Abel Ferreira, técnico do Palmeiras. Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras. Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras venceu o Ceará na noite do último sábado (30), no Castelão, pelo placar de 2 a 1, e segue com quatro pontos de vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro. 

Mas, mesmo com a vitória, a arbitragem de Anderson Daronco não escapou de críticas após os 90 minutos. Os palmeirenses reclamam do pênalti dado ao Ceará aos 35 minutos da etapa final, que fez com que o Vozão diminuísse a vantagem alviverde, que era de 2 a 0. 

Sobre o tema, em coletiva após o triunfo, Abel Ferreira disse até temer que o Brasileirão seja decidido fora de campo. 

"Temos que valorizar mais aquilo que temos, não podemos ficar mais só nas cadeiras que temos e receber o nosso dinheiro sem ação. Fico triste porque gostaria de ter um comportamento diferente no banco. Tenho feito um esforço muito grande para me controlar, mas acontecem coisas dentro do campo que me tiram do sério porque há muita coisa em jogo. Há títulos, prestígio, dinheiro e, acima de tudo, o nosso trabalho. Na última conferência (entrevista) disse que gostaria que esse campeonato fosse decidido dentro das quatro linhas por duas equipes, mas começo a ficar com algumas dúvidas. Mas vamos continuar fazendo o que controlamos”, disparou o treinador palmeirense. 

 

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa