Relembra o gol do lateral no Mundial disputado nos EUA. Foto: Reprodução

Relembra o gol do lateral no Mundial disputado nos EUA. Foto: Reprodução

O ex-lateral-esquerdo Branco, que recebeu alta hospitalar no último sábado (3), após  18 dias de internação por conta de covid-19, completa 57 anos neste domingo (4).

Branco foi decisivo na partida diante da Holanda na Copa de 1994, disputada nos Estados Unidos, marcando o terceiro gol brasileiro na vitória por 3 a 2, de falta, e anulando um dos principais jogadores do time laranja, Marc Overmars.

Romário e Bebeto abriram frente de 2 a 0, mas os holandeses reagiram e empataram, com Bergkamp e Winter, no jogo que valia pelas quartas de final, disputada no Cotton Bowl, em Dallas (Texas).

Aí, com uma cobrança de falta espetacular, Branco fez o terceiro gol brasileiro, que classificou a equipe para a semifinal diante da Suécia, quando vencemos por 1 a 0 (gol de Romário), e chegamos à final contra a Itália para Dunga levantar o caneco após o empate em 0 a 0 e a vitória canarinho nos pênaltis.

Branco, atual coordenador de futebol das categorias de base masculinas da Seleção Brasileira, também marcou o seu gol na decisão por pênaltis.

Para relembrar este momento brilhante do aniversariante Branco, o vídeo com seu gol na duríssima partida frente à Holanda na Copa de 1994, com narração de Osmar Santos, então pela Rádio Globo.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE BRNCO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Em junho de 2014, no "Rancho Português" da Av. dos Bandeirantes, em São Paulo. Milton Neves  e Branco, que trabalhou como comentarista da Band na Copa do Mundo daquele ano, no Brasil

Na fileira de cima, da esquerda para a direita, o terceiro é Édson Boaro, seguido por Valdo, Zico, Edivaldo, Josimar, Elzo, Muller e Gata Mansa. Na fileira de baixo, aparecem Silas, Careca, Paulo Vitor, Leão, Júnior, Alemão, Mauro Galvão, Branco e duas pessoas não identificadas. Na fileira de baixo, o segundo é Nocaute Jack, Falcão, Oscar, Edinho, Carlos, Sócrates, Júlio César, Mozer, Casagrande e Lucas Neto. Sentados, aparecem Moracy Santana, Valdir Joaquim de Moraes, Neylor Lasmar, Telê Santana, Nabi Abi Chedid, José Maria Marin, pessoa não identificada, Gilberto Tim e mais três pessoas não identificadas. Foto: Arquivo de Valdir Joaquim de Moraes

José Fernando com Branco, em campo. Foto: arquivo pessoal

Dunga levanta a quarta taça mundial conquistada pela Seleção Brasileira, enquanto João Havelange o observa, à esquerda. Atrás do capitão, aparecem, na ordem, Branco, Viola e Taffarel. Foto: Reprodução/In My Ear

Em pé, da esquerda para a direita: Castro Gil, Arnaldo Santiago, Alcir Laranja, Nelsinho, Lúcio Novelli, Assis, Ricardo Lopes, Aldo, Rogério, Marcão, Ricardo Gomes, Edson Souza, Paulo Victor, Vica, Jandir, Ricardo Cruz, Branco, Getúlio, Renato, Aloisio e José Dias. Agachados, da esquerda para a direita: Travassos, Everaldo, Edir, Washington, Romerito, Delei, Leomir, Renê, Paulinho, Betinho, Tato e Edson Ximbica. Enviou: Gilvannewton Souza

Em pé, da esquerda para a direita: Mazinho, Taffarel, Mauro Galvão, Ricardo Gomes, Aldair e Branco. Agachados: Bebeto, Romário, Silas, Dunga e Valdo. Foto: Divulgação/CBF

Seleção Brasileira antes do jogo contra a Polônia, no Estádio Jalisco.. na Copa do México, em 1986. Em pé, da esquerda para a direita, após membro da comissão técnica, temos Sócrates, Josimar, Júlio César, Edinho, Branco e Carlos. Agachados: o massagista Nocaute Jack, Muller, Júnior, Careca, Alemão, Elzo e o roupeiro Ximbica. Foto enviada por Jackson Sala

Equipe brasileira que foi eliminada nas oitavas de final para a Argentina. Em pé, da esquerda para a direita: Taffarel, Ricardo Rocha, Mauro Galvão, Ricardo Gomes, Jorginho e Branco. Agachados: Muller, Alemão, Careca, Dunga e Valdo

O belo time do Fluminense, no Maracanã. Em pé: Aldo, Duílio, Ricardo Gomes, Jandir, Branco e Paulo Víctor. Agachados: Leomir, Delei, Washington, Assis e Paulinho Carioca. Foto enviada por Rita Lima

No aeroporto de Los Angeles, Rildo esteve presente à despedida de Romário pela Seleção Brasileira. Da esquerda para a direita: Dunga, Romário, Rildo e Branco. Foto enviada por Rildo

Em novembro de 2008, Romerito voltou ao Fluminense para trabalhar como obervador-técnico. O objetivo era descobrir novos talentos na América do Sul. Quem o apresentou foi Branco, companheiro do paraguaio na conquista do Brasileirão de 84. Foto: PHOTOCAMERA

O principal momento da carreira de Branco foi a conquista da Copa de 94. Na foto da AFP, publicada no site da Fifa, o lateral disputa a bola com o italiano Roberto Donadoni

Da esquerda para a direita, no Terceiro Tempo da Record: o técnico Tite, Daniela Freitas, Branco, Milton Neves e Oscar.

Veja abaixo a ficha do lateral-esquerdo Branco, na Federação Gaúcha de Futebol, com apenas 17 anos, no Guarany de Bagé, time do interior do Rio Grande do Sul: crédito foto: Marcio Eduardo de Melo Lopes e Sergio Lo Iacono Galvani

 

A Seleção Brasileira realizou uma grande campanha na Copa de 1986. No entanto, foi eliminada nas quartas-de-final pela França na disputa de pênaltis. Aqui, vemos Sócrates, Elzo, Julio Cesar, Edinho, Branco e Carlos em pé e Nocaute Jack, Josimar, Muller, Junior, Careca, Alemão e Ximbica agachados

A reunião que definiu a chegada de Cuca foi longa. O cartola Branco, fora de forma, demonstrava cansaço. Foto: Ricardo Ayres - Agência Photocâmera

Ao lado de Branco, Cuca conversa com os jogadores do Tricolor. Foto: Ricardo Ayres - Agência Photocâmera

Responsável pelas contratações do Fluminense, Branco errou feio ao levar em janeiro de 2008 o lateral-esquerdo Gustavo Nery às Laranjeiras. O ex-jogador de São Paulo, Santos e Corinthians ficou poucos meses no clube e se mandou. Foto: César França/Photocâmera

O técnico Renato e o coordenador Branco durante um treino do Fluminense em abril de 2008. Gaúchos que deram certo no Rio de Janeiro. Foto: Pedro Kyrilos/Photocâmera

Atualmente, o rechonchudo e grisalho Branco é coordenador de futebol do Fluminense. Foto: Site Oficial do Flu

Uma seleção brasileira em 1986, pouco antes da Copa do Mundo do México. Em pé: Leandro, Elzo, Oscar, Mozer, Carlos e Branco. Agachados: Nocaute Jack (massagista), Marinho, Sócrates, Careca, Muller, Edivaldo e o roupeiro Ximbica. A foto foi enviada por Alessandro Lazarini Silveira.

Debate Bola noturno na Copa de 2002: o telão anunciou "Cidade Alerta". Erros acontecem. Na foto da esquerda para a direita: o ex-lateral do Fluminense e da Seleção Brasileira, Branco, o jornalista Paulo Calçade, o técnico Wanderley Luxemburgo, o experiente Candinho, Milton Neves, Emerson Leão e em pé Ricardo Capriotti.

Fluminense campeão carioca de 1983. Em pé: Aldo, Duílio, Ricardo Gomes, Jandir, Branco e Paulo Victor. Agachados: Leomir, Washington, Delei, Assis e Paulinho Carioca

O Flu em Paris(FRA): Getúlio, Washington, Tato, Jandir Paulada, Branco e Paulinho Cascavel

Veja o Fluminense embarcando para mais uma de suas viagens. Da esquerda para a direita, Ricardo Cruz é o segundo, Delei o quarto, Washington o quinto, Duílio o décimo segundo e Vica o penúltimo. Agachados: Assis, Leomir, jogador não identificado, Getúlio, Branco, Tato, Cascavel e Jandir

EM PÉ: Paulo Roberto, Henrique, Luizinho, Gralak, Branco e Ronaldo. AGACHADOS: Marcelinho Paulista, Marques, Souza, Viola e Marcelinho Carioca

Na Seleção Brasileira de 1986. Da esquerda pra direita: Elzo, Leão e Branco

Dois momentos de Branco

Hora de repor as energias em uma churrascaria de Porto Alegre durante a Copa do Mundo de 2014. Da esquerda para a direita: Éder Aleixo, Branco, Chico Garcia, Pedrinho e Héverton Guimarães. Foto: arquivo pessoal de Chico Garcia

Branco e Carlos Alberto Spina (ex-Matsubara) em setembro de 2019 na Expo Fut. Foto: arquivo pessoal de Carlos Alberto Spina

Branco e Carlos Alberto Spina (ex-Matsubara) em setembro de 2019 no Pacaembu. Foto: arquivo pessoal de Carlos Alberto Spina

O cabeludo Branco. Foto: arquivo pessoal

Caniggia, após receber passe de Maradona, dribla Taffarel para fazer Argentina 1 x 0 Brasil nas oitavas de final da Copa da Itália, em 24 de junho de 1990. Três brasileiros observam o lance: Mauro Galvão (21), Ricardo Rocha (19) e Branco (6). Foto: Divulgação

Time só de craques. Da esquerda para a direita, em pé: Taffarel, Aldair, Evair, Júlio César, Mauro Galvão, Amarildo, Branco e Casagrande. Agachados: Alemão, Zico, Careca, Dunga, Silas, jogador não identificado e Edmar

Reforços do Flu, nos anos 80. Em pé, da esquerda para a direita: Ricardo Gomes, Branco, Assis, Jandir e Washington. Agachados: Aldo, Paulo Vitor, Leomir, Delei e Tato. Foto: Reprodução/Revista Placar

Zetti, Branco e Cafú durante a comemoração da conquista do tetracampeonato mundial em 1994. (Foto: Arquivo pessoal)

Após a conquista da Copa de 94, recepção do então presidente Itamar Franco em Brasília. Da esquerda para a direita: Márcio Santos, Viola, Dunga, Itamar Franco, Gilmar Rinaldi e Branco. Foto: Sérgio Amaral/Revista Veja

Carlos Fernando, Evandro Figueira, Branco e Mauro Beting, durante a Copa do Mundo de 2014

 

Bobô, Rivelino e Branco

Em 1986 e em maio de 2014

Milton Neves e Branco, em maio de 2014

Milton Neves e Branco, em maio de 2014

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa