Piloto francês da F1 morreu nove meses depois. Foto: Reprodução

Piloto francês da F1 morreu nove meses depois. Foto: Reprodução

Em 5 de outubro de 2014, durante o GP do Japão de Fórmula 1, em Suzuka, o francês Jules Bianchi, piloto da Marussia, sofreu um gravíssimo acidente que o levou à morte após um longo período de internação, pouco mais de nove meses depois, em 17 de julho de 2015.

Sob chuva, Bianchi bateu seu carro em um trator que removia a Sauber de Adrian Sutil, que havia aquaplanado. Uma total irresponsabilidade aquele veículo de serviço estar no local com a corrida em andamento.

Jules Bianchi, que também aquaplanou antes de bater na máquina de serviço, inicialmente foi atendido no centro médico do autódromo, e em seguida removido de ambulância para o Hospital Universitário de Mie, distante cerca de 15 quilômetros da pista japonesa.

Bianchi sofreu severos danos cerebrais, uma lesão chamada de axonal difusa, conhecida em âmbito médico como DAI.

VÍNCULO COM A FERRARI

Bianchi estava vinculado à Ferrari, que fornecia motores para a Marussia, e o piloto francês era uma espécie de "moeda de troca" com a equipe italiana. Os italianos o cedaram à Marussia a fim de que ele pudesse obter mais experiência e tinham planos futuros para que ele ocupasse um cockpit do time escarlate em um futuro próximo.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE JULES BIANCHI NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa