Zagueiro uruguaio disse precisar de mais minutos visando a disputa da Copa do Mundo. Foto: Pedro Souza/Atlético

Zagueiro uruguaio disse precisar de mais minutos visando a disputa da Copa do Mundo. Foto: Pedro Souza/Atlético

Com poucas oportunidades no Atlético-MG, o zagueiro Diego Godín confirmou proposta do Vélez Sarsfield para deixar o clube mineiro. Em entrevista ao canal oficial da seleção uruguaia, o defensor revelou ter recebido contato do treinador da equipe argentina, Cacique Medina.

Godín destacou a necessidade de jogar mais minutos visando a preparação para a Copa do Mundo e disse estar avaliando seus próximos passos.

“No momento, não posso assegurar nada. Estou avaliando a situação. Cacique me telefonou, é verdade, é público. Falei com ele. Temos uma boa relação”, disse.

“Nesses últimos dois anos de carreira, tenho priorizado a seleção. Saí da Inter, que brigava para ser campeão, para Cagliari, que lutava na parte de baixo da tabela, para ter mais minutos. Depois saí do Cagliari, deixei a Europa, abrindo mão de dinheiro. Agora, o melhor profissionalmente pensando no esportivo para chegar bem no Mundial, vou fazer. Neste momento, dinheiro não me move, nada que não seja a seleção, estar bem para ajudar o grupo. É o meu pensamento hoje”, completou.

O zagueiro destacou que pretende sentar e conversar com a diretoria do Galo para discutir o futuro e chegar a um bom acordo.

“Tenho que conversar com o clube, com o Atlético Mineiro, e resolver a situação para o meu bem. Sou um pouco egoísta, penso em mim e a decisão que tomar será pensando no Mundial e na Seleção”, explicou.

Com a eminente saída de Godín, o Atlético já se movimenta no mercado para completar seu elenco. De acordo com o Uol, Jemerson, zagueiro de 29 anos, revelado no próprio Galo e que estava no Corinthians, entrou no radar da direção.

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa