Jogo da ida será logo mais no Mineirão e a volta no dia 4 de setembro, no Beira-Rio. Foto: Ricardo Duarte/SC Internacional/Via UOL

Jogo da ida será logo mais no Mineirão e a volta no dia 4 de setembro, no Beira-Rio. Foto: Ricardo Duarte/SC Internacional/Via UOL

Adversários na noite de hoje (às 21h30), no Mineirão, em jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, Cruzeiro e Internacional têm seus próprios argumentos para acreditar em avanço. Apesar do momento ruim, a Raposa aposta na sua tradição copeira para seguir viva. Do outro lado, o Colorado tem o histórico menos vitorioso no torneio, mas chega embalado e em ótima fase na temporada.

Os atuais números do Cruzeiro de Mano são os piores possíveis. Não à toa, o time atravessa seu pior momento com o treinador. No Brasileirão, já são dez jogos sem vitória. Nas últimas sete partidas, a equipe não marcou um gol sequer, sequência nunca vista em toda a história.

Além disso, o Cruzeiro contabiliza apenas um triunfo nos últimos 17 compromissos. Com tantos números ruins, a comissão técnica antecipou a concentração e os jogadores já iniciaram as conversas desde o clássico do final de semana contra o Atlético (derrota por 2 a 0), buscando alguma solução para reverter o cenário.

"A gente colocou que está na hora de sentar e reunir, conversar um pouquinho. Essas conversas são importantes durante o ano. No ano passado tivemos essa conversa, em 2017 também, e sempre deu resultado. Espero que agora possa dar de novo", falou o meia Robinho.

Por isso, cada detalhe animador pode virar um estimulante, a começar pela tradição copeira e recordista no torneio. Recordista de títulos da Copa do Brasil, com seis conquistas, o Cruzeiro é também o detentor da taça nos últimos dois anos.

Desde 2017, a equipe já pegou algumas "pedreiras", não foi tratada como favorita em algumas ocasiões, mas mostrou o peso da sua camisa até avançar e ser campeão. Na fase anterior, passou por ninguém menos que o rival Atlético-MG.

Mesmo cercado de problemas fora de campo e colecionando partidas ruins, o time de Mano venceu o único, mas principal jogo após a Copa América até aqui - e aquele placar de 3 a 0 no Mineirão valeu a vaga nesta semifinal.

Em situação distinta dos mineiros, o Inter está nas quartas da Libertadores e vem de uma classificação nos pênaltis contra o Palmeiras na Copa do Brasil. Além disso, realiza uma campanha regular no Brasileiro, em que tem alternado a equipe titular com a reserva.

O time titular perdeu pela última vez há quase um mês. Venceu o Nacional, do Uruguai, em casa e fora na Libertadores, e conseguiu reverter a vantagem palmeirense na Copa do Brasil.

Por outro lado, o histórico na Copa do Brasil não pesa tanto, já que a competição não é especialidade da equipe gaúcha. Com apenas um título em sua história, conquistado em 1992, o Inter não chega sequer a uma decisão do torneio há dez anos. Em 2009, foi derrotado pelo Corinthians e ficou com o vice-campeonato.

"É difícil prever alguma coisa num duelo dessa magnitude. São duas equipes grandes numa semifinal de Copa do Brasil. Podemos fazer um gol com um minuto, sofrer um gol com um minuto. Precisamos manter o padrão, porque as coisas não vão se decidir no Mineirão, e confiamos muito no nosso fator local no Beira-Rio", disse o lateral esquerdo Uendel.

CRUZEIRO x INTERNACIONAL

Motivo: semifinal da Copa do Brasil (ida)
Data/Hora: 07/08/2019, às 21h30 (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (SP) e Danilo Simon Manis (SP)
VAR: Braulio da Silva Machado (SC)

Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Léo, Dedé e Egídio (Dodô); Henrique, Ariel Cabral; Thiago Neves, Robinho, Marquinhos Gabriel (Fred); Pedro Rocha. Técnico: Mano Menezes.

Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rithely (Rodrigo Lindoso), Edenílson, Nonato (Rafael Sobis), Patrick e Nico López; Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa