O ex-goleiro também foi treinador de futebol. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

O ex-goleiro também foi treinador de futebol. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Um dos mais brilhantes goleiros de sua geração, Waldir Peres morreu há exatos cinco anos, em 23 de julho de 2017, vítima de um infarto fulminante, aos 66 anos.
 
Titular da meta brasileira na Copa de 1982, na Espanha, Waldir Peres Arruda, natural de Garça-SP, onde nasceu em 2 de janeiro de 1951, marcou época como goleiro do São Paulo Futebol Clube, entre 1973 e 1984, conquistando diversos títulos, entrre eles o primeiro Brasileiro do Tricolor, em 1977, quando a equipe comandada por Rubens Minelli derrotou o Atlético Mineio na final, decidida nos pênaltis.
 
Antes de chegar ao Morumbi, Waldir Peres defendeu a Ponte Preta, seu primeiro clube profissional, e depois do Tricolor passou por América-RJ, Guarani, Corinthians, Portuguesa de Desportos, Santa Cruz e encerrou sua carreira nos gramados pelo mesmo clube que iniciou, a Ponte Preta.
 
Trabalhou como treinador de futebol em mais de 20 clubes, o último deles o Grêmio Maringá, em 2013.
 

 


Da esquerda para a direita, Zancopé Simões, Waldir Peres e José Nello Marques. Foto enviada por Tico Cassolla


Em pé, da esquerda para a direita: Plínio Dias, Ari Lima, Fernando, Pedroso, Dadi e Waldir Peres. Agachados: Toninho Bodini, Rogerinho, Osmar Silvestre, Davi e Zé Carlos Coelho. Foto enviada por Tico Cassolla em 2013


Da esquerda para a direita, Dr. Romeu, Waldir Peres, Tico Cassolla e Piola. Foto enviada por Tico Cassolla


Em pé, da esquerda para a direita, Marcão, Orlando, Almir, Lotti, Sales e Waldir Peres, Agachados, da esquerda para a direita, Cacaio, Ataíde, Cosme, Sérgio China e Rinaldo, Foto enviada por Gilvannewton Souza


Em 1969, no Garça Futebol Clube e em 13 de dezembro de 2012. Foto mais recente, Marcos Júnior/Portal TT


Em 1986, na sala da presidência corintiana, no dia de sua apresentação ao clube de Parque São Jorge. Foto: arquivo pessoal de Waldir Peres, enviada por Emílio A. Duva


Poy, Waldir Peres e Gylmar posam segurando a rede de um dos gols do Morumbi. Foto: arquivo pessoal de Waldir Peres, enviada por Emílio A. Duva


Em 16 de maio de 2013 foi anunciado como novo treinador do Grêmio Maringá-PR. Foto enviada por Alan Brumate


Viagem da Portuguesa para Portugal. No centro da foto, de camiseta e bermuda azul está Jair Picerni, encostado no carro é Waldir Peres. Ao lado esquerdo do treinador, de camiseta branca, está Bentinho. O último, da esquerda para a direita é o jornalista Rozinaldo Ribeiro. Foto: arquivo pessoal de Rozinaldo Ribeiro


Waldir Peres e Mirandinha, viajando com a seleção


Tominho Cerezo escalou assim sua Seleção de todos os tempos. Goleiro: Waldir Peres; laterais: Leandro e Júnior; zagueiros: Oscar e Luizinho; meias: Gerson, Cruijff e Rivellino; atacantes: Vialli, Reinaldo e Bruno Conti; técnico: Telê Santana. Imagem: Revista Placar


Oscar e Waldir Peres após a coletiva com a imprensa para o lançamento do livro de Falcão sobre a Copa de 82, em 13 de dezembro de 2012, no Museu do Futebol, no Pacaembu. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Waldir Peres esteve presente na coletiva com a imprensa ao lado de Falcão, que lançou seu livro sobre a Copa de 82 no Museu do Futebol, no Pacaembu. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Oscar, Waldir Peres e Falcão em 13 de dezembro de 2012, no Museu do Futebol, no Pacaembu, em São Paulo. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Waldir Peres, Falcão e Oscar no Museu do Futebol em 13 de dezembro de 2012 para o lançamento do livro de Falcão. "Brasil - O Time que Perdeu a Copa e Conquistou o Mundo". Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Falcão, ao lado de Waldir Peres, em coletiva com a imprensa para o lançamento do livro "Brasil - O Time que Perdeu a Copa e Conquistou o Mundo", no Museu do Futebol, no Pacaembu. À direita, Ricardo Mituti, assessor da organização do evento. Foto: Marcos Júnior/Portal TT


Recém-contratado pelo São Paulo, em 1973, Waldir Peres, à esquerda, encontrou Serginho Zancopé no encontro de garcenses na capital paulista


Da esquerda para a direita, em pé: Waldir Peres, Antenor, Estevam, Getúlio, Bezerra e Chicão. Agachados: Zequinha, Neca, Armando, Válter Peres e Edu Bala. Foto enviada por Marcos Vinicius Salles


Ronaldo e Aguinaldo Moreira posam para a foto, enquanto Waldir Peres aparece atrás, de terno


Em pé, da esquerda para a direita: Waldir Peres, Betão, Tecão, Pagani, Serginho e Denys. Agachados: Renato, Cléo, Moreno, Gaúcho e Ademir. Foto enviada por Gilvannewton Souza


Veja no card oficial dados da final contra o Palmeiras, quando Chicão estava entre os titulares do São Paulo


Outra imagem rara. Jogadores da Ponte Preta passeando por arborizada rua da mineira Poços de Caldas, em 1971. Da esquerda para a direita: Mosca, Dagoberto, Nelsinho Baptista, Pedro Paulo, Waldir Peres e Teodoro. Foto: arquivo pessoal de Pedro Paulo


Foto raríssima da Ponte Preta disputando o Torneio Integração, em Goiânia. À época o Serra Dourada ainda não existia (foi inaugurado em 1975), portanto, a partida foi disputada em outro estádio. Em pé, da esquerda para a direita: Samuel, Waldir Peres, Valdir Vicente, Serginho, Nelsinho Baptista e Santos. Agachados: Adilson, Manfrini, Pedro Paulo, Mosca e Tuta. Foto: arquivo pessoal de Pedro Paulo


Equipe que encantou o mundo em 1982, na Copa da Espanha. Em pé, da esquerda para a direita: Waldir Peres, Leandro, Oscar, Falcão, Luizinho e Júnior. Agachados: o massagista Nocaute Jack, Sócrates, Toninho Cerezo, Serginho, Zico e Éder. Reprodução/In My Ear


Da esquerda para a direita, em pé: Waldir Peres, Antenor, Estevam, Chicão, Mário Válter e Bezerra. Agachados: Zequinha, Neca, Milton Cruz, Peres e Zé Sérgio. Foto enviada por Gilvanewton


Da esquerda para a direita, em pé: Carlos Alberto Silva sendo entrevistado. Waldir Peres, Oscar, Getúlio, Almir, Dario Pereyra e Airton. Agachados: o massagista Hélio Santos, Paulo César, Renato, Serginho Chulapa, Heriberto e Zé Sérgio. Foto enviada por Givannewton


Da esquerda para a direita, na fileira de cima: Mário Travaglini (o quarto), Cláudio Coutinho (o quinto), Admildo Chirol (o sétimo), Lídio Toledo (o nono), Carlos Alberto Cavalheiro e Ximbica. Na fileira do meio: Waldir Peres, Rodrigues Neto, Rivellino, Gil, Zico, Carlos, Nelinho, Leão, Polozzi e Oscar. Sentados: Toninho Cerezo, Roberto Dinamite, Dirceu, Reinaldo, Amaral, Edinho, Zé Sérgio, Batista, Jorge Mendonça, Abel Braga, Toninho Baiano e Chicão. Foto: Arquivo pessoal


São-paulinos reunidos em 2004. O primeiro, da esquerda para a direita é Waldir Peres e o último é Valtinho. Foto enviada por Adriano Marinho


Em pé, da esquerda para a direita: Juvenal Barbeiro, Cidão, Dagoberto, Polaco, Bô, Marinho e Waldir Perez. Agachados: Suingue, Washington, Liminha, Itamar Belasalma e Tuta


"Waldir Peres esteve com o São Paulo, no dia 18/08/1978, na inauguração dos refletores do Estádio Municipal "Frederico Platzeck". Da esquerda para direita: Goiano (atleta do Garça), Técão, Waldir Peres e Francisco de Assis Bosquê (prefeito municipal). Os mascotinhos: Carlinhos Bonfim, Braguinha e Dú Sganzela (com a bandeira) e a Priscila. Foto enviada por Wanderley "Tico" Cassolla


Waldir Peres foi campeão pela primeira vez, no ano de 1965, jogando pelo Paulistinha, time amador na cidade de Garça, quando conquistou o Torneio "Pedro Valentim Fernandes". Em pé da esquerda para a direita: Jaci Garcia, Cripa, Waldir Peres, Crescênio, Tofoli, Celsinho e Dindo. Agachados: Silvinho, Bidiu, Titico, Emídio e Inocêncio "Rabudinho". Foto enviada por Wanderley Cassolla


O torcedor Romeu Bottan ao lado de Waldir Peres na festa do São Paulo para seus ex-jogadores. Foto enviada por Romeu Bottan


Confraternização promovida pelo Tricolor para seus ex-jogadores. Da esquerda para a direita: Waldir Peres, o torcedor Romeu Bottan, Chicão e Paulo César Capeta. Foto enviada por Romeu Bottan


Em pé: Poy, Professor, Rigo, Nelson, Osmar, Alfredo, Arlindo, Pascoalim, Waldir Peres, Gilberto, Samuel, Paranhos, Chicão, Forlan e Mario. Agachados: Luis Roberto, Eron, Silva, Zé Carlos, Muricy, Terto, Ademir, Mauro, Pedro Rocha, Serginho, Liminha, Zé Roberto, Mirandinha e Piau. José Pinto/Revista Placar


Jogo realizado no mês de dezembro de 72, no Estádio Municipal "Frederico Platzeck", em Garça. Em pé da esquerda para direita: Martim Carvalho (treinador), Pedroso, Waldir Peres, Jurandir, Fernando, Pelezinho, Cidão e Lima. Agachados: Rogérinho, Helinho, Liminha, Grilo e Titico. Foto: Wanderley "Tico" Cassola


Em pé: José Poy, Mario Juliato, Pascolim, Terto, Pedro Rocha, Mickey, Marco Antonio, Primo, Serginho Chulapa, Paranhos, Silva, Teodoro, Chicão, Bezerra, Rigo e Dejantis. Sentados: Nelsinho, Vicente, Muricy, Valtinho, Zé Sérgio, Zé Carlos, Milton, Müller, Dá Wilson, Peres, Alfredo e Arlindo. No chão: Moreira, Ribas, Gilberto, Ademir, Marcos, Ditão, Tecão e Waldir Peres. Foto: Placar


Lance do jogo Garça x Noroeste de Bauru, no ano de 1970, disputado em Garça, quando o Norusca foi o campeão e conseguiu acesso a 1ª Divisão. No lance aparece Pedroso, observando uma disputa de bola entre o centroavante Fedato e o jovem goleiro garcense Waldir Peres. Reprodução de jornal, enviada por Wanderley "Tico" Cassolla


Em pé da esquerda para a direita: Valeriano (técnico), Plínio Dias, Ari Lima, Plínio Cabrini, Luizão, Dadi, Waldir Peres, Pedroso, Goiano e Zé (massagista). Agachados: Coquinho, Zé Carlos, Rogerinho, Osmar Silvestre, Nei e Helinho. Fotoenviada por Wanderley "Tico" Cassolla


Waldir Peres, em 1969 no Garça Futebol Clube e quase quarenta anos depois. Que cabeleira, hein Waldir? A imagem da esquerda foi enviada por Wanderley "Tico" Cassolla


Este é o time do Garça Futebol Clube (interior de São Paulo), em 1969. Waldir Peres, mocinho e muito cabeludo é o quarto em pé, da esquerda para a direita, antes do goleiro titular, que era Chóla, o Mão de Onça. Todo o elenco, da esquerda para a direita: João Truzzi (treinador), Dr. José Carlos Oliveira Lima (médico), Agamenon, Waldir Peres, Chóla, Silvio, Zé Carlos, Antonio Carlos, Zélão (massagista), Toninho Marques (presidente) e Leite (dirigente); Agachados: Plínio Dias (atleta), Goiano, Nelson Semenssato, Helinho Tercioti, Teotônio, Fidélis, Pelezinho, Lúcio e Grilo. Foto enviada por Wanderley "Tico" Cassolla


Voa canarinho voa. A seleção brasileira voou baixo na Copa da Espanha de 1982 mas voltou para casa antes da semifinal. Uma derrota para a Itália frustrou o sonho do tetra, que acabou chegando apenas 12 anos depois. A foto mostra Waldir Peres, Leandro, Oscar, Falcão, Luizinho e Júnior em pé e Nocaute Jack, Sócrates, Toninho Cerezzo, Serginho, Zico e Éder agachados


A belíssima seleção de 82. Em pé, da esquerda para a direita: Telê Santana, Valdir Peres, Oscar, Edinho, Luisinho, Toninho Cerezo, Júnior, Renato Pé Murcho, Sócrates, Leandro, Juninho e Carlos. Agachados: Edevaldo, Zico, Paulo Isidoro, Batista, Serginho Chulapa, Paulo Sérgio, Dirceu, Éder Aleixo, Careca e Pedrinho.


Brasil em 1982. Agachados: Dirceu, Sócrates, Serginho Chulapa, Zico e Éder.


Preparação da seleção brasileira para a Copa do Mundo de 1982. Vemos Valdir Joaquim de Moraes preparando os goleiros Waldir Peres (à direita) e Paulo Sérgio. Foto: Museu da Pessoa


Em março de 1981, a Seleção Brasileira enfrentou a Caldense, na preparação para a Copa da Espanha, no ano seguinte. Será que o jovem Casagrande (em destaque), então atacante do time mineiro, imaginava que quatro anos depois ele estaria vestindo a camisa amarelinha, na Copa do México? EM PÉ: Reinaldo (o segundo), Sócrates (o quarto), Luís Antônio, Armando, Oscar, Paulo Roberto, Gilberto Voador, Edinho, Edinho (ex-Flu), Waldir Peres e Batista. AGACHADOS: Casagrande, Edinho Paulista, Edevaldo, Alexandrinho, Paulo César, Jânio, Zico, Assis, Zé Sérgio, Alfredinho e Júnior


Antes da Seleção Brasileira, Waldir Peres defendeu a Seleção Paulista dos anos 70: EM PÉ: Waldir PEres, Gilberto Sorriso, Amaral, Paranhos, Nelsinho Baptista e Chicão. AGACHADOS: Terto, Leivinha, Geraldão, Pedro Rocha e Nei


Em pé, os dois primeiros são Waldir Peres e Henrique. Teodoro é o quarto, seguido por Alan, Wilson Quiqueto, Ailton Lira, Santos (ou Santinho) e Nelsinho Batista. Os dois últimos são Samuel e Araújo. Agachados: o terceiro é Adílson, seguido de Nelson Jacaré, Dicá e Manfrini. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar


A Ponte Preta enfrentou o São Paulo, no Morumbi. Em pé: Waldir Peres, Galli, Araújo, Chicão, Marinho e Geraldo. Agachados: Paulinho, Pedro Paulo, Adílton, Serginho e Tuta. Uma curiosidade: entre Araújo e Chicão, ao fundo, há um repórter. É Fausto Silva, à época repórter de campo da Jovem Pan. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar


1969. Jogadores do Garça posam com a faixa de campeão da Terceira Divisão do Paulista. É o único título da equipe e o primeiro do então jovem (e com cabelos) Waldir Peres. Em pé, da esquerda para a direita: Valeriano (técnico), Plínio Dias, Ari Lima, Plínio Cabrini, Coquinho, Dadi, Waldir Peres, Pedroso, Goiano e Zé, o massagista. Agachados: Jorginho, Zé Carlos Coelho, Rogério, Osmar Silvestre, Nei e Helinho.


Outro time do Garça de 1969. Em pé: Plínio, Ari, Tuta, Waldir Peres, Pedro e Dadi. Agachados: Toninho, Rogério, Zé Carlos Coelho, Osmar Silvestre e Davi


Foto raríssima de Zé Carlos Coelho e Waldir Peres no time do Garça, em 1969. O goleiro começava a carreira. Em pé: Ari Lima, Osmar Silvestre, Coquinho, Luizão, Waldir Peres e Dadi. Agachados: Jorginho, Rogério, Zé Carlos Coelho, Crisante e Mário Cézar.


Aílton ao lado de Waldir Peres em umas das festas de ex-jogadores do São Paulo


Waldir foi ídolo das duas maiores torcidas paulistas, Corinthians e São Paulo


Waldir se notabliziou, entre outras coisas, por desestabilizar os batedores de pênaltis


EM PÉ: Waldir Peres, Mauro, Biro-Biro, Dina, Édson e Edevaldo. AGACHADOS: Jorginho, Eduardo, Edmar, Éverton e João Paulo


EM PÉ: Édson, Dida, Biro-Biro, Mauro e Jatobá. AGACHADOS: Eduardo, Jorginho, Edmar, Éverton e João Paulo. O goleiro Waldir Peres não aparece na foto. Ele estava ao lado de Edson, dando entrevista ao repórter Roberto Carmosa. Na ponta-direita, de bigode, está Márcio Bernardes, à época repórter de campo


EM PÉ: Waldir Peres, Eduardo, Wladimir, Capitão, Luciano e Josias. AGACHADOS: Bento, Toninho, Bentinho, Zenon e Catatau


Em pé: Waldir Peres, Eduardo, Márcio Araújo, Chiquinho, Capitão e Luciano. Agachados: Jorginho, Toninho, Kita, Zenon e Catatau. O repórter loiro que está entrevistando o zagueiro Luciano é Rogério Assis, hoje narrador da Rádio Jovem Pan


Encontro de gerações de goleiros no Morumbi. O então garoto Anselmo, que anos depois viria a ser goleiro do São Paulo, encontra o ídolo Waldir Peres


Clássico: São Paulo x Corinthians, no Morumbi. O goleiro Waldir Peres tenta afastar o perigo da defesa tricolor. O três é Paranhos. Adãozinho, o corintiano, e Arlindo Galvão, o são-paulino, de bigode, observam.


EM PÉ: Waldir Peres, Gassem, Almir, Oscar, Getúlio e Edel. AGACHADOS: Paulo César, Everton, Renato, Jaiminho e Mário Sérgio


Em 1981, o cantor espanhol Julio Iglesias (que já foi goleiro do Real Madrid) visitou o São Paulo FC, no Morumbi. Da esquerda pra direita, na primeira fileira, estão: Flavinho (lateral-direito das divisões de base que não emplacou), Renato Pé Murcho, Paulo César Capeta, Teodoro, Oscar, Marinho Chagas, Julio Iglesias, Dário Pereyra, Poy, Tóinho, Waldir Peres, Nelsinho e Barbirotto. Na segunda fileira você confere: Luiz Fernando, Tatu, Almir, Edel, Heriberto, Serginho Chulapa, Jaiminho, Everton e Gassen. Sentados, na última fileira, estão: um integrante da comissão técnica, Mário Sérgio, Carlinhos Maracanã, Zé Sérgio, Vilela, o massagista Hélio Santos e Getúlio.


Esta foto ilustrou um calendário comemorativo do São Paulo aos seus 46 anos de vida, em 1981. Em pé estão Waldir Peres, Getúlio, Oscar, Dario Pereyra, Almir e Marinho Chagas; agachados vemos Paulo Cesar, Renato, Serginho, Mário Sérgio e Zé Sérgio


Waldir Peres e Wilson de Freitas (dir) após a conquista do Paulistão de 80 pelo São Paulo.


São Paulo de 1981. Em pé: um membro da comissão técnica, Waldir Peres, Getúlio, Almir, Darío Pereyra, Gassem e Marinho Chagas. Agachados: Hélio Santos (massagista), Paulo César Capeta, Renato, Serginho, Heriberto e Mário Sérgio


Em pé: Antenor, Waldir Peres, Getúlio, Estevam Soares, Chicão e Bezerra. Agachados: Mirandinha, Neca, Serginho, Teodoro e Zé Sérgio.


Em pé: Waldir Peres, Airton, Getúlio, Chicão, Marião e Bezerra. Agachados: Edu Bala, Teodoro, Serginho Chulapa, Dario Pereyra (ainda em sua época de meio-campista) e Zé Sérgio.


Depois de ser vice em 1971 e 1973, o Tricolor ganhou seu primeiro título nacional em 1977. A final contra o invicto Atlético Mineiro, no Mineirão. Faltavam gols na partida, mas sobrou emoção. Na decisão por pênaltis, outro show de Waldir Peres, que enervou os cobradores atleticanos - Cerezo, Joãozinho Paulista e Márcio chutaram para fora. E vitória são-paulina por 3 x 2. Em pé: Antenor, Tecão, Getúlio, Chicão, Bezerra e Waldir Peres. Agachados: Viana, Teodoro, Mirandinha, Darío Pereyra e Zé Sérgio. Crédito foto: Rodolpho Machado/Revista Placar


EM PÉ: Waldir Peres, Getúlio, Chicão, Estevam, Bezerra e Osmar. AGACHADOS: Zequinha, Neca, Milton Cruz, Daryo Pereira e Zé Sérgio


Em pé: Waldir Peres, Getúlio, Oscar, Darío Pereyra, Almir e Marinho Chagas. Agachados: o massagista Hélio Santos, Paulo César Capeta, Renato , Serginho Chulapa, Everton e Mário Sérgio.


Em pé: Antenor, Tecão, Getúlio, Chicão, Bezerra e Waldir Peres. Agachados: massagista Hélio Santos, Viana, Teodoro, Mirandinha, Daryo Pereira e Zé Sérgio.


Em pé: Waldir Peres, Darío Pereyra, Oscar, Getúlio (o Gegê da cara grande), Almir e Aírton. Agachados: o massagista Hélio Santos, Paulo César Capeta, Renato, Serginho Chulapa, Heriberto e Zé Sérgio. Esse foi o São Paulo campeão paulista de 1980. O Tricolor venceu os dois jogos finais contra o Santos pelo placar mínimo.


EM PÉ: Waldir Peres, Gilberto Sorriso, Nelsinho Baptista, Arlindo e Chicão. AGACHADOS: Terto, Muricy Ramalho, Serginho Chulapa, Pedro Rocha e Zé Carlos Serrão


EM PÉ: Gilberto, Waldir Peres, Chicão, Paranhos, Arlindo e Forlan. AGACHADOS: Mauro, Zé Carlos, Mirandinha, Pedro Rocha e Piau


EM PÉ: Gilberto Sorriso, Nelsinho, Paranhos, Chicão, Waldir Peres e Arlindo. AGACHADOS: Terto, Muricy Ramalho, Serginho Chulapa, Ademir e Zé Carlos Serrão


EM PÉ: Waldir Peres, Gilberto Sorriso, Samuel, Paranhos, Chicão e Nelsinho Baptista. AGACHADOS: Terto, Muricy Ramalho, SErginho Chulapa, Pedro Rocha e Zé Carlos Serrão


Os cabelos continuaram escassos


Para homenagear goleiros que atuaram pelo São Paulo, Marco Aurélio Cunha postou estas três fotos em seu Instagram: Sérgio Valentim e Poy (à esquerda) e Waldir Peres, com ele, à direita


Waldir é o terceiro (da esquerda para a direita) e Chicão, o último. Os dois participaram de evento na cidade de Garça em 1978.


Uma foto histórica, a primeira da carreira do Waldir Peres, no Corintinha de Garça-SP, no ano de 1965. Em pé, da esquerda para direita: Arcenio, Otacílio, Waldir Peres, José Carlos, Joãozinho e Luiz Conessa (presidente); agachados: João, Romildo, Valdo, Celsinho e Cirso Luporini. Um detalhe: o Corintinha posando com a camisa do Botafogo? Isso mesmo. Tudo porque na época era difícil um time comprar um uniforme. Como o Corintinha era formado somente por garotos, ficava mais difícil ainda. Então jogavam com a camisa emprestada pelo Botafoguinho, do Egídio, no melhor estilo “fair-play”. Foto e legenda: Tico Cassolla


Waldir Peres, terceiro da esquerda para a direita, com amigos, em Garça, poucos meses antes de sua morte


Livro da Copa de 1982. Waldir Peres autografou e entregou ao amigo Tico Cassola.


Waldir Peres e Tico Cassolla. Foto enviada por Tico Cassolla


Waldir Peres e Tico Cassolla. Foto enviada por Tico Cassolla


Homenagem em junho de 2017 do Rotary Club de Garça, que concedeu um diploma de Honra ao Mérito e uma medalha, em reconhecimento a Waldir Peres, aos relevantes serviços prestados a comunidade garcense, e por sempre divulgar o nome da cidade. Da esquerda para direita: Luiz Rosa Filho, presidente do Rotary de Garça, Tico Cassolla (também homenageado), Waldir Peres e o amigo Enéas Filho. Foto enviada por Tico Cassola


Waldir Peres e Rogério Ceni, ídolos do São Paulo. Foto: reprodução


Mágico Issao Imamura, o ex-goleiro Waldir Peres e o jornalista Milton Neves, em 14 de agosto de 2002, no estúdios do programa Terceiro Tempo, da Rede Record. Foto: arquivo pessoal


Oscar, Waldir Peres e Falcão em 13 de dezembro de 2012, no Museu do Futebol, no Pacaembu, dia em que Falcão lançou o livro `Brasil - O Time que Perdeu a Copa e Conquistou o Mundo´. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


Waldir Peres na Copa de 82, pela Seleção Brasileira. Foto: Reprodução


Em 1971 e em 13 de dezembro de 2012


Em Garça-SP nos anos 2000. Antonio Rodolfo Devito, Waldir Peres e um amigo. Foto: arquivo pessoal de Antonio Rodolfo Devito


O são-paulino Fabio Borges ao lado do ídolo Waldir Peres, nos anos 2000. Foto: arquivo pessoal de Fabio Borges


José Nello Marques e Waldir Peres em imagem dos anos 2000. Foto: arquivo pessoal de José Nello Marques


Waldir Peres, ex-goleiro do São Paulo na época, no gramado do Morumbi, posando com um fã mirim. Quem seria o garotinho? Foto enviada por Tico Cassolla


Waldir Peres e amigos (Tico Cassola está de camisa vermelha). Foto: reprodução


Três grandes ex-goleiros: Poy, Waldir Peres e Gylmar. Foto: reprodução


Em um dos programas do TerraTV no estádio do Morumbi, em 8 de agosto de 2015. Da esquerda para a direita, Huberto Peron, Fabio Salomão Waldir Peres e Celso Paiva


Waldir Peres, na Ponte Preta, no ano de 1971, posando com a camisa da Atheta e pilotando uma potente moto da Honda. Foto enviada por Tico Cassolla


No dia 18 de agosto de 1978. Waldir Peres esteve em Garça, sua terra natal, junto com o São Paulo, participando da inauguração dos refletores do Estádio Municipal "Frederico Platzeck". Da esquerda para direita: Francisco Bosque (prefeito), Waldir Peres, Edil F. Arruda (pai do goleiro) dando o pontapé inicial e um jogador do tricolor não identificado. Foto enviada por Tico Cassola


Em pé: o goleiro Valdir Peres, Wilson Gotardo, Giba e Júlio César. Agachados: Neto, Barbieri, Edmar, Evair e Gerson Sodré, antes da partida contra o São Paulo, pela semifinal do Campeonato Paulista de 1985. Foto: Placar


Telê Santana acompanha o trabalho da seleção brasileira, nos anos 80. Waldir Peres aparece no canto direito da imagem


No dia 25 de novembro de 2014, Waldir Peres encontra com Alexandre Pato e amigos no CT do São Paulo. Da esquerda para direita, o garcense Enéas Filho, Waldir Peres, Pato, o corintiano Abram Ejzenmesser e o garcense Celso Luiz Ramos. Foto enviada por Tico Cassola


Equipe do América-RJ em 1985, posando antes de partida contra o Fluminense, no Maracanã. Em pé, da esquerda para a direita: Waldir Peres, Bet?o,Tec?o, Pagani,Serginho e Denys.Agachados: Renato,Cléo, Moreno, Gaúcho e Ademir. Foto: arquivo pessoal de Cléo Hickmann


Seleção Brasileira de 1976: em pé, da esquerda para a direita, Waldir Peres, Chicão, Nelinho, Miguel, Amaral e Marinho Chagas. Agachados, da esquerda para a direita: Flecha, Geraldo, Palhinha, Rivelino e Lula.


Sérgio e Waldir Peres, no dia 21 de abril de 2014, no programa Os Donas da Bola. Foto: Renato Nalesso

 
 
 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa