Muricy Ramalho, ex-técnico do São Paulo. Foto: Rubens Chiri/SPFC

Muricy Ramalho, ex-técnico do São Paulo. Foto: Rubens Chiri/SPFC

Em entrevista à rádio 365, Muricy Ramalho, ex-treinador e atual assistente do São Paulo, falou sobre a decisão de Abel Braga, que deixou o Fluminense nesta semana e disse que não trabalha mais como técnico no Brasil. Muricy apoiou a escolha de Braga, alegando que os comandantes brasileiros andam sofrendo muito até mesmo com violência. 

"Além de difícil, está violento trabalhar. As pessoas estão passando do limite, ameaça a jogador, empurrando na parede. Chega a um momento, um cara como o Abel, que tem um grande caráter, não aguenta. Dá raiva”, disse Muricy. 

"É difícil, ele tem razão. Conversei com o Abel nessa semana. Falei pra ele, tem que largar, é loucura, ser insultado desse jeito. Está muito brutal, muito pesado. Tem que largar. Virou loucura. Os treinadores estão no limite”, completou o ex-treinador. 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa