Reunião realizada por videoconferência pediu que o Brasileirão não mude formato de disputa. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Reunião realizada por videoconferência pediu que o Brasileirão não mude formato de disputa. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Em reunião realizada entre 30 clubes brasileiros, nesta quinta-feira (26), junto com a CBF, ficaram definidos alguns dos próximos passos do futebol nacional em meio à paralisação causada pela pandemia do futebol brasileiro. As agremiações definiram questões como férias aos atletas durante a pausa e solicitaram a manutenção do formato do Campeonato Brasileiro.

Os clubes decidiram conceder apenas 20 dias de férias coletivas a partir de 1º de abril até 20 de abril e vão reavaliar a situação no dia 15 de abril para definir se retornam às atividades. A medida vai contra o pedido da Fenapaf que, em nome dos atletas, pediu férias coletivas por 30 dias.

Não houve um acordo coletivo para definir a redução salarial dos profissionais durante o período de paralisação, desse modo cada clube está liberado para negociar diretamente com seus atletas a questão.

A Comissão Nacional de Clubes também solicitou à CBF a manutenção da fórmula do Brasileirão. Os clubes não se interessam por mudanças na disputa do campeonato nacional e pediram que a competição siga disputada em pontos corridos.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa