"Querido Milton Neves em Barra Bonita interior de São Paulo temos 7 pessoas no que fim levou, Renato Bolla, Fiori Gilglioti, Randal Juliano, Alvaro Antonelli Duda, Kelly e Claudecir. Temos ainda um dos maiores cantores da musica sertaneja de todos os tempos o saudoso Belmonte, da dupla Belmonte e Amary.
Um abraço do seu fã Joãozinho Prefeitura de Barra Bonita. Venha nos  visitar um dia Milton Neves.
Randal Juliano, o Randal Juliano Mattosinho, morreu em São Paulo, aos 81 anos, no dia 10 de julho de 2006, após queda violenta que ocasionou a fratura da cabeça do fêmur e uma parada cardíaca.
Natural de Barra Bonita (SP) onde nasceu no dia 20 de abril de 1925, Randal foi um dos mais completos profissionais do rádio e da televisão de todos os tempos e foi o "número 1" da TV do Brasil na fase áurea da Rede Record de Televisão, quando a emissora era conduzida pela família Machado de Carvalho, fundadora da rede.
Nas TVs Cultura e Gazeta, como nas rádios Jovem Pan, Gazeta e USP, Randal Juliano fez de tudo e muito bem. Foi apresentador, locutor, ator, diretor de TV, produtor, comentarista esportivo e DJ (disk-jóquei).
Ao lado do também saudoso Blota Júnior, Randal Juliano era o "dono da Record" nos tempos em que o canal 7 tinha mais audiência do que hoje tem a Rede Globo, considerando-se a proporcionalidade do número de habitantes e de televisores existentes no país.
Randal deixou a esposa Darcy Carlota, ex-atriz, duas filhas, Andréia e Alessandra, e um belo legado à comunicação artística e esportiva do Brasil.
Confira abaixo as participações de Randal Juliano em filmes, novelas e séries de TV, como autor, diretor, compositor ou apresentador.

ATOR (anos 50 e 60)
- "Banzo" (1964) - "O Preço da Vitória" (1959)
- "Cela da Morte" (1958)
- "Aqueles Olhos" (1958)
- "Cidade Perdida" (1958) - "É a Maior" (1958)
- "Desce o Pano" (1957) - "A Mansão dos Daltons" (1957) - "Alma na Noite" (1957) - "Vôo 509" (1956) - "A Pensão de Dona Estela" (1956)
- "Carnaval em Lá Maior" (1955)
DIRETOR (anos 50 e 60)
- "Renúncia" (1964)
COMPOSITOR (anos 50 e 60)
- "Na Cena do Crime" (1954 - música)
APRESENTADOR (anos 50 e 60)
- "O Grande Desconhecido" (1957 - narrador) - "Getúlio: Glória e Drama de Um Povo" (1956 - narrador)

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa