"Não imagino o trabalho sem ele. Vou lamentar muito se a permanência não for possível", disse o técnico René Simões.

"Não imagino o trabalho sem ele. Vou lamentar muito se a permanência não for possível", disse o técnico René Simões.

O esperado anúncio da permanência do goleiro Jefferson é tratado como prioridade pela diretoria do Botafogo. Mas em meio ao imenso rombo financeiro que enfrenta o clube, como manter sua principal estrela?

Em situações normais, não haveria a necessidade dessa negociação, visto que o contrato do jogador só se encerra no final de 2015. Porém, a dívida de R$2 milhões que o clube tem com o jogador facilitaria uma possível transferência.

"O Jefferson é o ícone da retomada. O goleiro titular da seleção brasileira ficar no Botafogo para disputar a Série B será o passo definitivo para a entrada na galeria dos grandes ídolos do clube. Não imagino o trabalho sem ele. Vou lamentar muito se a permanência não for possível", disse o técnico René Simões.

A nova diretoria busca renegociar algumas dívidas para poder o mais breve possível oferecer uma renovação, até 2017, ao arqueiro da seleção brasileira.

"Temos algumas situações bem encaminhadas na questão financeira. O Jefferson ainda tem vínculo, mas queremos o jogador satisfeito no Botafogo. Vamos melhorar o contrato e fazer tudo o que for possível para que ele nos ajude no retorno à elite do futebol brasileiro em 2015", encerrou René Simões.

Foto: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    61
  • 2 Pal
    53
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    44
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa