Pelé, 8 décadas de gloriosa existência

Pelé, 8 décadas de gloriosa existência

Neste 23 de outubro de 2020, faz exatos dez anos que escrevi no Portal esportivo Terceiro Tempo um artigo saudando o 70º aniversário de "Sua Excelência da Bola" Edson Arantes do Nascimento, o nosso eterno "Rei Pelé".

Dentre os vários e óbvios predicados inerentes ao craque dos craques, ressaltei que ele é a primeira e única celebridade que usa figuradamente o título de Rei, orgulhando aqueles que o ostentam com propriedade no universo fascinante da aristocracia monarca.

Isso permite dizer em síntese que, ao ser chamado de Rei, Pelé não se orgulha de ser comparado aos reis, mas orgulha os reis de serem comparados a ele.

Hoje Pelé chega aos 80 anos de gloriosa existência, lembrado e reverenciado não apenas nos meios esportivos, mas também em todas as áreas onde expressões como celebridade, sumidade e outras que denotam grandeza humana possam definir o que de mais elevado existe no universo da fama.

Descrever a rica e vasta trajetória de Pelé no limitado espaço de uma coluna seria impraticável e também não vem ao caso, já que a mídia mundial faz isso desde o memorável ano de 1958, quando o astro brasileiro assombrou o mundo, em gramados da Suécia, onde conquistamos o nosso primeiro campeonato mundial.

Por isso, dedico esta homenagem de aniversário ao "Rei", comparando-o ao "Astro Rei", pois tal como o Sol ele aquece e ilumina tudo e todos que estão ao alcance de sua energia cósmica, permitindo a qualquer cidadão comum fazer as vezes de espelho refletor de sua luz, ao invocá-lo de alguma forma.

Tive certeza disso quando, trajando em Salvador uma camisa da seleção autografada por Pelé com a inscrição "Do amigo Pelé, ao Lino Tavares", em Salvador, fui instado a conceder autógrafo a cidadãos soteropolitanos, como se fosse - quem me dera - o próprio "Deus do futebol".

A camisa em questão me foi enviada através do meu filho Dimitre Lucho (foto ao lado do "Rei"), cineasta em São Paulo, por ocasião de uma mensagem publicitária que produziu com a participação de Pelé, a quem declinou o nome deste jornalista esportivo, seu pai.

Parabéns, Pelé, por essa longevidade que o conduz aos 80 anos de vida, cultivando entre nós o que há de mais precioso no desporto universal e na excelência cidadã representada pelo trinômio humanidade, talento e humildade !

Fale com nosso comentarista Lino Tavares: jornalino@gmail.com - whatsApp (55) 991778107.

Foto: Acervo colunista

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa