Richarlison e David Neres na academia da Granja Comary, antes da Copa América. Foto: CBF

Richarlison e David Neres na academia da Granja Comary, antes da Copa América. Foto: CBF

Richarlison conquistou espaço rapidamente na seleção brasileira após a Copa de 2018. David Neres atraiu holofotes no amistoso contra a República Tcheca, em março. Ambos começaram a Copa América como titulares, mas tiveram a ascensão interrompida pelos momentos de Everton e Gabriel Jesus. O UOL Esporte apurou que a perda da posição causou um natural abatimento nos dois jovens jogadores.

Além do desempenho dentro de campo, os dois atacantes representavam uma injeção de ânimo no ambiente da seleção. Ambos são conhecidos pela capacidade de provocar risadas nos companheiros durante os períodos de concentração com o elenco.

Símbolo do processo de reformulação da seleção brasileira após a Copa do Mundo de 2018, o atacante revelado pelo América-MG se tornou imprescindível para os planos de Tite. Richarlison esteve presente em todas as listas de convocação, atuou em todas as partidas.

Jogadores colocam o Pombo, como é apelidado, como figura essencial para que o ambiente do elenco seja melhor e mais leve. O atacante do Everton, da Inglaterra, é incansável com suas piadas que, mesmo sem graça, arrancam gargalhadas dos colegas. A favorita envolve cartas de baralho, sempre fracassa e sempre causa ataques de riso. O episódio em que confundiu uma imagem de São Jorge com um galo também virou causo.

Neres conquistou o espaço um pouco mais tarde, disputando palmo a palmo com Vinicius Jr., do Real Madrid. Fora de campo, também diverte os outros jogadores com o comportamento peculiar, o carisma e a reação a piadas.

Nenhum dos dois começou a Copa América propriamente mal, mas viram Everton e Gabriel Jesus pedindo passagem quando entravam no decorrer das partidas. Tite promoveu a troca desde o início diante do Peru no último sábado, e o Brasil fez sua melhor partida na competição, com um convincente 5 a 0.

Na zona mista, depois da goleada, era visível o abatimento, tanto de Neres quanto de Richarlison. Cabisbaixo, o atacante do Everton se disse chateado, mas explicou entender o momento dos companheiros. Neres seguiu em linha semelhante.

Pessoas ligadas a jogadores do grupo brasileiro afirmam que, aos poucos, os dois jovens atacantes vão superando o abatimento no dia a dia da seleção. Apesar da situação, não existe qualquer insatisfação - ambos reconhecem a boa fase de Everton e Gabriel Jesus, e sabem que terão de recuperar o espaço dentro de campo.

A postura de Tite tem um papel importante em manter o ânimo de quem saiu do time. O treinador brasileiro dá atenção especial aos mais jovens, e reuniu o grupo antes do jogo diante do Peru para avisar e explicar as mudanças.

Everton se tornou o xodó da seleção, e principal destaque do setor ofensivo dentro de campo Gabriel Jesus ainda não balançou as redes na Copa América, mas vem recebendo elogios de Tite pelas atuações.

O Brasil volta a campo nesta quinta-feira, quando encara o Paraguai, às 21h30, na Arena do Grêmio, pelas quartas de final.

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    42
  • 2 Pal
    39
  • 3 San
    37
  • 4 Int
    33
  • 5 Cor
    32
  • Veja tabela completa