`Il Bambino d'Oro´fazia um Mundial discreto até o jogo que eliminou o Brasil

`Il Bambino d'Oro´fazia um Mundial discreto até o jogo que eliminou o Brasil

Paolo Rossi, "Il Bambino d´Oro", autor dos três gols italianos que eliminaram o Brasil na Copa de 1982, disputada na Espanha, completaria 65 anos nesta quinta-feira (23). Rossi morreu em 9 de dezembro de 2020, vítima de câncer pulmonar. Ele morava na Toscana, região central da Itália, onde era proprietário de um hotel.

Paolo Rossi fazia uma Copa discreta até o dia 5 de julho de 1982, dia da vitória da Itália por 3 a 2 diante do Brasil no extinto estádio Sarriá (Sócrates e Falcão marcaram os gols do time canarinho).

O centroavante "decolou" após os gols da vitória sobre o Brasil. Em seguida, marcou os dois no triunfo por 2 a 0 contra a Polônia na semifinal e um na finalíssima diante da Alemanha, partida que terminou em 3 a 1, consagrando a Azzurra como tricampeã mundial.

Na época da Copa da Espanha, Paolo Rossi atuava pela Juventus, mesmo clube em que havia iniciado sua carreira, em 1973. Ainda passou pelo Como, Lanerossi Vicenza e Peruggia. Voltou à "Juve" (1981 a 1985) e também jogou pelo Milan e Hellas Verona, clube pelo qual encerrou sua carreira, em 1987, após uma lesão no joelho, com apenas 31 anos.

QUASE FICOU FORA DA COPA DA ESPANHA...

Antes da Copa da Espanha, Paolo Rossi foi suspenso pela Federação Italiana de Futebol por ter sido um dos envolvidos na manipulação de resultados da loteria local, A princípio, sua pena seria de três anos sem poder atuar, mas a mesma federação atenuou a condenação, justamente para que ele ficasse apto a disputar o Mundial de 1982, onde acabou sendo protagonista.

Em ação no jogo mais marcante de sua carreira, contra o Brasil, na Copa de 82. Júnior na perseguição ao atacante italiano. Foto: Divulgação

Embalada após a vitória diante do Brasil, a Itália passou pela Polônia (2 a 0) e com esta formação iniciou a partirda en que derrotou a Alemanha na final, por 3 a 1. Em pé, da esquerda para a direita: Dino Zoff, Francesco Graziani, Giuseppe Bergomi, Caetano Scirea, Fulvio Collovati e Claudio Gentille. Agachados, da esquerda para a direita: Bruno Conti, Paolo Rossi, Gabriele Orioli, Antonio Cabrini e Marco Tardelli. Foto: Divulgação

 

 Paolo Rossi foi ídolo na Juventus de Turim, clube onde iniciou sua carreira em 1973 e voltou para atuar entre 1981 e 1985. Foto: Divulgação

 

ABAIXO, OS MELHORES MOMENTOS DE ITÁLIA 3 X 2 BRASIL, EM 5 DE JULHO DE 1982. NARRAÇÃO DE LUCIANO DO VALLE

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

Itáia 3 x 2 Brasil (05/07/1982)

Estádio: Sarrià (Barcelona)

Público: 44 mil espectadores

Gols: Paolo Rossi (5´); Sócrates (12´); Paolo Rossi (25´); Falcão (68´) e Paolo Rossi (74´).

Itália: Zoff; Oriali, Scirea, Colovatti (Bergomi) e Cabrini; Gentile; Bruno Conti, Tardelli (Marini)), Antognoni e Graziani; Paolo Rossi. Técnico: Enzo Bearzot.

Brasil: Waldir Peres; Leandro, Oscar, Luisinho e Júnior; Toninho Cerezo, Falcão, Sócrates e Zico; Serginho (Paulo Isidoro) e Éder. Técnico: Telê Santana.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE PAOLO ROSSI NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa