Australiano dominou de ponta a ponta a prova disputada em Monza. Foto: McLaren

Australiano dominou de ponta a ponta a prova disputada em Monza. Foto: McLaren

O australiano Daniel Ricciardo comandou a dobradinha da McLaren neste domingo (12) para vencer o GP da Itália, 14ª etapa do Mundial de Fórmula 1, disputado no tradicional Autódromo Nacional de Monza, que recebeu uma prova da categoria pela 72ª vez.

Partindo do segundo lugar, Ricciardo foi impetuoso na largada para superar o pole Verstappen e teve consistência para dominar a prova. 

Sua missão ainda foi facilitada quando Verstappen e Hamilton se tocaram logo após suas paradas para troca de pneus. A Red Bull do holandês passou parcialmente por cima da Mercedes do britânico, que foi salvo pelo halo. Hamilton revelou que seu capacete chegou a ser tocado pelo carro de Verstappen.

Foi a oitava vitória de Ricciardo na Fórmula 1, que não vencia desde o GP de Mônaco de 2018, ocasião em que guiava para a Red Bull.Lando Norris terminou em segundo, garantindo à equipe inglesa um feito que não conseguia desde o GP do Canadá de 2010, ocasião em que Hamilton e Button ficaram com as duas primeiras colocações com os carros de Woking. E a última vitória da McLaren havia sido com Button em 2012, no GP do Brasil.

Completando o pódio, em terceiro, o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), que venceu a Sprint no sábado mas largou em último nest domingo por ter trocado o motor. Um fim de semana definitivamente espetacular do piloto que nesta semana anunciou sua saída da Mercedes para disputar a próxima temporada pela Alfa Romeo.

Na sequência, Leclerc, Pérez (punido em cinco segundos por manobra irregular com Leclerc), e Sainz, encerrando o top-6. Stroll fechou a prova italiana em sétimo, Alonso foi o oitavo, Russel concluiu em nono e Ocon ganhou um ponto pelo décimo lugar.

No campeonato, Verstappen segue na liderança, com 226,5 pontos, cinco à frente de Hamilton, o segundo colocado.

ATUALIZAÇÃO...

Cerca de duas horas após o término do GP da Itália, a direção da prova considerou Max Verstappen culpado pela manobra contra Lewis Hamilton e o puniu com três posições no grid da próxima etapa, o GP da Rússia, em Sóchi, dia 26 de setembro.

Ricciardo comemora seu triunfo em Monza, quebrando um jejum que durava desde o GP de Mônaco em 2018. A McLaren, por sua vez, não vencia desde o GP do Brasil de 2012, com Jenson Button. Foto: McLaren

PRÓXIMA ETAPA

A Fórmula 1 retorna em duas semanas, para o GP da Rússia, em Sóchi, dia 26 de setembro. No ano passado a pole foi de Bottas, com 1min31s304. Ele mesmo venceu a prova, seguido por Verstappen e Hamilton.

A CORRIDA

Excelente largada de Ricciardo que deu o bote para cima de Verstappen e Hamilton ganhou a posição de Norris e subiu para terceiro, e ainda na primeira volta tentou superar Verstappen mas acabou tocando na Red Bull no holandês e foi para a área de escape, voltanddo atrás de Norris, em quarto.

Largada do GP da Itália no Autódromo Nacional de Monza com Ricciardo superando o pole Verstappen para dominar a prova. Foto: Reprodução/FIA/Twitter

A partir da volta 12 começou uma grande pressão de Hamilton sobre Norris, enquanto Ricciardo mantinha-se à frente de Verstappen. E Bottas, que largara em último, já era o décimo colocado.

Sem conseguir superar Norris, Hamilton começou a ver a aproximação de Leclerc, o quinto colocado.

Os seis primeiros na volta 20: Ricciardo, Verstappen, Norris, Hamilton, Leclerc e Pérez. Bottas já se aproximava de Stroll conseguiu superá-lo na volta 22 para ganhar o oitavo lugar.

PRIMEIRAS PARADAS 

Ricciardo trocou seus pneus na volta 23 e Verstappen fez o mesmo na volta seguinte, mas foi uma desastrosa parada, com mais de 11 segundos, com um problema na pistola hidráulica na roda dianteira direita.

Ainda sem trocar pneus, Hamilton ultrapassou Norris e tomou a liderança.

Momeno importante na volta 26 com a parada de Hamilton, que conseguiu voltar à frente de Verstappen mas o holandês forçou demais e os dois acabaram batendo e ficando fora da prova. A Red Bull ficou com a traseira em cima da asa dianteira da Mercedes de Hamilton.

Safety-car na pista depois de Hamilton tentar dar a marcha à ré. Na reprise da imagem ficou claro que o halo evitou uma tragédia com Hamilton, pois o assoalho e a roda traseira direita da Red Bull passou por cima do recurso de segurança.

Com os dois fora, os seis primeiros: Ricciardo, Leclerc, Norriz, Pérez, Sainz e Bottas.

Relargada na volta 30 e Ricciardo manteve-se na frente Norris foi com tudo para cima de Leclerc mas não conseguiu superá-lo na chicane, mas ganhou a posição na sequência, subindo para o segundo lugar.

E Bottas, em sua incrível recuperação, superou Sainz e ganhou a quarta colocação. Pérez, por manobra com Leclerc, acabou punido em cinco segundos, fazendo com que Bottas ganhasse seu lugar no pódio, em terceiro.

Na volta 53, foi Daniel Ricciardo o primeiro a receber a bandeira quadriculada, seguido por Norris, Bottas, Leclerc, Pérez e Sainz.

CALENDÁRIO COMPLETO DA FÓRMULA 1 EM 2021*

ETAPAS JÁ REALIZADAS

1. GP do Bahrein (Sakhir) – 28 de março - Pole de Max Verstappen (1mi28s997) - Vitória de Lewis Hamilton.
2. GP da Emilia-Romagna (Ímola) – 18 de Abril - Pole de Lewis Hamilton (1min14s411) - Vitória de Max Verstappen
3. GP de Portugal (Algarve/Portimão) – 2 de maio - Pole de Valtteri Bottas (1min18s348) - Vitória de Lewis Hamilton
4. GP da Espanha (Montmeló) – 9 de maio - Pole de Lewis Hamilton (1min16s741) - Vitória de Lewis Hamilton
5. GP de Mônaco (Monte Carlo) – 23 de maio - Pole de Charles Leclerc (1min10s346) - Vitória de Max Verstappen
6. GP do Azerbaijão (Baku) – 6 de junho - Pole de Charles Leclerc (1min41s218) - Vitória de Sergio Pérez
7. GP da França (Paul Ricard) – 20 de junho - Pole de Max Versappen (1min29s990) - Vitória de Max Verstappen
8. GP da Estíria (Red Bull Ring) – 27 de junho - Pole de Max Verstappen (1min03s841) - Vitória de Max Verstappen
9. GP da Áustria (Red Bull Ring) – 4 de julho - Pole de Max Verstappen (1min03s720) - Vitória de Max Verstappen
10. GP da Grã-Bretanha (Silverstone) – 18 de julho - Pole de Max Verstappen (Sprint) - Vitória de Lewis Hamilton
11. GP da Hungria (Hungaroring) – 1º de agosto - Pole de Lewis Hamilton (1min15s419) - Vitória de Esteban Ocon
12. GP da Bélgica (Spa-Francorchamps) – 29 de agosto - Pole de Max Verstappen (1min59s765) - Vitória de Max Verstappen (valendo metade dos pontos)
13. GP da Holanda (Zandvoort) – 5 de setembro - Pole de Max Verstappen (1min08s885) - Vitória de Max Verstappen
14. GP da Itália – (Monza) - 12 de setembro - Pole de Max Verstappen - (Sprint) - Vitória de Daniel Ricciardo

PRÓXIMAS ETAPAS:
15. GP da Rússia – (Sóchi) - 26 de setembro
16. GP da Turquia (Istambul)  – 10 de outubro 
17. GP dos Estados Unidos  (Austin) 24 de outubro 
18. GP da Cidade do México (Hermanos Rodriguez) - 7 de novembro
19. GP de São Paulo (Interlagos) - 14 de novembro
20. A confirmar - 21 de novembro
21. GP da Arábia Saudita (Jedá) – 5 de dezembro 
22. GP de Abu Dhabi (Yas Marina) - 12 de dezembro

* Sujeito a alterações por conta da pandemia do novo coronavírus


      

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa