Seleção alvinegra da segunda metade dos anos 1990 até os dias atuais

Seleção alvinegra da segunda metade dos anos 1990 até os dias atuais

Nasci em dezembro de 1988 e minhas primeiras lembranças futebolísticas vêm do início dos anos 1990. Ou seja, dos 111 anos que o Corinthians comemora hoje, eu deixe de acompanhar pouco mais de 80. Ainda assim, me considero um privilegiado, pois vi grandes equipes alvinegras, vencedoras de alguns dos troféus mais importantes da história do clube do Parque São Jorge. 

Portanto, neste 1º de setembro de 2021, decidi compartilhar com os amigos a seleção dos melhores jogadores que eu vi jogando com a camisa do Timão. Fiquem à vontade para discordar… 

Goleiro: Cássio. Ronaldo foi muito marcante na minha infância. Não era raro, quando brincava de gol a gol nas quadras do bairro, me ouvir gritando “espaaaalma, Ronaldo!” a cada defesa que fazia. Mas Cássio, tão vitorioso, já ultrapassou o “goleiro roqueiro”. E o atual arqueiro alvinegro tem, inclusive, espaço na lista dos maiores ídolos da história do Timão. 

Lateral-direito: Fagner. Deixo o vitorioso Alessandro de fora dessa lista com dor no coração. Mas Fagner é mais jogador do que o capitão da Libertadores e do Mundial. 

Zagueiro: Gamarra. Dispensa comentários. Aliás, este figura em muitas das listas de historiadores alvinegros como o maior defensor que o Timão já teve. Um craque!

Zagueiro: Chicão. Foi peça fundamental da reestruturação corintiana no final da década 00 e início dos anos 10. Além de ótimo defendendo, era um craque na bola parada, algo muito raro no futebol brasileiro atual. 

Lateral-esquerdo: Kléber. Apesar de não ser tão querido pela Fiel hoje em dia, por causa das provocações que fez quando defendia o Santos, Kléber jogou muita bola naquele Corinthians dos anos 2000. Seus cruzamentos pareciam feitos com a mão. Colocava a bola exatamente onde queria. 

Primeiro volante: Rincón. É duro deixar Ralf de fora, mas o colombiano era um cracaço! 

Segundo volante: Paulinho. Também é duro deixar Vampeta de fora, mas acredito que Paulinho tenha sido mais importante na história alvinegra. 

Meia-armador: Ricardinho. Ele acaba sendo pouco lembrado pela Fiel por causa da sua estranha transferência para o São Paulo. Mas o que ele jogou de bola com a camisa alvinegra não está escrito. 

Meia-atacante: Marcelinho Carioca. Para mim, o maior nome da história do Corinthians em todos os tempos. E isso pelo conjunto da obra: rendimento em campo, títulos e personalidade (provocador, do jeito que a Fiel gosta). 

Primeiro atacante: Emerson Sheik. Duro deixar tantos bons nomes de fora. Mas Sheik marcou dois dos gols mais importantes da história do Corinthians. 

Centroavante: Ronaldo. Foram poucos jogos, é verdade. Mas ver toda técnica do maior centroavante da história do futebol com a camisa alvinegra, mesmo ele estando fora de forma, foi algo indescritível. 

Técnico: Tite. E com folgas… Luxemburgo também foi muito marcante, mas longe de ter a identificação que Adenor teve com a Fiel. 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa