Galo questionava a invasão de Deyverson no gol de Dudu. Foto: Cesar Greco

Galo questionava a invasão de Deyverson no gol de Dudu. Foto: Cesar Greco

No que depender da Conmebol, a partida entre Atlético-MG e Palmeiras, pela semifinal da Libertadores da América, realmente está encerrada. A Comissão de Disciplina da entidade sul-americana rejeitou o pedido do Atlético-MG de anular o gol de Dudu, atacante palmeirense, ou a partida disputada na terça-feira da última semana, no Mineirão.

Com isso, o placar do jogo, que terminou 1 a 1, está mantido e o Verdão segue classificado para a final da competição.

A direção do Galo queria anular o gol marcado por Dudu, que empatou o jogo, argumentando que o atacante Deyverson, que estava na reserva, invadiu o campo antes do final da jogada. Sem ver interferência de Deyverson, a Conmebol entendeu que não havia fundamento para acatar ao pedido atleticano.

Mesmo derrotado na Conmebol, o Galo ainda pode recorrer ao Comitê de Apelação da entidade. O clube ainda não se pronunciou.

Na última segunda-feira (4), o presidente atleticano, Sergio batista Coelho, tocou no assunto e disse não se incomodar com as críticas que recebeu pelo pedido de anulação da partida.

“Nós somos gestores de um dos maiores clubes do Brasil e temos que fazer aquilo que acharmos correto e que esteja dentro da lei. Não estamos fazendo nenhum tipo de favor e estamos fazendo tudo dentro da lei, e assim faremos, defendendo os interesses do clube. Não estamos preocupados com os comentários da pessoas, a gente entende que todos têm o direito de criticar ou de apoiar; nós faremos a nossa parte como gestores do clube”, disse o cartola.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa