Com o resultado, o Cruzeiro segue impecável no torneio

Com o resultado, o Cruzeiro segue impecável no torneio

 

Do UOL, em Belo Horizonte

Líder do Grupo B da Libertadores e buscando seguir 100% na competição, o Cruzeiro foi ao Equador visitar o Emelec e saiu de lá com a tarefa muito bem feita. Com um gol único e importantíssimo de Rodriguinho, a Raposa venceu hoje por 1 a 0 e foi aos nove pontos na competição.

Com o resultado, o Cruzeiro segue impecável no torneio. Agora, a equipe mineira tem cinco pontos a mais que o Deportivo Lara, segundo colocado. Faltando mais três jogos para o fim da fase de grupos, a Raposa praticamente já coloca um pé nas oitavas de final do torneio.

Quem foi bem: Rodriguinho decide

Rodriguinho já tinha dado a vitória ao Cruzeiro contra o Huracán na estreia. Voltou a marcar no triunfo sobre o Deportivo Lara. Dessa vez não foi diferente. O meia deu mais uma prova da ótima fase neste início de ano e fez uma excelente partida. Méritos também para o capitão Henrique, seguro nos desarmes e ainda saindo com qualidade.
Quem foi mal: Dodô desperdiça chance

Substituto de Egídio, que foi poupado para a partida, o reserva Dodô não aproveitou tão bem sua oportunidade. Apesar de não ter comprometido em nada e nem ter feito uma atuação para esquecer, o jogador esteve sumido na maior parte do tempo. Discreto, pouco apareceu.
Jogo é físico e pegado, mas Cruzeiro mostra equilíbrio

Os donos da casa iniciaram o jogo passando mais tempo no campo de ataque. Mas o Cruzeiro mostrou bom poderio de marcação, dificultando a vida do Emelec. A partida contou com muitos lances pegados e com catimba dos dois lados, além de alguns empurra-empurras. Bem defensivamente, o Cruzeiro se fechou bem, e Fábio precisou fazer suas defesas apenas em chutes de longa distância.
Rodriguinho é mortal em primeiro tempo cirúrgico

Apesar de ter ficado menos com a bola, o Cruzeiro passou poucos sustos, soube lidar com a ofensiva do Emelec e conseguiu ser efetivo nas poucas chances reais que teve. Aos 20 minutos, a Raposa chegou bem ao ataque, mas Fred atrasou a passada para Rodriguinho, e o gol foi corretamente anulado por impedimento. Dez minutos mais tarde, o meia seria fatal no terceiro jogo seguido na Libertadores. Robinho cobrou a falta, Henrique desviou, e Rodriguinho ainda contou com a derrapada de Godoy para ficar com a bola. A finalização teve uma pitada de crueldade, com um leve toque por cima do goleiro antes de balançar as redes. Este foi o gol 300 do Cruzeiro na história da Libertadores.
Emelec tem dois gols bem anulados

O time da casa quase chegou a igualar o marcador em duas oportunidades, ambas anuladas corretamente por causa de impedimento. No primeiro tempo, o Cruzeiro ainda comemorava o gol de Rodriguinho quando o impedido Angulo superou Dedé pelo alto e tocou de cabeça para o gol. Na etapa final, os equatorianos voltaram mais intensos, e Angulo venceu o goleiro Fábio após um bate-rebate na área, mas foi novamente pego em posição irregular.
Time da casa pressiona, mas Cruzeiro se garante

Mais intenso no segundo tempo, o Emelec partiu para cima do Cruzeiro, que esperou mais os anfitriões para se lançar ao ataque com velocidade. Mas a Raposa não foi tão efetiva quanto queria, tornando o placar perigoso. O bom posicionamento foi crucial para a equipe fechar bem os espaços. Quando abriu suas linhas, precisou das boas defesas de Fábio ou dos zagueiros para bloquear bem os chutes. Com sucesso, o time mineiro garantiu a vitória importantíssima por 1 a 0.
Torcida se revolta, e Emelec tem jogador expulso

O fim de jogo teve cenas nada boas no estádio George Campwell. Insatisfeita com a derrota e apreensiva com as marcações da arbitragem, a torcida do Emelec arremessou uma garrafa de plástico e até uma caixa de pizza dentro do campo. Pouco depois, Luan entrou duro em Rafinha e acabou recebendo o cartão vermelho direto.


Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa