Francês foi perfeito em uma prova que começou acidentada. Foto: Alpine F1

Francês foi perfeito em uma prova que começou acidentada. Foto: Alpine F1

O francês Esteban Ocon (Alpine), de 24 anos, venceu pela primeira vez na Fórmula 1, o GP da Hungria, disputado neste domingo (1) no circuito de Hungaroring,  uma corrida marcada por um acidente generalizado na primeira volta, quando Bottas, segundo do grid, largou mal e bateu em Norris, que acertou Verstappen. Bottas ainda foi tocado por Pérez. Destes, apenas Vestappen conseguiu ficar na pista, os demais abandonaram e a bandeira vermelha foi acionada, interrompendo a prova.

Em sua 78ª corrida na Fórmula 1, Ocon assumiu a ponta com o erro da Mercedes após a relargada. O britânico permaneceu na pista com pneus intermediários mas a pista secando, com todos os outros pilotos trocando para slicks.

O principal mérito de Ocon foi, além de uma corrida sem erros, ter resistido à pressão do tetracampeão Sebastian Vettel, que chegou na segunda colocação com a Aston Martin. 

ATUALIZAÇÃO...

Sebastian Vettel foi desclassificado após checagem da quantidade de combustível no tanque de sua Aston Martin. Pela regra, é necessário um litro de gasolina, e ele tinha apenas 300 ml.

Carlos Sainz e Lewis Hamilton travaram uma disputa pelo pódio nas quatro voltas finais, após o britânico ter conseguido superar Fernando Alonso, que fez uma grande prova mas cometeu um erro e acabou perdendo o quarto lugar.

Verstappen, com um carro claudicante após o toque que sofreu da Mercedes de Bottas, terminou em décimo lugar., mas foi beneficiado com a penalização a Vettel, e acabou subindo para o nono posto.

CAMPEONATO TEM NOVO LÍDER

Com o pódio, em terceiro (depois corrigido para segundo, por conta da penalização a Vettel), Hamilton é o novo líder do campeonato, com 195 pontos. Verstappen caiu para o segundo lugar, com 187. E entre os Construtores, também há novidade, com a Mercedes assumindo o primeiro posto, com 300 pontos, nove à frente da Red Bull, que passou ao segundo lugar.

LARGADA ACIDENTADA

Com pista molhada e pneus intermediários em todos os carros (menos Giovinazzi), que após a volta de aquecimento calçou sua Alfa Romeo  com amarelos, Hamilton largou bem mas Bottas, o segundo do grid, não. Norris escalou o pelotão e acabou tocado na traseira por Bottas. Sem controle, Norris acertou Verstappen que teve dano na lateral direita da Red Bull do holandês. Pérez, que vinha atrás, acertou Bottas e os dois abandonaram. Norris também teve de abandonar.

No meio do pelotão, Stroll bateu em Leclerc e ambos também deixaram a prova. Com muitos carros em pontos perigosos, foi decretada a bandeira vermelha.

Os carros, então, foram para o pit-lane, podendo passar por reparos, com cinco pilotos fora:  Pérez, Bottas, Leclerc, Stroll e Norris.

Grande trabalho para os mecânicos da Red Bull, trabalhando intensamente no carro de Verstappen. Muita fita adesiva para tentar reparar a parte direita, com aletas quebradas e fissuras no assoalho.

Os dez primeiros colocados após a interrupção da prova: Hamilton, Ocon, Vettel, Sainz, Tsunoda, Latifi, Alonso, Russel, Raikkonen e Schumacher.

Cerca de meia hora depois, com raios de sol, os carros voltaram para a pista para nova formação de grid. Vários pilotos foram aos boxes para troca de pneus, para compostos para piso seco. Hamilton foi o único que foi para o grid em uma situação inusitada, com todos os outros competidores no pit, pois optou por permanecer com pneu intermediário.

Na volta seguinte, obviamente a Mercedes chamou Hamilton para troca de pneus, atestando seu erro na opção por manter o britânico na pista.

Assim, na volta 5, Ocon em primeiro, seguido por Vettel, Latifi, Tsunoda, Sainz e Alonso. Hamilton voltou em 15º e em seguida subiu uma posição com o abandono de Mazepin, que na saída dos boxes bateu em Raikkonen. Verstappen em 11º.

Somente na volta 10 é que Hamilton conseguiu superar Giovinazzi para subir para 13º.

Vettel, em segundo, começou a ameaçar a liderança de Ocon a partir da décima volta.

Mick Schumacher, que segurava todo o pelotão, acabou sendo superado por Verstappen, Gasly e Hamilton.

Hamilton superou Ricciardo e Verstappen após a troca de pneus. Ele foi o primeiro dos três a parar e se saiu melhor.

TROCA DE PNEUS DE OCON E VETTEL

Após as paradas de Ocon e Vettel, posições mantidas e os dois seguiram próximos, em primeiro e segundo, respectivamente. Sainz em terceiro e Hamilton já em quarto lugar.

O final foi eletrizante entre Hamilton e Alonsno pelo quarto lugar. O britânico superou o espanhol e ainda ganhou o terceiro lugar de Sainz.

 

 

 

 

OBS: Sebastian Vettel foi desclassificado após checagem da quantidade de combustível no tanque de sua Aston Martin. Pela regra, é necessário um litro de gasolina, e ele tinha apenas 300 ml.

PRÓXIMA ETAPA

Agora a Fórmula 1 faz uma pausa até 29 de agosto, quando acontece o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps. A pole no ano passado foi de Hamilton, com 1min41s252. Ele mesmo venceu a prova, seguido por Bottas e Verstappen.

CALENDÁRIO COMPLETO DA FÓRMULA 1 EM 2021*

ETAPAS JÁ REALIZADAS

1. GP do Bahrein (Sakhir) – 28 de março - Pole de Max Verstappen (1mi28s997) - Vitória de Lewis Hamilton.
2. GP da Emilia-Romagna (Ímola) – 18 de Abril - Pole de Lewis Hamilton (1min14s411) - Vitória de Max Verstappen
3. GP de Portugal (Algarve/Portimão) – 2 de maio - Pole de Valtteri Bottas (1min18s348) - Vitória de Lewis Hamilton
4. GP da Espanha (Montmeló) – 9 de maio - Pole de Lewis Hamilton (1min16s741) - Vitória de Lewis Hamilton
5. GP de Mônaco (Monte Carlo) – 23 de maio - Pole de Charles Leclerc (1min10s346) - Vitória de Max Verstappen
6. GP do Azerbaijão (Baku) – 6 de junho - Pole de Charles Leclerc (1min41s218) - Vitória de Sergio Pérez
7. GP da França (Paul Ricard) – 20 de junho - Pole de Max Versappen (1min29s990) - Vitória de Max Verstappen
8. GP da Estíria (Red Bull Ring) – 27 de junho - Pole de Max Verstappen (1min03s841) - Vitória de Max Verstappen
9. GP da Áustria (Red Bull Ring) – 4 de julho - Pole de Max Verstappen (1min03s720) - Vitória de Max Verstappen
10. GP da Grã-Bretanha (Silverstone) – 18 de julho - Pole de Max Verstappen (Sprint) - Vitória de Lewis Hamilton
11. GP da Hungria (Hungaroring) – 1º de agosto - Pole de Lewis Hamilton (1min15s419) - Vitória de Esteban Ocon

PRÓXIMAS ETAPAS:

12. GP da Bélgica (Spa-Francorchamps) – 29 de agosto
13. GP da Holanda (Zandvoort) – 5 de setembro
14. GP da Itália – (Monza)  12 de setembro
15. GP da Rússia – (Sóchi) 26 de setembro
16. GP da Turquia (Istambul)  – 3 de outubro - ENTROU NO LUGAR DE SINGAPURA
17. GP do Japão – (Suzuka) 10 de outubro
18. GP dos Estados Unidos (Austin) – 24 de outubro
19. GP do México (Hermanos Rodriguez) – 31 de outubro
20. GP do Brasil (Interlagos) – 7 de novembro
21. GP da Austrália (Melbourne) – 21 de novembro - CANCELADO
22. GP da Arábia Saudita (Gidá) – 5 de dezembro
23. GP de Abu Dhabi (Yas Marina) – 12 de dezembro

* Sujeito a alterações por conta da pandemia do novo coronavírus


      

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa