O ex-árbitro Armando Marques morreu na madrugada dessa quarta-feira, dia 16, no Rio de Janeiro, aos 84 anos

O ex-árbitro Armando Marques morreu na madrugada dessa quarta-feira, dia 16, no Rio de Janeiro, aos 84 anos

O ex-árbitro Armando Marques morreu na madrugada desta quinta-feira, dia 16, no Centro de Emergência Regional do Leblon, no Rio de Janeiro, aos 84 anos. Armando estava debilitado por decorrência de insuficiência renal.

Seu estilo rigoroso marcou época e serviu de inspiração para muitos outros árbitros. Tanto que sempre era chamado para apitar decisões importantes Brasil afora. Tinha como característica não tolerar lances violentos.

Armando ganhou fama por cometer erros históricos que decidiram campeonatos, como o gol legítimo de cabeça marcado por Leivinha, então no Palmeiras, na decisão do Paulistão contra o São Paulo, alegando que fora feito com a mão, em 1971.

Em 1973, o mais famoso do erros, quando se atrapalhou na contagem dos pênaltis que decidiram o Paulistão entre Santos e Portuguesa. O Peixe vencia por 2 a 0, mas ainda havia a possibilidade, remota, de a Lusa empatar. Por conta disso, o título foi dividido entre os dois clubes.

No ano seguinte, na final do Campeonato Brasileiro entre Cruzeiro e Vasco no Maracanã, anulou um gol legítimo de Zé Carlos, do time mineiro, quando o jogo estava 2 a 1 para a equipe carioca. Detalhe: o lance ocorreu aos 45 minutos da etapa final.

Clique aqui e confira o Que Fim Levou de Armando Marques.

Foto: supere sportes

 

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa