Com o resultado, o Fortaleza deixa a zona de rebaixamento

Com o resultado, o Fortaleza deixa a zona de rebaixamento

Do UOL, em Belo Horizonte

Após três jogos sem vencer, o Fortaleza se superou em campo e bateu o Cruzeiro por 2 a 1 no Castelão. O time comandado por Rogério Ceni chegou ao triunfo com dois gols de André Luis, enquanto os jogadores de Mano Menezes só conseguiram marcar com Sassá. A partida ainda terminou com a expulsão de Nathan, deixando o Fortaleza com dez em campo por mais da metade do segundo tempo.

Com o resultado, o Fortaleza deixa a zona de rebaixamento e vai aos 10 pontos, ultrapassando o próprio Cruzeiro. O time mineiro fica com 8, chega ao seu 9º jogo sem vencer (o sexto no Brasileiro) e ainda pode terminar a rodada na zona de rebaixamento.
Quem foi bem: André Luis aproveitou bem a chance e foi decisivo

O homem do jogo não poderia ser outro. Com os dois gols marcados no primeiro tempo, André Luis acabou tendo participação direta na vitória e supriu bem a ausência de peças importantes no ataque de Rogério Ceni.
Quem foi mal: Léo falha e dá sorte em falta perigosa

O zagueiro Léo não esteve em suas melhores noites. No gol relâmpago do Fortaleza, ele foi devagar demais para a disputa com André Luis e acabou antecipado pelo atacante. Por volta dos 20 minutos, deu sorte em uma falta que poderia ser interpretada para vermelho, e acabou só amarelado. Apesar disso, Thiago Neves e Robinho também fazem companhia ao defensor com partidas bem abaixo do esperado.
Atacante do Corinthians leva família ao estádio e chora com gols

Aos 22 anos, André Luis está emprestado pelo Corinthians e marcou seus primeiros gols pelo Fortaleza. Este foi apenas o quarto jogo do atacante, que ficou com a vaga de titular por causa das ausências de Wellington Paulista e Kieza. No primeiro gol, ele se emocionou após balançar as redes e dedicou o tento aos familiares que chegaram ontem e estiveram no estádio para acompanhar a partida.
Início animador no Castelão

Apesar de um futebol pouco vistoso e com muitos erros de passes dos dois lados (algo presente em todo o jogo), não faltaram gols nos primeiros 10 minutos. Mesmo sem pressionar, o Fortaleza abriu o placar aos dois minutos com André Luis, que se antecipou a Léo e cabeceou quando Fábio deixava sua meta. Oito minutos mais tarde, também sem fazer muito esforço, o Cruzeiro chegou ao empate com Sassá, que recebeu de Pedro Rocha e, mesmo escorregando, contou com um leve desvio para vencer o goleiro Felipe Alves.
Fortaleza marca bem e assusta nas bolas paradas

O time da casa mostrou boa competência tática ao anular as saídas de bola do Cruzeiro, impedindo bem perigosos contra-ataques da equipe mineira. Rápidos pelas laterais com Marcinho e Romarinho, o Fortaleza contou com a eficiência nas cabeçadas de André Luiz e Nathan, que carimbou a trave de Fábio. No segundo tempo, o zagueiro acabou expulso, mas Ceni conseguiu manter o time bem armado, segurando a vantagem e até se aproximando do terceiro gol em alguns momentos.
Cruzeiro comete muitas faltas, é displicente e pouco criativo

A fase da Raposa não é nada boa, e o time mostrou isso em campo com um futebol muito distante daquele que o torcedor se acostumou a ver. O time errou muitos passes, cometeu muitas faltas e mal conseguiu organizar suas jogadas. Em marcha lenta, a desatenção foi geral tanto na hora de defender quanto nas saídas para o ataque, entregando a bola facilmente para os anfitriões. Nem mesmo a expulsão de Nathan aos 19 do segundo tempo animou a equipe celeste. Com pouca movimentação e profundidade, a cabeçada de Dedé foi um dos poucos lances de perigo na tentativa de reação celeste.
Cruzeiro faz "revezamento" de cartões, mas Fortaleza termina com 10

O Cruzeiro fez muitas faltas do início ao fim, se arriscou em perder Léo ainda no começo do jogo e terminou a partida com seis amarelados. Mas foi o Fortaleza que terminou o duelo com um a menos: Por reclamação, Nathan foi amarelado no final do primeiro tempo. Na etapa final, precisou matar um contra-ataque celeste e levou o vermelho.
Chuva aperta, e mascote do Fortaleza se protege com fotógrafo

Depois de cair o dia inteiro e dar uma pequena trégua à noite, a chuva voltou a atingir a capital cearense. No final do primeiro tempo, só os treinadores se arriscaram a ficar na beira do campo. O Leão, mascote do Fortaleza, se abrigou debaixo de um guarda-chuva de um fotógrafo.

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa