Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin tiveram uma jornada difícil. Foto: Marian Chytka/Divulgação

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin tiveram uma jornada difícil. Foto: Marian Chytka/Divulgação

O Rally Dakar chegou à quinta etapa nesta quinta-feira (9), no trecho cronometrado entre Al`Ula e Haíl, na Árabia Saudida, de 353 quilômetros, primeiro de dunas após quatro dias em que os competidores enfrentaram muitas pedras, condição que provocou muitos furos de pneus.

A dupla brasileira que compete na categoria SSVs, com Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, enfrentou dois problemas na especial que começou com temperaturas muito baixas no território árabe, primeiro, logo no começo, com um furo de pneu e, depois, mais sério, com a quebra da barra estabilizadora traseira. Na troca, o navegador Gugelmin acabou machucando um dedo, mas nada muito grave, o que reteve os dois por mais tempo.

Eles fecharam o dia em 23º lugar, percorrendo os 353 quilômetros cronometrados em 5horas, 43minutos e 30 segundos. A dupla vencedora do dia foi Cyril Despres e Michael Horn.

A liderança da categoria, entretanto, é dos russos Sergei Kariakin/Anton Vlasiuk. Varela e Gugelmin ocupam o 16º lugar na classificação geral. Campeões de 2018 do Dakar, os brasileiros tiveram um grande atraso na primeira etapa, com uma quebra na coluna de direção que os obrigou a um engenhoso emproviso, uma vez que o volante não podia ser mais fixado. Com chaves de fenda e de boca, Gugelmin fez um tipo de guidão e Varela conseguiu conduzir o carro até o final da etapa 1. Eles estão defasados em 4h9minutos e 30 segundos em relação à dupla líder.

CARROS

Entre os carros, a dupla espanhola Carlos Sainz/Lucas Cruz conseguiu sua segunda vitória nesta edição do Dakar e segue líder na planilha geral, seguida por Nasser Al-Attiyah/Mattieu Baumel e Stéphane Peterhansel/Paulo Fiuza, segundos e terceiros colocados, respectivamente.

O espanhol Fernando Alonso, que faz sua estreia no Dakar, competindo ao lado do navegador Marc Coma, também espanhol, fechou o dia em sétimo lugar. Eles estão no 18º posto geral.

MOTOS

Uma baixa importante entre os postulantes ao título na categoria motos. O britânico Sam Sunderland sofreu uma queda e abandonou. Ele teve contusão nas costas e no ombro. 

Por outro lado, o australiano Toby Pryce venceu o estágio e segue sua perseguição ao líder Ricky Brabec, norte-americano. A diferença entre eles é de 9minutos e 6 segundos. Brabec foi o quarto colocado na especial desta quinta-feira.

O brasileiro Lincoln Berrocal (Team Pro Tork) foi 82º do estágio de hoje e está em 73º na geral. Em entrevista ao jornalista Ricardo Ribeiro, feita ao vivo assim que chegou ao acampamento, Berrocal disse ter tido uma epecial tranquila, queixando-se apenas do intenso frio no começo da mesma.

QUADRICICLOS

O chileno Ignacio Casale segue com boa margem na liderança entre os quadriciclos, 31minutos e 37 segundos para o compatriota Giovanni Enrico.

CAMINHÕES

O trio russo formado por Andrey Karginov/Andrey Mokeev/Igor Leonov comanda a disputa entre os caminhões, mesmo tendo fechado a etapa em terceiro lugar.

SEXTA ETAPA

Nesta sexta-feira (10) acontece a sexta etapa do Dakar, entre Ha´il e Riyadh (capital da Arábia Saudita), com um total de 830 quilômetros, sendo 478 quilômetros cronometrados, estágio mais longo até agora. O sábado (11) será de descanso para os pilotos e navegadores, mas obviamente não para as equipes, que trabalharão para deixar os equipamentos em condições perfeitas para o reinício da competição no domingo (12). O enceramento será no dia 17, em Qiddiya.

ETAPAS RESTANTES DO DAKAR/2020

10/1 
Etapa 6 - Ha´il / Riyadh
Deslocamento - 352 km 
Especial - 478 km
Total do dia - 830 km

11/1 
Dia de descanso - Riyadh

12/1 
Etapa 7 - Riyadh / Wadi Al Dawasir
Deslocamento - 195 km 
Especial - 546 km
Total do dia - 741 km

13/1 
Etapa 8 - Wadi Al Dawasir / Wadi Al Dawasir
Deslocamento - 239 km 
Especial - 474 km
Total do dia - 713 km

14/1 
Etapa 9 - Wadi Al Dawasir / Haradh
Deslocamento - 476 km 
Especial - 415 km
Total do dia - 891 km

15/1 
Etapa 10 - Haradh / Shubaytah
Deslocamento - 74 km 
Especial - 534 km
Total do dia - 608 km

16/1 
Etapa 11 - Shubaytah / Haradh
Deslocamento - 365 km 
Especial - 379 km
Total do dia - 744 km

17/1 
Etapa 12 - Haradh / Qiddiya
Deslocamento - 73 km 
Especial - 374 km
Total do dia - 447 km

TOTAL DO PERCURSO: 7.855 km
TOTAL DAS ESPECIAIS: 5.096 km

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa