Muralha chega ao Coritiba para suprir a ausência de Wilson

Muralha chega ao Coritiba para suprir a ausência de Wilson

Do UOL, em Santos (SP)

Emprestado pelo Flamengo até o fim do ano, Alex Muralha foi apresentado hoje à tarde no Coritiba. Aos 29 anos, o goleiro chega ao Couto Pereira depois de uma passagem de altos e baixos pelo clube carioca. Bastante criticado pela imprensa e pela torcida por conta de falhas na temporada 2017, ele se vê mais cascudo e preparado para enfrentar qualquer tipo de crise.

Em coletiva concedida no clube alviverde, Muralha optou por manter o apelido que ganhou no Figueirense e ainda recordou a boa fase no Flamengo que o levou até à seleção brasileira.

"O Muralha faz um jogo bom é jogado lá em cima. Faz um jogo ruim, Muralha vira tudo de ruim. Mas com o tempo a gente vai ficando cascudo. Aí as pessoas perguntam como eu aguento tudo isso e eu respondo: `essa é a minha vida, é o dom que Deus me deu´. Tem que ter cabeça boa, saber que momento ruim vai passar. E não é qualquer um que chega à seleção brasileira", disse.

"Fiquei conhecido por Muralha em um clube do Interior de São Paulo, no Comercial. Fui muito feliz ali. E carinhosamente me fizeram essa bandeira. No Figueirense, pesquisaram tudo sobre minha vida e recuperaram essa história de Muralha. Então, é um apelido carinhoso e prefiro continuar como Muralha", acrescentou o goleiro de 29 anos de idade.

Muralha chega ao Coritiba para suprir a ausência de Wilson, que passou por uma cirurgia na mão e ainda precisa de dois meses para retornar aos gramados. E mesmo depois que o companheiro voltar, o novo reforço alviverde não pretende deixar o posto de titular.

"O Wilson é um grande goleiro, um ídolo do clube. Mas estou aqui para somar, para ajudar o clube de qualquer maneira. Estou disposto a dar minha vida por esse clube. Daqui a pouco ele vai voltar e a gente vai brigar. Sei que ele é um cara diferenciado, faz gol de falta, de pênalti", afirmou o goleiro, que não joga desde outubro do ano passado, pelo Albirex Niigata, do Japão.

"Quero agradecer à diretoria do Coritiba por me dar essa oportunidade. Tive momento ruim no Flamengo e, para mim, já passou. Estamos em 2019. Vim para cá para jogar meu futebol. Minha ida para o Japão foi boa para sair daquela turbulência. Estava afetando minha família", declarou.

Alex Muralha deve estrear já neste domingo, quando o Coritiba visita o Cianorte pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Paranaense, às 16h (de Brasília).

Foto: Divulgação/Coritiba Foot Ball Club

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa