Estádios paulistas poderão ter até 30% de lotação a partir do próximo mês. Foto: Facebook/Divulgação

Estádios paulistas poderão ter até 30% de lotação a partir do próximo mês. Foto: Facebook/Divulgação

O Governo de São Paulo comunicou na noite da última quinta-feira (23) que autoriza o retorno do público aos estádios de futebol do estado a partir do dia 4 de outubro. A previsão inicial de liberação era para 1º de novembro, mas após orientação do comitê de contingência, que gere as ações do estado na pandemia, acabou antecipado.

Segundo o comunicado do Governo, a capacidade será limitada para 30% do setor, com o cumprimento de todas as normas sanitárias e de prevenção contra a Covid-19. A previsão é que a capacidade seja ampliada pouco a pouco, subindo para 50% em 15 de outubro, e para 100% em 1º de novembro.

Pelos protocolos exigidos pelas autoridades, os clubes terão de exigir dos torcedores que forem aos estádios um comprovante com esquema vacinal completo (duas doses da vacina Coronavac, Astrazeneca e Pfizer ou dose única da Janssen).

Os torcedores com apenas uma dose das vacinas de duas doses poderão acessar os estádios desde que apresentem, além do comprovante vacinal, um teste negativo com validade de 48 horas para o tipo PCR ou de 24 horas para os de antígeno. O uso de máscara, segundo o protocolo, será obrigatório em todo o estádio.

A volta dos torcedores aos estádios tem sido motivo de muita polêmica no Brasileirão. Enquanto o Flamengo encabeça movimento para ter o público em seus jogos o quanto antes, os outros 19 clubes da Série A se uniram para que as arquibancadas voltem a ser preenchidas somente no momento em que todos os estados tiverem as mesmas condições. A CBF tem marcado para o próximo dia 28 um Conselho Técnico para debater o tema entre todos os 20 clubes.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa