Ex-ponta marcou o gol mais rápido da história esmeraldina

Ex-ponta marcou o gol mais rápido da história esmeraldina

Morreu nesta sexta-feira (2), aos 79 anos, Gildo Bala, que foi ponta-direita do Palmeiras entre 1961 e 1968.

Ele estava internado há 10 dias na capital paulista, onde residia, e seu óbito ocorreu em razão de falência múltipla de órgãos.

Gildo Cunha do Nascimento, que nasceu na cidade pernambucana de Ribeirão em 13 de novembro de 1939, detém um recorde com a camisa esmeraldina, como autor do mais rápido gol da história do time de Palestra Itália, aos 7 segundos de jogo contra o Vasco pelo Torneio Rio-São Paulo em 07 de março de 1965, ocasião em que o Verdão derrotou a equipe cruzmaltina por 4 a 1.

O bom ponta-direita ainda defendeu o Atlético Paranaense, Santa Cruz e Prudentina.

Seu corpo foi cremado no Crematório da Vila Alpina, zona leste da capital paulista.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE GILDO BALA NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    52
  • 2 Pal
    47
  • 3 San
    44
  • 4 Cor
    42
  • 5 São
    39
  • Veja tabela completa