Gabriel fez os dois gols do Flamengo na decisão contra o River. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Gabriel fez os dois gols do Flamengo na decisão contra o River. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Uma partida que parecia perdida se tornou uma vitória épica e consagradora. Com dois gols de Gabriel Brabosa (um aos 43 e outro aos 46 do segundo tempo) o Flamengo virou uma partida improvável contra o River Plate e chegou ao bicampeonato da Libertadores da América.

A partida, disputa em Lima, no Peru, teve contornos de dramaticidade, não só pelos gols no final, mas pela baixa produção da equipe brasileira, especialmente na primeira etapa.

O River abriu o marcador aos 14 minutos do primeiro tempo, com Borré. O colombiano aproveitou indecisão do sistema defensivo entre Arão e Gerson e girou para bater firme, sem chances para Diego Alves.

Mesmo com menos posse de bola, os argentinos controlaram a partida até o intervalo. O Flamengo só conseguiu um primeiro chute com perigo contra a meta de Armani aos 11 minutos do segundo tempo.

A virada começou com jogada protagonizada pelo trio de ouro da Gávea. Arrascaeta acionou Bruno Henrique em velocidade na esquerda da área, o atacante chegou dividindo a bola com a zaga e rolando para a chegada de Gabigo, que só empurrou para as redes de Franco Armani.

Três minutos depois, já nos acréscimos, Gabriel aproveitou toque de cabeça do zagueiro Pinola que, na tentativa de afastar a bola, acabou ajeitando para o artilheiro da Libertadores encher o pé esquerdo e decretar a virada.

Gabigol, que ainda foi expulso no finzinho, terminou a partida consagrado como artilheiro e, definitivamente, entrando no hall dos ídolos rubro-negros. Bruno Henrique foi eleito o craque da competição.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 1 RIVER PLATE

Local: Estádio Monumental, em Lima (Peru)

Data: 23 de novembro de 2019

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)

Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI)

VAR: Esteban Ostojich (URU)

Cartões amarelos: Pablo Marí e Rafinha (Flamengo); Casco, Suárez e Enzo Pérez (River Plate)

Cartões vermelhos: Palacios e Gabriel

Gols: Borré, aos 14 minutos do primeiro tempo; Gabigol, aos 43 e aos 46 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão (Vitinho), Gerson (Diego), De Arrascaeta (Piris da Motta) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus

RIVER PLATE: Armani, Montiel, Quarta, Pinola e Casco (Paulo Díaz); Enzo Pérez, Nacho Fernández (Julián Álvarez), Palacios e De la Cruz; Borré (Lucas Pratto) e Matías Suárez. Técnico: Marcelo Gallardo

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa