Uruguai e Colômbia protagonizarão nesta terça-feira no Estádio Centenário, em Montevidéu, um duelo de seleções que têm em comum o fato de terem estreado nas Eliminatórias para a Copa do Mundo com vitória

Uruguai e Colômbia protagonizarão nesta terça-feira no Estádio Centenário, em Montevidéu, um duelo de seleções que têm em comum o fato de terem estreado nas Eliminatórias para a Copa do Mundo com vitória

Montevidéu, 12 out (EFE) - Uruguai e Colômbia protagonizarão nesta terça-feira (13) no Estádio Centenário, em Montevidéu, um duelo de seleções que têm em comum o fato de terem estreado nas Eliminatórias para a Copa do Mundo com vitória, na última terça, e de não poderem contar com seus principais jogadores.

A "Celeste", que bateu a Bolívia por 2 a 0 em La Paz, está desfalcada dos atacantes Luis Suárez e Edinson Cavani, suspensos. Já os colombianos têm de lidar com a ausência do meia James Rodríguez, entregue ao departamento médico do Real Madrid.

Na seleção da casa, o técnico Óscar Tabárez tem de quebrar a cabeça para montar o time, já que não tem à disposição também o volante Arévalo Ríos e o meia Cristian Rodríguez.

Entretanto, o treinador vem tentando minimizar a relevância das baixas e passar confiança para quem entrará em campo. "Classifica-se com pontos e não com jogadores que não estão presentes nem reclamando que jogamos bem e perdemos", destacou Tabárez.

O técnico do Uruguai não quer ouvir desculpas e enfoca o trabalho de seus jogadores em resistir à posse de bola da Colômbia assim como ao potencial ofensivo do adversário, com nomes como Juan Cuadrado, Jackson Martínez e Carlos Bacca entre os titulares e Radamel Falcao na reserva.

O capitão da bicampeã mundial, o zagueiro Diego Godín, fez elogios a Martínez e Falcao, com quem jogou no Atlético de Madrid, e demonstrou grande respeito pela adversária. "Enfrentaremos uma das melhores seleções da América do Sul atualmente", elogiou.

Na Colômbia, embora a temporada europeia esteja apenas começando, alguns atletas se mostraram preocupados com a parte física. "Independentemente de quem jogue, esta seleção não dá a bola por perdida. Têm muita força física e mental, e é preciso se cuidar", disse o meia Freddy Guarín após o treino deste domingo.

A partida em Montevidéu terá arbitragem brasileira. Heber Roberto Lopes, que no último sábado apitou a vitória do Brasil de Pelotas sobre o Fortaleza por 1 a 0 pela terceira divisão do Campeonato Brasileiro, dirigirá a partida e terá como auxiliares Kléber Gil e Bruno Boschilia.

Prováveis escalações:

Uruguai: Muslera; Maxi Pereira, Giménez, Godín e Cáceres; Sánchez, Corujo, González e Álvaro Pereira; Stuani e Rolan. Técnico: Óscar Tabárez.

Colômbia: Ospina; Arias, Zapata, Murillo e Fabra; Sánchez, Guarín, Cardona e Cuadrado; Martínez e Bacca. Técnico: José Pékerman.

Árbitro: Heber Roberto Lopes, auxiliado por Kléber Gil e Bruno Boschilia.

Estádio Centenário, em Montevidéu.

Foto: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa