Espanhol tomou a dianteira do GP da Malásia de 2007 para ganhar em Sepang. Foto: Divulgação

Espanhol tomou a dianteira do GP da Malásia de 2007 para ganhar em Sepang. Foto: Divulgação

Há exatos 13 anos, no GP da Malásia, o espanhol Fernando Alonso vencia pela primeira vez com a McLaren-Mercedes, carro com o qual disputou a temporada de 2007, ano em que travou um duelo apmentado com seu companheiro de equipe, o então estreante Lewis Hamilton, embate que acabou beneficiando o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), que ficou com o título.

Sem clima para continuar no time britânico, Alonso retornou à Renault para mais duas temporadas. Depois, foram cinco temporadas pela Ferrari e voltou à McLaren para disputar mais quatro campeonatos, sem nunca mais voltar a vencer títulos. Fernando conquistou os campeonatos de 2005 e 2006 pela Renault, e está fora da F1 desde o final de 2018. Além da Fórmula 1, venceu as 24 Horas de Le Mans por duas vezes (2018 e 2019 pela Toyota).

McLaren-Mercedes V8 de Alonso, vencedor do GP da Malásia de 2007. Foto: Divulgação

O GP DA MALÁSIA DE 2007

Depois da vitória de Kimi Raikkonen no GP anterior, na Austrália, Sepang foi o palco da segunda etapa da temporada, em 08 de abril de 2007.

Felipe Massa, então na Ferrari, havia dominado duas das três sessões livres (Raikkonen ficou na frente no TL3), e Massa acabou conquistando a pole, com 1min35s043, 0s267 melhor que Fernando Alonso, que dividiu com ele a primeira fila.

Ferrari e McLaren também estiveram na fila seguinte, com Kimi Raikkonen em terceiro e Lewis Hamilton em quarto.

Na largada, Alonso foi melhor e ganhou a primeira colocação de Massa, que também foi superado por Hamilton.

Enquanto Alonso conseguia abrir boa margem para Hamilton, o inglês tinha Massa muito próximo. O brasileiro, disposto a se recuperar, acabou abusando e foi para a área de escape, perdendo duas posições, para Raikkonen e Nick Heidfeld (BMW Sauber).

E foi nesta ordem que terminou o GP da Malásia de 2007, com dobradinha da McLaren-Mercedes (Alonso e Hamilton), Raikkonen completando o pódio em terceiro e, na sequência, Heidfeld, Massa e Giancarlo Fisichella (Renault), com boa prova, depois de largar em 12°.

Apenas mais um brasileiro disputou o GP da Malásia de 2007, Rubens Barrichello, em sua segunda temporada pela Honda, única em que não marcou nenhum ponto na Fórmula 1, em um carro que sempre figurava entre os piores do grid. Rubens concluiu a prova em 11º e Jenson Button, seu companheiro de equipe, foi o 12º.


    

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

      

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa