Paralisação do futebol europeu pode compromete as receitas da Juve que analisa se desfazer do atacante português. Foto: Facebook/Reprodução

Paralisação do futebol europeu pode compromete as receitas da Juve que analisa se desfazer do atacante português. Foto: Facebook/Reprodução

A crise gerada pela pandemia do novo coronavírus pode levar a Juventus a tomar uma medida drástica. Depois de reduzir os salários de seu elenco durante a parada do futebol europeu, a Velha Senhora pode se desfazer de Cristiano Ronaldo para manter sua saúde financeira.

Segundo o jornal italiano “Il Messaggero”, a Juventus vinha estudando alternativas para prolongar o contrato de Cristiano Ronaldo antes da paralisação do futebol mundial, questões financeiras, porém, atrapalhavam os planos do clube que tentava encontrar novas arrecadações para aumentar sua receita. A crise do coronavírus modificou completamente esse cenário.

Com a Série A italiana e também da Champions League paralisadas por tempo indeterminado, a equipe de Turim não recebeu parte do pagamento da cota de TV pela transmissão dos jogos. E teme não receber no futuro caso as competições sejam encerradas. Diante desse cenário, a Juve consideraria vender seu camisa 7.

A publicação destaca que a Velha Senhora não aceitaria menos do 70 milhões de euros para negociar Ronaldo, que tem contrato com o time de Turim até junho de 2022. Segundo o jornal, os salários anuais de Ronaldo giram em torno de 31 milhões de euros livres de impostos.

Diretores da Juventus, segundo o a publicação, avaliam que a crise gerada pelo coronavírus possibilitará uma nova negociação de valores dentro do futebol, baixando cifras cada vez mais altas.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa