Camisa 10 chegou a 12 gols pelo Brasil na competição e passou Zico e Romário. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Camisa 10 chegou a 12 gols pelo Brasil na competição e passou Zico e Romário. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ao marcar um dos gols na vitória do Brasil sobre o Peru na noite da última quinta-feira (9), Neymar atingiu mais uma marca importante na carreira: o camisa 10 ultrapassou Zico e Romário, e se tornou o maior artilheiro da história da seleção brasileira nas Eliminatórias.

O atacante do Paris Saint-Germain agora tem 12 gols com a camisa brasileira na competição. No total, Neymar agora 69 gols em 113 jogos com a camisa da Seleção. Na contagem da Fifa, que não considera jogo de seleções contra clubes e combinados, faltam oito para Neymar chegar a Pelé, que tem 77 gols pelo Brasil. Considerando todos os gols do Rei, porém, o maior jogador de todos os tempos tem 95 gols pela seleção.

Apesar do clima de festa pela vitória e pela marca expressiva, Neymar desabafou após a partida contra o Peru. Em entrevista pós-jogo, o camisa 10 pediu mais respeito aos críticos.

“Coletivo é o mais importante, sempre prezei isso. Ao mesmo tempo, fico muito contente de ser de ser recordista de artilheiro das eliminatórias, ser o maior assistente com a camisa da seleção brasileira e logo menos, se tudo caminhar bem, passar o Pelé. Estou muito feliz. Não sei mais o que faço com essa camisa para a galera respeitar o Neymar”, disse o jogador.

Questionado sobre como foi desrespeitado, o camisa 10 se esquivou e afirmou: “Todos os tipos. Deixar para a galera pensar um pouco aí”.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa