O título foi o primeiro com o Rubro-Negro sendo o gestor do Maracanã

O título foi o primeiro com o Rubro-Negro sendo o gestor do Maracanã

Do UOL, no Rio de Janeiro

E a história se repetiu mais uma vez. Confirmando o favoritismo que carregava pela superioridade técnica e também pela vitória por 2 a 0 no primeiro jogo da final, no estádio Nilton Santos, o Flamengo venceu o Vasco por 2 a 0 - com gols de Willian Arão e Vitinho - sagrou-se campeão carioca e manteve o longo tabu de 31 anos sem perder para o rival em decisões.

O título foi o primeiro com o Rubro-Negro sendo o gestor do Maracanã, que estava com uma ampla maioria de rubro-negros.

O elenco, porém, terá pouco tempo para comemorar, já que a delegação viaja para Quito (EQU) logo após o almoço de amanhã visando o importante compromisso desta quarta-feira (24), contra a LDU, que pode selar a classificação do Flamengo na Copa Libertadores.
Partida mais equilibrada que no Nilton Santos

O clássico entre Flamengo e Vasco de hoje foi bem mais equilibrado que o de domingo passado, quando o Rubro-Negro venceu no estádio Nilton Santos com extrema facilidade por 2 a 0. O Cruzmaltino apresentou uma postura mais corajosa, se lançou ao ataque e criou oportunidades de gol. O time da Gávea, porém, mais uma vez demonstrou superioridade técnica.
Gol do Flamengo irregular

O gol do Flamengo surgiu após um impedimento de Gabigol não marcado pela arbitragem. Na sequência da jogada, atacante sofreu falta. Na cobrança, Arrascaeta cruzou e encontrou Willian Arão, que cabeceou para o fundo da rede.

Willian Arão viu o gol

A curiosidade é que Willian Arão não viu o momento do gol, já que cabeceou e virou de costas.

"Eu não vi. Subi junto com o zagueiro, depois só ouvi o grito da galera e saí para comemorar", disse à TV Globo.
Flamengo chega como quer

Após o gol, o Vasco pareceu sentir o baque e o Flamengo passou a chegar como queria no ataque diante de uma defesa cruzmaltina desarrumada e assustada. Por pouco o Rubro-Negro não ampliou.

Vasco tem boas chances de empatar

O Vasco teve ao menos três boas oportunidades para empatar. A primeira com Pikachu, que chutou e Renê tirou quase em cima da linha. Em seguida, Lucas Mineiro chutou mal, da altura da marca do pênalti, após um bom passe de Lucas Santos. E o lateral esquerdo Danilo Barcelos também chegou atrasado em uma bola cruzada que levou perigo.

Diego Alves faz defesa milagrosa

O goleiro Diego Alves fez uma defesa milagrosa aos 20 minutos do segundo tempo, quando Bruno César cruzou e Maxi Lopez escorou de primeira.
Vitinho fecha o caixão

Aos 37 minutos do segundo tempo, Diego deu bela enfiada para Vitinho, que em velocidade sai na cara de Fernando Miguel e, com categoria, chutou para o fundo do gol, fechando o caixão e decretando o 2 a 0.
Castan e Gabigol fazem duelo à parte

O zagueiro Leandro Castan e o atacante Gabigol proporcionaram um duelo à parte no Maracanã desde os primeiros minutos, com muitas divididas e discussões. Ambos, inclusive, receberam cartão amarelo.
O melhor - Arrascaeta

Além de ter feito um belo cruzamento para o gol de Willian Arão, o meia uruguaio também cadenciou a equipe do Flamengo.
O pior - Werley

Cedeu muitos espaços para o Flamengo, além de não conseguir anular a cabeçada de Willian Arão no gol rubro-negro.
Abel coloca força máxima

Embora tenha treinado sem Gabigol e Éverton Ribeiro na última sexta-feira colocando Uribe e Vitinho, o técnico Abel Braga decidiu por colocar força máxima em campo hoje.
Valentim mais ofensivo

O técnico Alberto Valentim apresentou um Vasco mais ofensivo, que criou muito mais oportunidades de gol que no Nilton Santos. No segundo tempo, surtiu efeito a substituição de Lucas Santos por Maxi Lopez. O argentino incomodou os rubro-negros.

Um minuto de silêncio para MC Sapão e Valdiram

O jogo teve um minuto de silêncio em homenagem aos falecimentos de MC Sapão e do ex-atacante do Vasco Valdiram, que morreram neste fim de semana.
Mosaico do Fla relembra polêmica

A polêmica sobre a expressão "festa na favela", criada entre uma empresa terceirizada e o Flamengo, foi para a arquibancada. Quando o time entrou em campo, a torcida abriu um mosaico com a frase.

Bruno Henrique comparece

Mesmo suspenso por conta do terceiro cartão amarelo, o atacante Bruno Henrique marcou presença no Maracanã e fez questão de tirar foto com um torcedor que fez um cartaz em sua homenagem.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    61
  • 2 Pal
    53
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    44
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa