enviada por Eduardo Silva, da TV Tribuna.


 


Da esquerda para a direita, em pé: Orlando Gato Preto, Lacy, Ulisses, Guaraci, Márcia, Marinho Peres, Fidélia, Américo e Augusto. Agachados: Leivinha, Paes, Ivair "o Príncipe", Lorico, Rodrigues e Mário Américo. Foto enviada por Selene Brito


Marinho Peres em imagem dos anos 70. Foto: UOL


Da direita para a esquerda: Piazza, Leão, Luís Pereira, Marinho Peres, Rivellino, Carpegiani, Marinho Chagas, Nelinho, Leivinha e Edu


Da esquerda para a direita: Amoroso, Marinho Peres, Dirceu Maravilha, Adalberto Marques da Cruz, Tonhão e João Rehder. Foto enviada por João Rehder


Na gravação do SP Esportes na TV Assembleia, em 06 de outubro de 2011. Da esquerda para a direita: Dario Pereyra, Marinho Peres, João Rehder, Mário Marinho e Luciano Faccioli. Foto: Roberto Navarro, arquivo da ALESP


O técnico sueco Sven-Göran Eriksson, à esquerda, conversa com Marinho Peres


Equipe colorada no Beira-Rio em 1976, com seu uniforme branco. Em pé, da esquerda para a direita: Zé Maria, Manga, Figueroa, Vacaria, Marinho Peres e Falcão. Agachados: Valdomiro, Jair, Escurinho, Caçapava e Dario. Foto enviada por Gilvannewton Souza


O Timão bateu o Alviverde, em partida realizada em 12 de novembro de 1978, com dois gols de Sócrates e um de Vaguinho. Na imagem, Sócrates celebra um de seus tentos abraçado com Palhinha. Vaguinho corre para comemorar com seus companheiros, tendo o lateral palmeirense Pedrinho Vicençote atrás. À esquerda da imagem, o zagueiro Marinho Peres lamenta o gol sofrido. Foto: Placar


Foto do time da Portuguesa que jogou na Inauguração do Estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte em 09 de janeiro de 1972, quando o Benfica venceu por 3 a 1. O gol da Lusa foi marcado pelo zagueiro Marinho Peres em cobrança de pênalti. Em pé estão: o goleiro paraguaio Aguillera, Calegari, Lorico, Fogueira, Carlos Alberto Torres, Deodoro e Marinho Peres. Agachados: Ratinho, Dirceu, Cabinho, Basílio e Piau. O capitão Carlos Alberto Torres, não atuou no jogo. Foto enviada por Antonio Quintal


Da esquerda para a direita, os amigos Marinho Peres, Escurinho e Cláudio Duarte. Foto: Site Oficial


Em pé, da esquerda para a direita: Cláudio, Léo Oliveira, Carlos Alberto Torres, Marinho Peres, Hermes e jogador não identificado (alguém nos ajuda?). Agachados: o massagista Beraldo, Jair da Costa, Brecha, Alcindo, Pelé e Edu. Foto: Arquivo pessoal de Beraldo Linhares


Em 05 de agosto de 2011, Milton e Marinho Peres no restaurante Prazeres da Carne, na Vila Mariana, zona sul de São Paulo. Foto enviada por Jaimão


Marinho Peres, Leivinha e Luíz Carlos Galter


Imagem sensacional de um treino do Colorado, comandado pelo preparador físico Gilberto Tim. Na primeira fileira, da esquerda para a direita temos Marinho Peres à frente. O terceiro é Jair, o Príncipe. Na outra fila, quem aparece em primeiro é o grande Figueroa, seguido por Vacaria, Caçapava e Escurinho é o último. Na terceira fila está o saudoso goleiro Gasperin. Depois, os últimos, à direita, são Batista e Cláudio Duarte. Foto enviada por Carlos Eduardo Broglio Gasperin, filho de Gasperin


Esta pista de atletismo é do Brasil Futebol Clube, no bairro Macuco, em Santos, utilizada pelo Peixe para treinamentos. Nesta imagem, de 1972, temos, da equerda para a direita: Altivo (ex-Olaria), Carlos Alberto Torres, Marinho Peres, Orlando e atrás está Afonsinho. Foto de Manoel Motta, enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar


Neste jogo de 1971 entre Portuguesa de Desportos e Ponte Preta houve muita confusão. O técnico João Avelino aparece sendo contido por Marinho Peres. Da esquerda para a direita: Manfrini, Basílio, o árbitro Romualdo Arpi Filho, Santos, João Avelino, Marinho Peres, Cabinho e Fogueira. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar


Em pé: Isidoro, Arenghi, Dirceu, Fogueira, Orlando e Marinho Peres. Agachados: Xaxá, Lorico, Cabinho, Basílio e Piau. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar


Em pé: Manga, Cláudio Duarte, Figueroa, Vacaria, Marinho Peres e Falcão. Agachados: Valdomiro, Batista, Dario, Caçapava e Lula. Foto enviada por Silvio Bassani


Da esquerda para a direita: Vacaria, Figueroa, Marinho Peres, Cláudio Duarte, Batista, Valdomiro, Manga, Jair, Tadeu Bauru e Caçapava. Foto enviada por José João Rosa de Oliveira


Veja o Santos de 1973 que disputou o Campeonato Brasileiro. Em pé, da esquerda para a direita, vemos: Cejas, Marinho, Hermes, Vicente, Clodoaldo e Zé Carlos. Agachados: Ferreira, Léo, Carlos Eusébio, Pelé, Edu e o massagista Beraldo. A foto, da revista Manchete, nos foi enviada pelo pesquisador Walter Roberto Peres


A foto é inédita e mostra a última partida de Pelé em São José do Rio Preto (SP). O Santos FC está entrando em campo e o Rei corre com a bola. Ele está entre dois cabeludos: Brecha (esq) e Zé Carlos (dir). O goleiro Cejas é o primeiro à esquerda, seguido por Clodoaldo. Marinho Peres está em primeiro plano e o bigodudo Vicente é o último. Repare que a torre de iluminação virou arquibancada para a última apresentação do Rei em Rio Preto. Quanto será que foi o ingresso para tal "camarote"?


Santos FC, 1973. Em pé, da esquerda para a direita: Cejas, Marinho Peres, Carlos Alberto Torres, Vicente, Clodoaldo e Turcão. Agachados: Jair da Costa, Brecha, Eusébio, Pelé e Edu


Portuguesa posa para foto no Parque Antártica. Em pé estão Orlando, Marinho Peres, Ulisses, Lorico, Zé Maria e Augusto. Agachados: Mário Américo, Edu, Leivinha, Ivair, Paes e Esquerdinha. Foto: Wilson Chumbo


Em pé estão Orlando, Marinho Peres, Ulisses, Lorico, Zé Maria e Augusto; agachados vemos Mário Américo, Edu, Leivinha, Ivair, Paes e jogador não identificado. Foto: Wilson Chumbo


Em pé: Cejas, Vicente, Carlos Alberto Torres, Marinho Peres, Clodoaldo e Turcão. Agachados: Manoel Maria, Brecha, Eusébio, Pelé e Edu.


Veja o elenco do Santos, em 1973, na neve de Nuremberg (ALE). Sem sol, a foto ficou escura, mas de pé, vemos: Alcindo, Pelé, Zé Carlos Cabeleira, Carlos Alberto Torres, dois jogadores não identificados, o técnico Pepe e o goleiro Cláudio. Agachados: Mané Maria (o terceiro), Brecha, Vicente e Marinho Peres (os três últimos).


Veja Brecha (o primeiro em pé), na neve de Nurenberg (ALE), em 1973, com parte do elenco do Santos FC, em mais uma das excursões do Peixe pelo mundo. O segundo em pé é Eusébio e o terceiro agachado é Zé Carlos Cabeleira. O primeiro sentado é Marinho Peres, seguido por Carlos Alberto Torres e Manoel Maria.


Seleção Brasileira em 1972. Em pé estão Mário Américo, Leão, Rodrigues Neto, Vantuir, Brito, Gérson, Tostão, Leivinha, Sérgio Valentim e Nocaute Jack; na fila do meio vemos Eurico, Dirceu Lopes, Clodoaldo, Jairzinho, Rivellino, Rogério, Marco Antônio e Piazza; sentados estão Zé Maria, Luis Carlos Galter, Dadá Maravilha, Marinho Peres, Paulo Cesar Caju e Lula


Marinho Peres é o da direita. À esquerda, Jorge Mendonça.


Marinho Peres (dir) e Jaimão, no dia 10 de maio de 2008, relembrando o título mundial do Internacional sobre o Barcelona.


A Lusa até hoje é lembrada pelos feitos de seus atletas que engrandeceram o clube ao levantarem o troféu Fita Azul. Nesta foto tirada no Parque Antártica, vemos uma formação que retornou ao Brasil coberta de glórias após a conquista deste importante prêmio concedido a clubes brasileiros que se destacavam no exterior. Vemos em pé Fogueira, Dirceu, Calegari, Arengui, Orlando e Marinho; agachados estão Ratinho, Lorico, Cabinho, Basílio e Piau


Da esquerda para a direita estão Leivinha, Guaraci (número 6), Lorico e Marinho (número 3)


Trata-se de uma Portuguesa de Desportos de 1971. Em pé: Luís Américo, Fogueira, Ulisses, Marinho Peres, Orlando e Arengui. Agachados: Xaxá, Lorico, Cabinho, Tatá e Piau


Em pé: Cejas, Hermes, Turcão, Marinho Peres, Vicente e Clodoaldo. Agachados: Fernandinho, Brecha, Nenê, Pelé e Mazinho


Que bela formação da Lusa em 1968 com, da esquerda para a direita, Orlando, Ulisses, Marinho, Guaraci, Zé Maria e Augusto; agachados estão Mário Américo, Leivinha, Paes, Ivair, Lorico e Rodrigues


Vejam o Santos posando para foto em 1973 no Maracanã antes de clássico contra o Botafogo. No final, deu Peixe por 3 a 0. Da esquerda para a direita vemos Cejas, Edu, Nenê, Clodoaldo, Brecha, Hermes, Euzébio, Zé Carlos, Vicente, Pelé e Marinho Peres


Abel Braga, Zico, Milton Neves e Marinho Chagas (abaixo) logo após mais um "SuperTécnico", da Band, no ano de 2000.


Da esquerda para a direita, em pé: Marinho Peres, Fogueira, Lorico, Calegari, Orlando Gato Preto e Deodoro. Agachados: Ratinho, Samarone, Luizinho, Basílio e Piau


Em jogo festivo no dia 9 de janeiro de 1972 para a inauguração oficial do Canindé, a Portuguesa teve até o reforço do capitão do tri. Em pé: Aguillera, Calegari, Lorico, Fogueira, Carlos Alberto Torres, Deodoro, Marinho Perez e o diretor José Pereira Mendes Neto. Agachados: Ratinho, Dirceu, Cabinho, Basílio e Piau. O técnico era Rubens Minelli


Esta foto foi tirada em Goiânia por ocasião de um quadrangular que teve a Portuguesa como campeã. Temos em pé, da esquerda para a direita, Fogueira, Sá Puppo, Ulisses, Marinho Peres, Luiz Américo, Orlando, Arengui e o professor João Paulo Medina; agachados estão o massagista Jair, Xaxá, Lorico, Cabinho, Basílio e Piau


Em 1972, o Santos excursionou pelo Egito mas nas horas de folga os jogadores aproveitaram para levar um banho de história. Aqui, com as pirâmides ao fundo, pararam para uma foto que certamente tem lugar especial no álbum de cada um. Com calça boca de sino, Brecha está sozinho à esquerda. Na fila em pé temos Willians (o segundo), Carlos Alberto Torres, com seu cabelo black power (o quarto) e Manuel Maria (o sexto); primeiro agachado, Marinho Peres sorri para a posteridade


Marinho (de camisa preta) e o técnico sueco Sven-Goran Eriksson, que já dirigiu a seleção inglesa.


A dupla Figueroa e Marinho Peres na banheira. Mas só fora do gramado. Porque dentro, o chileno e Marinho formavam o excelente miolo de zaga do Internacional em 1976, ano desta foto.


Moraci Santanna (o segundo em pé - de branco), Marinho Peres e Telê Santana (de terno cinza), recebendo premiação do Mundo Árabe.


Em pé: o massagista Jair, Fogueira, Deodoro, Ulisses, Luis Américo, Marinho Peres e Orlando. Agachados: Xaxá, Lorico, Cabinho, Basílio e Piau


Da esquerda para a direita, em 1967: o cinegrafista Vadico, Marinho Peres, Pelé, Chico de Assis e Feitiço Júnior (filho do grande Feitiço).


 


Aqui, aparece ao lado do treinador e ex-zagueiro Marinho Perez


Concentração da seleção brasileira, com chuva, em 1974. César Maluco é o fotógrafo. Marinho Peres observa da sacada.


A foto, linda, é de 1974, e mostra a concentração da Seleção Brasileira na chamada Floresta Negra, na Alemanha, durante a Copa do Mundo. Da esquerda para a direita, em primeiro plano, temos Carlos Alberto Parreira, o goleiro Renato, Dirceu, Luis Pereira, membro da comissão técnica e o ponta Valdomiro. Mais atrás, da esquerda para a direita, contemplamos Rivellino, Marinho Perez, Jairzinho e Alfredo Mostarda


Acima, o time da Portuguesa de Desportos que empatou por 2 a 2 com o Corinthians, no Morumbi, no dia 14 de setembro de 1969, um domingo. O jogo era válido pela primeira fase do Robertão. Em pé: Guaraci, Paes, Zé Maria, Marinho Peres, Orlando Gato Preto e Américo. Agachados: Valdomiro, Basílio, Leivinha, Lorico e Rodrigues. A Lusa tinha como técnico Aymoré Moreira. Os gols daquela partida foram de Ivair (2), para o Corinthians, Lorico e Zé Maria, para a equipe do Canindé.


Da esquerda pra direita: Marinho Peres, Figueroa e Manga. Lá atrás, meio escondido, está o goleiro Gasperin . Que timaço tinha o Inter nos anos 70, hein?


 


 


 


 


Maio de 1974, da esquerda pra direita: Paulo César Caju, César Maluco, Leivinha, Piazza e Marinho Peres treinavam para a Copa da Alemanha.


Em pé, da esquerda para a direita: Zé Maria, Leão, Marinho Peres, Alfredo, Paulo Cesar Carpegiani, Marinho Chagas e Admildo Chirol (preparador físico). Agachados: o massagista Mário Américo, Valdomiro, Ademir da Guia, Jairizinho, Rivellino, Dirceu e Nocaute Jack. Fonte: Revista "O Mundo do Futebol"


Dois momentos de Marinho Peres


Dois momentos de Marinho Peres


Treino da seleção brasileira no início dos anos 70. Da esquerda para a direita, veja Admildo Chirol (de costas), Tostão (pulando corda), Carlos Alberto Parreira, Dadá Maravilha, Marinho Peres, Leivinha e Rogério


O Palmeiras enfrentou o Internacional em 14 de novembro de 1976, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, e perdeu por 2 a 1. Na foto, Marinho Peres e Ricardo Longhi. O Inter abriu 2 a 0 (com Falcão e Valdomiro) e Jorge Mendonça descontou para o Palmeiras. Foto: arquivo pessoal de Ricardo Longhi


1973, Santos futebol Clube. Em pé: Cejas, Marinho, Zé Carlos, Vicente, Clodoaldo, Turcão. Agachados: Jair da Costa, Brecha, Eusébio, Pelé e Edu. Foto: Reprodução Facebook/Marco Antonio Aurichio


Marinho Peres (de camisa preta) e Marcos Falopa, em março de 2019


Marinho Peres e Seraphim Del Grande na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Marinho Peres cumprimenta Seraphim Del Grande na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Marinho Peres na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Marinho Peres na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Polozzi, Carlos Alberto Seixas, Nei, Ademir da Guia, Toninho, Chicão, Marinho Peres e Leivinha na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Marinho Peres e Alfredo Mostarda na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Marinho Peres e Alfredo Mostarda na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Marinho Peres na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Marinho Peres na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Carlos Alberto Seixas, Nei, Ademir da Guia, Toninho, Chicão, Leivinha e Marinho Peres na festa de veteranos do Palmeiras, em 28 de setembro de 2018, no restaurante Jardim Suspenso, no Palestra Itália. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Encontro de amigos para celebração do aniversário de Jaimão no North Grill do Shopping Frei Caneca, em São Paulo. À esquerda, o segundo é Marinho Peres, seguido por Leivinha, Marcos Falopa, Dino San e Eduardo Savóia. À direita, o primeiro é Jaimão e o terceiro é Zé Boquinha


Marinho Peres, Reginaldo Leme e Vampeta em 03 de junho de 2017, no Estúdio Becca, em Higienópolis, região central de São Paulo, acompanhando a final da Liga dos Campeões, entre Juventus e Reald Madrid. O Real venceu por 4 a 1. Foto: Alex Ruffo


O Santos recebeu o São Bento na Vila Belmiro em 1966 e venceu por 2 a 0. O São Bento que foi a campo. Em pé, da esquerda para a direita: Rato, Nelson Chupeta, Luis Pereira, Ney, Marinho Peres e Valdir Caruso. Agachados: Tito, Jr Police, Néo, Baúgo e Carlinhos Costa


Marinho Peres com pequenos colorados em 1976, em frente ao portão 8 do Beira-Rio. Será que a Brasília branca era dele? Foto: História do Sport Club Internacional


Foto de 20 de fevereiro de 1973, em um jogo no Egito entre Santos x Ah Ahly. Da esquerda para a direita: Cláudio César de Aguiar Mauriz, Mário Peres Ulibarri, Hermes, Vicente, Clodoaldo e Zé Carlos. Agachados, no mesmo sentindo: Manoel Maria, Brecha, Euzébio, Pelé e Edu. Foto: reprodução


Marinho Peres e um amigo. Foto: reprodução


Marinho Peres e um amigo. Foto: reprodução


Os capitães de Brasil e Argentina (Marinho Peres e Brindisi) observam o árbitro suíço Ruedi Scheurer lançar a moeda antes do jogo disputado em 30 de junho de 1974, na 2ª fase da Copa da Alemanha. Logo depois os jogadores trocaram flâmulas. Com bola rolando, o Brasil venceu por 2 a 1, gols de Rivellino e Jairzinho para o Brasil e Brindisi para os argentinos. Foto: História do S.C.Internacional


Em 17 de fevereiro de 1976 o Inter recebeu o Flamengo no Beira-Rio. Foi a estreia de Marinho Peres pela equipe colorada, que na foto aparece ao lado de Zico. O jogo (amistoso) terminou empatado em 1 a 1. Lula e Zico marcaram os gols, ambos cobrando pênaltis. Foto: História do S.C. Internacional


Marinho Peres, Otacílio Gonçalves (então preparador físico) e Figueroa com a taça conquistada pelo Inter no Brasileirão de 1976, após a vitória por 2 a 0 na final contra o Corinthians, no Beira-Rio. Foto: Lucas Gonçalves (filho de Otacílio)


Encontro no Canindé entre Rivellino, Marinho Peres, Marcos Falopa, Ivair e Guaraci


Rubens Minelli e Marinho Peres em 26 de setembro de 2015, na festa de veteranos do Palmeiras, no restaurante do clube. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


O Santos fez um amistoso contra o Al Nasser (equipe dos Emirdos Árabes no dia 22 de fevereiro de 1973, e venceu por 4 a 1 (gols de Alcindo, Edu, Manoel Maria e Pelé. Awad descontou para o time árabe. Na foto, Edu não aparece, apesar de ter jogodo e marcado gol. Da esquerda para a direita, após o árbitro (ou bandeira): Clodoaldo, Murias, Léo Oliveira, Pelé, Alcindo, Marçal, Manoel Maria, Marinho Peres, Pitico e Willians.. De acordo com o Almanaque do Santos , de Guilherme Nascimento, o campo era de terra batida (como é possível notar), não havia arquibancada e o vestiário do Santos foi montado em uma barraca


Jogadores do Santos e Nuremberg, na Alemanha, em 1975. Atrás, da esquerda para a direita: Euzébio, Pitico (abraçando Clodoaldo e Zé Carlos Cabeleira). À frente: Marinho Peres, Carlos Alberto Torres e Willians. Foto enviada por Weley Miranda


Jogadores do Santos e Nuremberg, na Alemanha, em 1975. Atrás, da esquerda para a direita: Euzébio, Pitico (abraçando Clodoaldo e Zé Carlos Cabeleira). À frente: Marinho Peres, Carlos Alberto Torres e Willians. Foto enviada por Weley Miranda


O Palmeiras enfrentou o Alianza do Peru no Parque Antártica em 12 de abril de 1979, pela Libertadores, e venceu por 4 a 0, gols de Pedro Rocha, Rosemiro e Baroninho (dois), que entrou no lugar de Osmir. O time alviverde, em pé, da esquerda para a direita: Rosemiro, Gilmar, Polozzi, Ivo Wortmann, Marinho Peres e Pedrinho. Agachados: Amilton Rocha, Osmir, Zé Mário, Pedro Rocha e Nei. O mascote é filho de Ademir da Guia. Foto: arquivo pessoal de Zé Mário


Em 1972, Altivo, Carlos Alberto, Marinho Peres, Orlando Lelé e Afonsinho. Foto ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos FC)


Treino da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 1966, contra o São Bento de Sorocaba. No lance, vemos Marinho Peres marcando Pelé. Foto enviada por Roberto Saponari


Em pé: Sadurni, Costas, Neeskens, De La Cruz, Marinho Peres e Migueli. Agachados: Rexach, Juan Carlos, Cruijff (Cruyff), Asensi e Marcial. Este era o excelente Barcelona de 1974/1975. Foto: André Lecoq


Marinho em dois dos principais clubes em que jogou: Portuguesa e Santos.


Marinho Peres, Armando Marques e Pelé, na confusa final do Campeonato Paulista de 1973.


De chinelos nos pés, jogadores do Inter em frente à concentração, em 1976. Da esquerda para a direita, o segundo é Marinho Peres, seguido por Dario, Escurinho e o massagista Alexandre. Foto: História do Sport Club Internacional


O Inter venceu este Gre-Nal em 1976, 2 a 0, gols de Lula e Dario. Na foto, os colorados Vacaria e Marinho Peres. No chão, o lateral Eurico. Foto: História do Sport Club Internacional


Final do Campeonato Brasileiro de 1976, no Beira-Rio. Falcão parece flutuando sob os olhares de Romeu (à esquerda), Wladimir (camisa 4), Valdomiro e Russo. Ao fundo, Marinho Peres. Foto: História do Sport Club Internacional


Bela formação da Portuguesa no final da década de 60. Em pé: Orlando Gato Preto, Luizão (ex-Bragantino), Marinho Peres, Zé Maria, Lorico e Augusto; Agachado: Ratinho, Ivair, Leivinha, Paes e Rodrigues. Foto enviada pelo internauta Edgard Martins


Leivinha e Marinho Peres na festa que o Palmeiras promoveu para seus ex-jogadores em 20 de setembro de 2013, no Espaço Armazém, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Em pé, da esquerda para a direita: Fábio Sormani, Helô Campanholo, Milton Neves, Marinho Peres, Walter Abrahão, Roberto Petri, Wagner Prado e o saudoso Zé Gonçalves


Em 05 de agosto de 2011, os amigos reunidos no Prazeres da Carne, em São Paulo. Em pé, Dino Sani. Sentados, Pedro Luiz Ronco, Milton Neves e Marinho Peres. Foto enviada por Jaimão

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa