Em ascensão, Timão entra de vez na briga por vaga no G4. Foto: Rodrigo Coca/Ag Corinthians

Em ascensão, Timão entra de vez na briga por vaga no G4. Foto: Rodrigo Coca/Ag Corinthians

É clara a evolução do Corinthians no Brasileirão, especialmente após a estreia de seus reforços. O Timão cresceu ofensivamente, se tornou uma equipe agressiva, com boas alternativas táticas, contando com nomes decisivos e vai brigar por títulos. Mas não em 2021.

Com uma sequência de dez jogos sem derrota – acumulando nesse período vitórias sobre Athletico-PR em plena Arena da Baixada, Grêmio em Porto Alegre, Palmeiras, e agora uma virada sobre o Bahia –, é natural que a euforia cresça no Timão e que questionamentos sobre a possibilidade de ainda brigar pelo título do Brasileirão surjam. Mas falar em alcançar o Atlético-MG hoje é jogar para a torcida.

A distância para o Galo nesse momento é de 12 pontos e os mineiros ainda jogam na rodada (enfrentam a lanterna Chapecoense, então a vantagem virtual dos atleticanos é de 15 pontos) e o desempenho apresentado pelas duas equipes ainda mostra boa distância.

Mais do que se iludir com a possibilidade de ainda brigar pela taça, o corintiano precisa entender que o time está bem encaminhado para brigar por algo maior a partir da próxima temporada. O Corinthians foi muito bem ao mercado, contratou de forma certeira, qualificou muito seu elenco e viu os reforços entregarem bom futebol rapidamente. Mas o time ainda tem muito a evoluir e o elenco pode ser melhorado – 0 “11” titular alvinegro hoje é muito forte, mas o plantel pode ser mais qualificado.

No mundo real, o Timão briga por vaga no G4, para tentar classificação direta para a fase de grupos da Libertadores. Dificilmente o clube do Parque São Jorge não irá para a competição continental, já que o Brasileirão deve ter um G9. Mas óbvio que garantir vaga via G4 é muito mais negócio.

A partir disso, o técnico Sylvinho terá uma pré-temporada e mais reforços para trabalhar essa equipe, e iniciar 2022 sonhando alto. O treinador, aliás, é a prova de como as análises imediatas fazem mal ao futebol. Acertar uma equipe demanda tempo e qualidade técnica do elenco. Sylvinho teve dificuldades no início, não por acaso, afinal tinha uma equipe mais frágil. Seu trabalho evoluiu conforme teve tempo e recebeu reforços.

Dá para sonhar com títulos, corintianos. Dá sim. Não em 2021, mas a próxima temporada é logo ali. E o Timão estará forte em 2022.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa