Lima tinha 75 anos e morava em São Paulo

Lima tinha 75 anos e morava em São Paulo

Morreu na madrugada desta segunda-feira (24), aos 75 anos, em São Paulo-SP, Eduardo Teixeira Lima, ex-ponta-esquerda do Corinthians, do Cruzeiro e do Boca Juniors. Lima, como era conhecido, faleceu em sua casa, na Vila Maria, e seu corpo será velado a partir das 17h de hoje no Velório Nossa Senhora Salete, no bairro de Santana, zona norte da capital paulista. 

Com a camisa do Corinthians, entre os anos de 1962 e 65 e depois de 67 a 70, Lima fez 170 jogos e marcou 33 gols. Ele jogou também no Millionários de Bogotá (emprestado, de 65 a 68), no Boca Juniors (emprestado, em 68), no Cruzeiro (de 70 a 74), no Náutico (em 74 e 75), no Sport Recife (em 76) e no O´Higgins do Chile (de 76 a 82), onde encerrou a carreira.

Lima, que foi dono de pizzarias nas zonas leste e norte de São Paulo, deixou três filhos – um deles colombiano – e dois netos.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A CARREIRA DE LIMA NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Disputa acirrada em confronto entre o Cruzeiro e o Corinthians, no começo dos anos 70 no Mineirão. Da esquerda para a direita estão Polaco, Ditão e Lima, o camisa 11, que havia jogado pelo Timão nos anos 60. Foto: arquivo pessoal de Polaco

 

Titulares x Reservas do Corinthians, durante treino no Parque São Jorge. Da esquerda para a direita: Silva, Lima e Valmir. Foto: arquivo pessoal de Valmir

 

Da esquerda para a direita, Luizinho, Paulo Amaral, Bazani, Lima e Marcos. Foto: Arquivo pessoal

 

Da esquerda para a direita, em pé: Vidal, Eduardo, Luciano, Falconi, Marcos, Toni, Flávio e jogador não identificado. Agachados: Lito, Osmar, Wanderley, Santos e Lima. Foto: Arquivo pessoal

 

Da esquerda para a direita, em pé: Eduardo, Luciano, Falconi, Marcos, Toni e Flávio. Agachados: Lito, Ney, Wanderley, Santos e Lima. Foto: Arquivo pessoal

 

Em pé: Carlos Alberto, Valdir Joaquim de Moraes, Brito, Fontana, Dudu, Rildo e Mário Américo. Agachados: Paulo Borges, Silva, Lima, Parada e Paraná Fonte: Blog do Michel Laurence / iG

 

Pacaembu lotado, no começo dos anos 60. Em pé: Valmir, Oreco, Aldo, Amaro, Eduardo e Ari Clemente. Agachados: Marcos, Manoelzinho, Nei, Bazani e Lima. Foto enviada por Paulo Bolchi

 

Em pé: Neco, Oreco, Aldo, Amaro, Eduardo e Ari Clemente. Agachados: Marcos, Davi (cunhado de Pelé), Ney, Bazani e Lima. Foto enviada por Walter Roberto Peres

 

Em pé, da esquerda para a direita, vemos: Pedro Paulo, Lauro, Darci, Piazza, Misael, Raul, Perfumo, Vanderlei, Hélio e Escorio. Agachados: Guido, Eduardo, Zé Carlos, Roberto Batata, Dirceu Lopes, Lima, Joãozinho e Aldair Pinto. Essa foto do Cruzeiro de 1973 consta no livro "De Palestra a Cruzeiro", de Plínio Barreto e Luiz Otávio Trópia Barreto

 

Corinthians na década de 1960 com Oswaldo Cunha, Barbosinha, Luis Carlos, Ditão, Edson Cegonha e Maciel em pé e Bataglia, Tales, Flávio, Rivellino e Lima agachados

 

Em pé: Luís Carlos Galter, Suingue, Ditão, Mendes, Ado e Miranda. Agachados: Paulo Borges, Mirandinha, Rivellino, Lima e Ivair

 

Formação cruzeirense no Mineirão antes de jogo contra o Atlético com Neco, Pedro Paulo, Piazza, Perfumo, Fontana e Raul em pé e Roberto Batata, Zé Carlos, Tostão, Dirceu Lopes e Lima agachados

 

Esta foto é do dia 07 de dezembro de 1969. Naquela tarde, o Corinthians foi ao Mineirão enfrentar o Cruzeiro e, caso vencesse, poderia sair de campo como campeão do Torneio Roberto Gomes Pedrosa. O jogo, apitado por Arnaldo Cesar Coelho, teve a presença de mais de 56 mil pessoas (reparem a Fiel Torcida na parte superior da foto). No entanto, o time mineiro venceu o jogo por 2 a 1 e impediu a festa alvinegra. O título, no final, ficou com o Palmeiras. Em pé estão Ado, Pedro Rodrigues, que foi expulso de campo naquela tarde, Miranda, Luis Carlos Galter, Ditão e Tião; agachados vemos Ivair, Suingue, Lima, Benê e Rivellino

 

Em pé: Pedro Paulo, Neiriberto, Vanderley, Vitor, Piazza e Fontana. Agachados: Palhinha, Tostão, Zé Carlos, João Ribeiro e Lima

 

Lima, aqui em foto de 1967, teve duas passagens pelo Corinthians na década de 1960. Marcou 33 gols em 170 jogos

 

Lima (Corinthians) faz gol em Ruy (Comercial de Ribeirão Preto), no Parque São Jorge, em 1963. Esmeraldo só torce

 

 

 

Em pé: Augusto, Oreco, Amaro, Eduardo, Ari Clemente e Heitor. Agachados: Davi, Nei, Silva, Ferreirinha e Lima

 

Uma vitória em uma partida que parecia perdida contra o São Paulo, realizada no dia 02 de dezembro de 1962. Depois de estar perdendo por 2 a 0, o Timão venceu por 3 a 2. O Pacaembu, para não perder o costume, estava tomado pela Fiel. Em pé estão, da esquerda para a direita, Aldo, Augusto, Oreco, Amaro, Eduardo e Cássio; agachados estão o massagista Irineu, Manuelzinho, Silva, Ney, Rafael e Lima

 

 

 

Campeonato paulista de aspirantes no Pacaembu. Em pé: Neco, Claudio, Mendes, Edson Cegonha, Barbosinha e Gilberto. Agachados: Sergio Echigo, Manoelzinho, Osmar, Rivellino e Lima. O mascote é Mauro Beting, hoje jornalista esportivo

 

 

 

Big close

 

Orlando Gato Preto, Paes, Fiori Giglioti e Lima

 

 

 

 

 

Parte do time corintiano nos anos 60 no Pacaembu. Da esquerda para a direita: Marcos, Luizinho, Silva, Flávio Minuano e Lima. Atrás, está Augusto.E reparem no cação desbotado de Silva e nas pernas finas do genial Luizinho, que naquela época fazia o mesmo que Messi. Foto: Reprodução

 

Em 13 de dezembro de 2015, no Operário Futebol Clube, da esquerda para a direita: Toninho Becon, Eduardo Teixeira Lima, o Lima, Elias Dourado e Jorge Guaraci. Foto enviada por Toninho Becon

 

O Náutico recebeu o Flamengo no Recife, em 1974. Da esquerda para a direita: o bandeirinha Camarinha, Lima, Armando Marques e Luiz Carlos Galter. Foto: Mario Helvécio

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa