Mesmo apoiado por Marcos Braz (esq), Paulo Pelaipe foi desligado do clube. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Mesmo apoiado por Marcos Braz (esq), Paulo Pelaipe foi desligado do clube. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Campeão Carioca, Brasileiro e da Libertadores, vice Mundial, melhor média de público, elenco milionário e grandes perspectivas para 2020. O ano do Flamengo não tinha como iniciar de forma ruim, certo? Na prática não é bem assim. Depois de encaminhar a renovação de contrato, a direção flamenguista decidiu demitir o gerente de futebol Paulo Pelaipe. A notícia pegou todos de surpresa na noite de segunda-feira (6) e escancarou alguns problemas internos no clube.

Comunicado através de um e-mail enviado pelo RH do Rubro-Negro Carioca, Pelaipe foi demitido por uma decisão da presidência flamenguista, através do presidente Rodolfo Landim, e do vice de relações exteriores, Luiz Eduardo Baptista, o Bap. Por outro lado, a saída do gerente desagradou outro nome forte flamenguista, o vice de futebol Marcos Braz, que apoiava o trabalho de Pelaipe.

A decisão não foi bem aceita por torcedores do Fla que picharam os muros da sede do Flamengo pedindo a saída de Baptista e Landim, reforçando apoio a Marcos Braz. Além disso o episódio causou grande repercussão nas redes sociais e esteve entre os assuntos mais comentados do Twitter.

Para entender a demissão de Paulo Pelaipe e a repercussão dentro do clube é preciso entender a relação entre os cartolas flamenguistas: os diretores Marcos Braz e Luiz Eduardo Baptista nunca se entenderam. Foram algumas as rusgas entre os dirigentes ao longo de 2019. Bap, por exemplo, foi favorável à contratação de Abel Braga no início de 2019; Braz foi quem optou pela saída do treinador. A demissão do gerente de futebol vem acompanhada de uma acusação de que Pelaipe seria responsável por vazar algumas informações internas, inclusive a polêmica da premiação, no Catar, durante o Mundial de Clubes. Travada uma queda de braço entre Bap e Braz, então, levou a melhor aquele que desejava a saída de Pelaipe.

Horas depois de sua demissão, Paulo Pelaipe se manifestou publicamente. Em comunicado, o profissional fez questão de enaltecer o trabalho de Marcos Braz e afirmou que o vice teve atitudes positivas na condução do elenco ao longo de 2019 e salientou que contou com a confiança de Braz quando sugeriu o nome do técnico Jorge Jesus para o lugar de Abel Braga.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa