Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ednaldo Rodrigues, atual presidente da Confederação Brasileira de Futebol, concedeu para a edição deste fim de semana da revista Veja rara entrevista. Nela, o cartola admitiu que a entidade máxima do futebol brasileiro está com a sua imagem arranhada. 

"Realmente, a CBF não tem uma imagem boa. E não apenas aqui no Brasil, mas fora também, mundialmente. Quero virar essa página, e não se trata apenas da minha vontade. Quero envolver as federações, os clubes, a imprensa, toda a sociedade. Dando opiniões, falando o que for preciso, mas cobrando também. A CBF, daqui para a frente, precisa ser acompanhada com mais seriedade”, admitiu Ednaldo. 

"Sei que é difícil, por que não basta querer. Credibilidade não se impõe, leva tempo para ser adquirida. Mas vamos trabalhar de forma incansável. O futebol é uma das grandes marcas do Brasil, e me parece inaceitável sermos malvistos, especialmente fora do país”, explicou o presidente da CBF. 

Ednaldo revelou também o teor da conversa que teve com Gianni Infantino, com quem se reuniu durante a realização do Mundial de Clubes da Fifa de 2022. 

 "Tive o testemunho claro do presidente da Fifa, o Gianni Infantino, com quem me reuni durante o Mundial de Clubes em Abu Dhabi, em fevereiro. Eu ainda estava como presidente interino da CBF. Numa das nossas conversas, ele revelou que estava acompanhando os problemas da CBF, se mostrou preocupado com o envolvimento da Justiça comum nas decisões da entidade, o que vai contra o estatuto da Fifa, mas se propôs a nos ajudar”, completou o cartola. 

 

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa