Dirigentes irresponsáveis existem desde sempre no futebol brasileiro. Imagem: Pacífico

Dirigentes irresponsáveis existem desde sempre no futebol brasileiro. Imagem: Pacífico

A pandemia está escancarando os problemas financeiros de muitos clubes grandes brasileiros. O que se vê é o drama de gigantes como o Corinthians, Santos, Cruzeiro, Botafogo, Sport e mais uma série de importantes times que lutam contra a falta de recursos.

Nos últimos dias chamou a atenção a situação do Santos. O goleiro Everson e o atacante Eduardo Sasha foram à Justiça para conseguirem deixar o clube alegando falta de pagamento, juntos cobram mais de 22 milhões de reais. Nesse episódio, além da irresponsabilidade de deixar de quitar os salários – ou parte deles - por vários meses, há a falta de diálogo. Somente após o imbróglio com a dupla se tornar público a diretoria santista correu se reunir com o restante do grupo para prometer uma solução.

Dirigentes irresponsáveis existem desde sempre no futebol brasileiro, já fazem parte do cotidiano dos times. O que não se sabe até hoje é como a legislação brasileira continua permitindo que essa gente cause danos profundos e permanentes nas contas das agremiações e saiam todos pimpões ao final dos mandatos como se fosse a coisa mais normal. Atitudes que se fossem tomadas como Pessoa Física certamente trariam uma implicação diferente.

Por que então seguem barbarizando os balanços dos clubes? Porque se sentem estimulados e amparados pela falta de uma lei dura, pela omissão dos Conselhos e por uma pressão de boa parte de torcedores que entendem que é melhor o cartola gastar e endividar o time para montar um grupo que tenha condições de brigar por títulos, nem que para isso, ao final da gestão, o título não venha e as contas implodam.

E assim, nessa eterna roda viva inconsequente e danosa, o futebol brasileiro segue ladeira abaixo, com clubes cada vez mais endividados, sem craques e esperando pela salvação governamental que chega sempre com o dinheiro do contribuinte, mesmo aquele cidadão que não está nem aí para a modalidade mas que acaba pagando a conta dos espertalhões.

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa