Desafio das brasileiras agora será com o carro da F4. Fotos: RF1 e Morgan Mathurin/Divulgação

Desafio das brasileiras agora será com o carro da F4. Fotos: RF1 e Morgan Mathurin/Divulgação

Após passarem pelas duas primeiras fases do FIA Girls On Track - Rising Stars, seletiva promovida pela FIA (Federação Interncional de Automobiismo), e que garantirá uma vaga na Academia de Pilotos da Ferrari, as pilotas brasileiras Antonella Bassani e Júlia Ayub garantiram vaga entre a oito finalistas e agora preparam-se para a próxima etapa, batizada de Training Camp 2, entre os dias 2 e 4 de novembro, quando pilotarão carros da Fórmula 4, em Paul Ricard, na França.

Elas avançaram em eliminatórias em que competiram com kars sorteados. Elas também participaram de sessões com simulador virtual, treinos de mída e testes físicos e mentais.

ANTONELLA BASSANI

Aos 16 anos, a catarinense Antonella Bassani falou sobre a intensidade de atividades na França nos últimos dias, onde aconteceram as primeiras fases da seletiva e também a continuidade da mesma.

“Foi uma semana de muito trabalho: iniciava cedo e terminava tarde. Um nível muito elevado de pilotas, então era difícil saber quem seguiria ou não. Nesta última etapa, o grau de dificuldades aumentou bastante e também passamos por júris”, disse Antonella, que revelou sua ansiedade por guiar o carro da Fórmula 4 na próxima fase.

“Estou muito feliz e agora o foco é total para novembro. A partir desta nova etapa, não se usará mais o kart, e sim os carros de F4. Estou ansiosa para pilotar”, complementou Antonella, que fará sua estreia guiando carros, após uma longa trajetória no kart nacional e internacional.

Antonella Bassani em Paul Ricard, na França, durante fase eliminatória da seletiva. Foto: Morgan Mathurin/Divulgação

JÚLIA AYOUB

Aos 16 anos, Júlia Ayoub começou sua trajetória no kart em 2016, e em 2019 foi a única brasileira que disputou o Mundial de Kart, realizado na Finlândia.

“Estou muito feliz por ter conseguido avançar mais uma vez e cada passo dado até aqui teve uma importância enorme. A partir de agora o desafio é ainda maior e vou seguir me preparando bem para fazer os testes de F4 com a Winfield Racing School, aqui em Paul Ricard”, comentou Júlia.

Júlia Ayoub, ao lado de engenheiro da seletiva, analisa dados de telemetria. Foto: Instagram

DINÂMICA DO FIA GIRLS ON TRACK E PREMIAÇÃO

O FIA Girls On Track - Rising Stars contou com mais de 70 mulheres inscritas nas fases iniciais do programa. Depois do afunilamento, em que oito foram eliminadas, 12 pilotas participaram das atividades nos campos de treinamento de Kart, com mais quatro eliminações. O próximo estágio é com o carro da Fórmula 4, e apenas as quatro melhores serão escolhidas para um curso na Academia de Pilotos da Ferrari, em novembro.

A vencedora do programa "FIA Girls on Track - Rising Stars" será premiada com um contrato assinado com a Academia de Pilotos da Ferrari para disputar a temporada de 2021 da Fórmula 4 Italiana.



     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa