Holandês foi o pole e dominou a prova paulistana. Foto: Aston Martin Red Bull Racing

Holandês foi o pole e dominou a prova paulistana. Foto: Aston Martin Red Bull Racing

O holandês Max Verstappen (Red Bull) venceu neste domingo (17) o GP do Brasil de Fórmula 1, penúltima etapa do campeonato, disputado no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, zona sul da capital paulista. Foi sua oitava vitória na F1, categoria pela qual estreou em 2015, então como piloto da Toro Rosso.

Largando da pole, Verstappen dominou amplamente a prova e só deixou a liderança após a entrada do safety-car na volta 52, quando Bottas teve problema mecânico e seu carro precisou ser removido de uma área gramada.

Verstappen, neste momento, aproveitou para fazer sua segunda parada enquanto Hamilton permaneceu na pista e assumiu a liderança, mas na relargada o holandês superou o inglês logo no "S" do Senna.

No final da prova, na volta 67, Leclerc tocou em Vettel na Reta Oposta e os dois deixaram a prova, quando brigavam pela quarta colocação. O monegasco tocou no pneu traseiro de Vettel. Leclerc teve a suspensão dianteira direita quebrada e Vettel o pneu furado.

Com o safety-car na pista, novas emoções nas duas voltas finais.

Hamilton e Albon se tocaram e o tailandês acabou rodando.

Na linha de chegada, impressionante chegada com Pierre Gasly (Toro Rosso) em segundo e Hamilton em terceiro., 0s062. separados por apenas 0.063.

A manobra de Hamilton com Albon ficou sob investigação e depois da prova o inglês foi punido com 5 segundos. Assim, Carlos Sainz Jr., que largou em último, com a McLaren, terminou em  terceiro. 

A próxima etapa acontece no dia 1º de dezembro, em Abu-Dhabi, no circuito urbano de Yas Marina, última etapa do campeonato.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO GP DO BRASIL DE F1 - INTERLAGOS (SP)

 

A PROVA

A prova começou com temperatura ambiente em 21ºC e do asfalto em 49ºC, com céu aberto e sem previsão de chuva.

Na largada, Vettel manteve-se em primeiro e apesar de Vettel ter fechado Hamilton, o inglês ganhou a segunda colocação. Todos passaram ilesos pelo "S" do Senna e as atenções se voltaram a Leclerc, largando em 14º e buscando ganhar posições. 

Na volta 5, Leclerc já era o oitavo colocado.

Os seis primeiros na volta 5: Verstappen, Hamilton, Vettel, Bottas, Albon e Gasly.

Na volta 7, sem nenhuma dificuldade, antes da primeira perna do "S" do Senna, Leclerc ganhou a posição de Raikkonen.

Enquanto isso, Verstappen tinha 2s4 de vantagem para Hamilton. Este tinha 1s8 para Vettel.

Ricciardo e Magnussen se tocaram na Curva do Sol. Pior para Magnussen, que rodou e foi para a área de escape. Ricciardo aproveitou para ir aos boxes trocar pneus e fazer ajustes na asa dianteira.

Leclerc subiu para sexto na volta 10, ganhando a posição de Gasly.

Os seis primeiros na volta 10: Verstappen, Hamilton, Vettel, Bottas, Albon e Leclerc.

Os quatro primeiros colocados andavam na casa de 1min13s.

Após investigação, foi anunciada punição de 5 segundos para Ricciardo.

Sainz Jr., a exemplo de Leclerc, também precisou "remar" bastante no início da prova. O espanhol partiu em último com a McLaren (não pôde treinar na classificação por conta de uma pane elétrica) e era o 13º na volta 10, ganhando sete posições.

Verstappen começou a se queixar dos pneus na volta 19. Neste momento, a Mercedes de Hamilton parecia ter pneus em estado melhor, a ponto de conseguir andar dois décimos abaixo do líder.

Hamilton parou na volta 21 para sua primeira troca de pneus e retornou em sexto.

A Red Bull pronta para a troca de pneus de Verstappen, o que foi feito na volta 22.

Problema para Verstappen em sua saída dos boxes, com Kubica à sua frente.

Verstappen voltou atrás de Leclerc e Hamilton mas rapidamente superou os dois para subir ao qurto lugar, com os três primeiros ainda na pista sem parada. Depois, Verstappen superou Albon.

Hamilton passou Albon por fora e subiu para o quarto lugar na volta 25. 

Parada para Albon na volta 25, de Vettel na 26 e de Bottas na 27.

Do pelotão da frente, apenas Leclerc mantinha-se na pista, provavelmente para estratégia de uma única parada.

A Mercedes colocou pneus duros para Bottas, indicando também uma única parada para o finlandês.

Leclerc não ofereceu resistência a Vettel, que o superou e ganhou a quarta colocação na volta 29.

Os seis primeiros na volta 30: Verstappen, Hamilton, Vettel, Leclerc, Bottas e Albon.

Parada para troca de pneus de Leclerc na volta 30. Ele voltou com pneus duros.

Corrida sem novidades entre as voltas 30 e 40, com as posições mantidas.

A observar, apenas, o fato de Verstappen ser o mais rápido da pista, único andando abaixo de 1min13s.

Surpresa com nova parada de Bottas, de quem se esperava uma prova com troca única de pneus. Ele voltou com os médios.

Hamilton fez sua parada nva volta 44. Pneus médios para o inglês.

Verstappen fez sua parada noa vota seguinte e voltou à frente de Hamilton, mas ccom distância diminuída.

Vettel, ainda na pista, sem fazer seu segundo pit-stop, liderava na volta 48.Parada para Vettel na volta 50.

Os seis primeiros na volta 51: Verstappen, Hamilton, Albon, Vettel, Leclerc e Bottas.

Bottas pressionava Leclerc pelo quinto lugar mas não conseguia superar o ferrarista.

Parada para Abon na volta 52 e problemas com Bottas, com uma fumaça branca começando a ser observadas em sua Mercedes.

Fim de prova para Bottas na volta 52. Ele levou seu carro para a grama, o que fez com que os comissários acionassem bandeira amarela no local mas o safety-car também entrou na pista.

Verstappen foi aos boxes durante o safety-car, o mesmo fazendo Leclerc.

Hamilton arriscou ficar na pista, liderando. 

As seis primeiras posições na volta 57 (com safety-car): Hamilton, Verstappen, Vettel, Albon, Leclerc e Gasly.

Na relargada, Verstappen ganhou a posição de Hamilton e assumiu a liderança. O inglês tentou recuperar a posição no final da reta oposta mas não conseguiu. Albon também relargou bem e superou Vettel, subindo para terceiro.

As posições na volta 61: Verstappen, Hamilton, Albon, Vettel, Leclerc e Gasly.

Toque de Leclec no pneu traseiro direito de Vettel e os dois acabaram fora da prova. Leclec com a suspensão dianteira quebrada e Vettel com o pneu furado.

Com mais uma entrada do safety-car, a relargada foi emocionante, com a luta espetacular pelo segundo lugar, mas Gasly manteve-se à frente de Hamilton e terminou em segundo, com o inglês fechando o pódio. Porém, após conclusão da investigação da manobra de Hamilton em Albon, o inglês foi puido em 5 segundos e perdeu a terceira colocação.




  


CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO
 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR TODAS AS COLUNAS DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa